Governo pode vender excedente da cessão onerosa em mais de um leilão

iStock
Secretário disse ainda que o governo pretende fazer nos anos de 2020 e 2021 dois leilões anuais de petróleo (iStock)

O governo pode vender em mais de um leilão o direito de exploração do excedente da cessão onerosa, como ficou conhecido um contrato entre a União e a Petrobras para a exploração de 5 bilhões de barris do óleo equivalente sem licitação, disse nesta segunda-feira (9) o secretário de petróleo e gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix.

LEIA MAIS: Brasil vende concessão de usinas por R$ 12,13 bi

Ele afirmou que as projeções apontam que a região que a Petrobras irá explorar na cessão onerosa teria ainda um volume excedente de 5 a 10 bilhões de barris além do cedido à estatal, que poderia ser oferecido a investidores em mais de um leilão, devido aos volumes expressivos estimados.

Ao falar durante evento da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) no Rio de Janeiro, Félix disse ainda que o governo pretende fazer nos anos de 2020 e 2021 dois leilões anuais de petróleo, sendo um no regime de partilha de produção e outro no sistema de concessão.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).