Negócios

Paris faz planos para ter só carros elétricos em circulação até 2030

iStock

A França já estabeleceu o ano de 2040 como meta para acabar com carros dependentes de combustíveis fósseis (iStock)

As autoridades de Paris planejam banir os carros movidos a gasolina e diesel da cidade até 2030, informou a Prefeitura da capital francesa nesta quinta-feira (12). A medida assinala uma aceleração nos planos de abolir veículos a gasolina e substituí-los por carros elétricos na capital francesa, onde, geralmente, proibições temporárias são impostas com frequência devido a picos de poluição atmosférica.

LEIA MAIS: Novo carro elétrico esportivo ultrapassa 250 km/h

A Prefeitura de Paris disse, em um comunicado, que a França já estabeleceu 2040 como meta para acabar com carros dependentes de combustíveis fósseis, e que isso exige uma redução gradual mais rápida em cidades grandes. “Trata-se de planejar para o longo prazo com uma estratégia que reduzirá os gases de efeito estufa”, disse Christophe Najdovski, autoridade responsável pelas políticas de transporte na cidade. “O transporte é um dos maiores produtores de gases de efeito estufa… por isso estamos planejando uma retirada dos veículos de motor a combustão, ou veículos de energia fóssil, até 2030”, disse ele à rádio France Info.

A capital francesa, que sediará a Olimpíada de 2024 e onde foi assinado o pacto climático mais recente de políticas de contenção do aquecimento global, estuda o fim dos carros a diesel até a realização dos Jogos.

A prefeitura de Paris, já criticada pela criação de zonas proibidas à circulação de carros, pelos dias sem carro e por multas para motoristas que entrarem na cidade em veículos com mais de 20 anos, disse não estar usando a palavra “proibição”, mas adotando um prazo factível dentro do qual o uso de veículos de motor a combustão pode ser eliminado gradualmente. Muitos parisienses não possuem carros, contando com o amplo sistema de transporte público e, cada vez mais, com redes que oferecem bicicletas, scooters e carros híbridos pouco poluentes para aluguéis de curto prazo, que se expandem rapidamente.

Comentários
Topo