Negócios

Problemas com a produção devem prejudicar vendas do iPhone X

Reuters

Vazamentos recentes indicam que o estoque de iPhone X será escasso até o primeiro trimestre de 2018. (Reuters)

O lançamento do iPhone X, na sequência da estreia dos iPhones 8 e 8 Plus, foi algo curioso. Graças ao timing escolhido por Tim Cook, o smartphone top de linha da Apple, que ainda não chegou às lojas, prejudicou as vendas da já disponível série 8.

VEJA TAMBÉM: Atraso na entrega do iPhone X pode prejudicar a Apple no trimestre das compras de Natal

Para piorar, vazamentos recentes indicam que o estoque de iPhone X será escasso até o primeiro trimestre de 2018. O site especializado “MacRumors” obteve um novo relatório de Ming Chi Kuo, considerado por muitos o “melhor analista de Apple do planeta”, onde é detectado que a produção do modelo será extremamente limitada no começo e que isso fará com que a empresa perca o sempre esperado “superciclo” do final de ano.

Como os limites de estoque do iPhone X irão continuar no primeiro trimestre de 2018, também haverá problema de oferta no Ano Novo Chinês, quando é esperado que o smartphone seja uma das principais escolhas de presente. Se a Apple não conseguir atender a essa demanda, sem dúvidas a concorrência conseguirá. O problema para Tim Cook e seu time é o que esses baixos números podem definir os meses seguintes da empresa.

Por conta das vendas fracas no quarto trimestre deste ano e da falta do modelo X, as vendas totais de iPhone em 2017, que Kuo estima em algo entre 210 e 220 milhões, serão provavelmente mais baixas do que as de 2016 (211 milhões), um resultado que já havia sido menor do que em 2015 (231 milhões).

LEIA: Com desaceleração da Apple, rivais chinesas conquistam mercados desenvolvidos

Dois trimestres consecutivos de números fracos e dois anos de queda nas vendas, em um período em que o mercado de smartphones cresce, podem fazer com que a Apple perca uma parcela significativa de mercado.

Mas nem tudo é pessimismo. Segundo o relatório de Kuo, os problemas de produção do iPhone X serão “significativamente resolvidos” durante os primeiros três meses de 2018 e isso fará com que as remessas “melhorem fortemente”. Isso, combinado às melhorias do iPhone de 2018 (que Kuo descreve como “mais competitivos” do que os modelos de 2017), fará as vendas totais de smartphones da Apple, no ano que vem, bater entre 245 a 255 milhões de unidades.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo