Negócios

Saiba como a Audi aluga carros por aplicativo

Divulgação

O serviço inclui um consultor da Audi (Divulgação)

Enquanto algumas empresas reclamam que o crescente modelo de economia compartilhada coloca seus negócios em risco, outras lançam mão da velha tática do “se não pode vencê-los, una-se a eles” e fazem do limão uma limonada.

LEIA MAIS: Audi assume liderança em direção autônoma nas estradas

É exatamente essa a atitude da fabricante de autos alemã Audi, que entrou no segmento de aluguel de carros oferecendo um serviço de alto padrão, de forma simples e descomplicada, por meio do aplicativo Audi on Demand.

O serviço, que por enquanto está disponível apenas em São Francisco, nos Estados Unidos, e em Munique, na Alemanha, oferece todos os modelos da marca – dos mais “básicos”, como um A4 Sedan, aos mais “exóticos”, como o superpotente R8. Para chegar a eles, bastam alguns cliques no aplicativo, que está disponível na App Store (não tente alugar um Audi pelo site, ele simplesmente não existe). O tempo máximo de permanência é de 28 dias, e os valores são cobrados conforme o período e o modelo escolhido pelo cliente. A diária do A4 Sedan, por exemplo, custa, nos EUA, US$ 145; a do R8 custa US$ 1.145.

Depois de escolher o modelo e o período, você indica se quer que o carro seja entregue em um local específico ou se prefere ir até o centro da Audi. Eu experimentei – e aprovei – o serviço durante minha recente passagem por São Francisco.

Como a previsão do tempo indicava dias frios, abri mão do conversível e escolhi um Q7. No dia e local indicados, lá estavam o carro e um consultor da Audi para explicar todas as funcionalidades do veículo e garantir que o novo “piloto” ficasse bem instalado e familiarizado com o modelo. Não foi o meu caso, mas no ato da reserva o cliente pode incluir acessórios conforme sua necessidade, como cadeiras de segurança para crianças e racks de bicicleta ou ski.

VEJA TAMBÉM: Audi desenvolve com Hanergy veículo com teto panorâmico movido a energia solar

Lá estava eu, rodando pelas estradas da Califórnia a bordo de um SUV novinho em folha – tinha menos de mil milhas rodadas – com todos os recursos tecnológicos e o conforto que só um carro de luxo pode oferecer. E o melhor: sem ter que passar pelo processo de ir até uma locadora e enfrentar a fila – que, por mais premium que seja, sempre demora. No dia da devolução, marquei a retirada no hotel e já segui para o aeroporto, sem ter que me preocupar em passar pela locadora, devolver o veículo e depois ter que rumar com todas aquelas malas para o terminal de passageiros.

Ciente do potencial dessa comodidade, a montadora já declarou que estuda expandir o serviço para outras cidades estratégicas no mundo. Torçamos para que chegue logo no Brasil, onde a Audi aparece nas primeiras colocações de todas as listas de carros de luxo mais vendidos.

  • Disponível na App Store, o aplicativo é intuitivo e prático

  • Disponível na App Store, o aplicativo é intuitivo e prático

  • Disponível na App Store, o aplicativo é intuitivo e prático

  • Disponível na App Store, o aplicativo é intuitivo e prático

Disponível na App Store, o aplicativo é intuitivo e prático

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo