Negócios

Toyota testará carro falante e autônomo até 2020

Divulgação

Modelo usará inteligência artificial (IA) para interagir com os motoristas (Divulgação)

A Toyota Motor disse nesta segunda-feira (16) que começará a testar um carro elétrico autônomo em torno de 2020, o modelo usará inteligência artificial (IA) para interagir com os motoristas.

VEJA MAIS: Toyota vai investir R$ 1 bi em fábrica de veículos em SP

O carro, cujo modelo conceito foi revelado este ano na Consumer Electronics Show em Las Vegas, será capaz de conversar com os motoristas, enquanto desenvolve o conhecimento sobre as preferências, hábitos e emoções dos usuários através de tecnologia de aprendizagem, disse a montadora.

“Ao usar a tecnologia IA, queremos expandir e aprimorar a experiência de condução, tornando os carros um objeto de afeição novamente”, disse Makoto Okade, gerente geral da divisão de planejamento de negócios da Toyota.

Diante da competição de montadoras rivais e empresas de tecnologia para produção de carros autônomos e inteligentes, a Toyota se comprometeu a investir US$ 1 bilhão até 2020 para desenvolver tecnologia avançada de direção autônoma e inteligência artificial.

LEIA TAMBÉM: Divisão de automóveis de luxo da Toyota lança conceito de super iate

O modelo Concept-i, um carro elétrico que terá autonomia de 300 quilômetros com uma única carga, poderá estimar as emoções e nível de atenção dos motoristas lendo suas expressões, ações e tom de voz.

Ao usar esta informação, o veículo poderá assumir as responsabilidades de condução quando necessário – depois de avaliar que o motorista está cansado demais para dirigir com segurança, por exemplo – e também interagir com o motorista e os passageiros.

Diante de um futuro em que o padrão do carro próprio pode ser superada por novos serviços de mobilidade, as montadoras estão aumentando o investimento para desenvolver capacidades de IA para melhorar a experiência de condução.

Comentários
Topo