Negócios

Twitter se aproxima de trimestre rentável ao reduzir gastos

iStock

A rede social registrou receita de US$ 590 milhões no 3º trimestre (iStock)

O Twitter disse nesta quinta-feira (26) que poderia atingir seu primeiro lucro no 4º trimestre depois de fazer cortes de gastos nos últimos meses e encontrar fontes de receita além da publicidade que domina as mídias sociais.

LEIA MAIS: Twitter endurece orientações sobre assédio

A empresa nunca teve um trimestre rentável com base nos princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP, na sigla em inglês), mas disse que provavelmente terá “GAAP rentável” no próximo trimestre, se conseguir fechar o período na máxima de suas próprias estimativas.

A rede social registrou receita de US$ 590 milhões no 3º trimestre, queda de 4% em relação aos US$ 616 milhões do mesmo período do ano anterior. A empresa atribuiu grande parte da redução a uma decisão previamente anunciada de liquidar seu produto de publicidade TellApart.

Os analistas esperavam, em média, receita de US$ 587 milhões, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

O Twitter também divulgou em seu relatório trimestral que descobriu um erro na forma como calculou o tamanho de sua base de usuários desde 2014 e revisou as estimativas para baixo, mas informou que a diferença foi inferior a 1%.

A empresa disse que tinha 330 milhões de usuários ativos mensais no trimestre encerrado em 30 de setembro, um aumento de 4 milhões em relação ao trimestre anterior, impulsionado pelo maior uso de notificações por email e ferramentas que encaminham as pessoas para as publicações que querem ler.

Nos Estados Unidos, onde o crescimento se estagnou no início deste ano, o número de usuários subiu de 68 milhões para 69 milhões, disse a empresa.

VEJA TAMBÉM: Twitter vai permitir que artistas recebam dinheiro de fãs com transmissão no Periscope

Os analistas esperavam cerca de 330,4 milhões de usuários ativos mensais em todo o mundo e 69 milhões nos Estados Unidos, de acordo com a empresa de análise financeira FactSet.

O prejuízo líquido do Twitter diminuiu para US$ 21 milhões, ou US$ 0,03 por ação, em comparação com os US$ 103 milhões, ou US$ 0,15 por ação, no mesmo período do ano anterior.

No resultado ajustado, a empresa teve lucro de US$ 0,10 por ação. Os analistas estavam esperando um lucro de US$ 0,06 por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

“É ótimo que eles estejam controlando despesas e gerando crescimento de Ebitda, mas os investidores querem ver um crescimento mais rápido de usuários ativos mensais e algum crescimento de receita”, disse Michael Pachter, diretor-gerente da Wedbush Securities.

Comentários
Topo