Negócios

Michael Dell fala sobre gestão, empreendedorismo e inteligência artificial

Getty Images

Michael Dell, fundador da Dell (Getty Images)

FORBES: Aos 26 anos de idade, você fez a ousada previsão de que um dia a Dell seria maior que a IBM. A IBM registrou US$ 80 bilhões em vendas no último exercício fiscal; neste, vocês registraram quase US$ 20 bilhões só no primeiro trimestre. Já são tão grandes quanto a IBM?

Michael Dell: Bem, está muito perto, muito perto (risos).

A inteligência artificial está recebendo uma enorme atenção, não?

Michael Dell: A IA é uma nave espacial. Os dados são seu combustível. Quanto mais dispositivos conectados você tem, mais inteligente fica. Nós vemos uma grande oportunidade em todos os dispositivos conectados.

John Chambers, da Cisco, prevê 50 bilhões de sensores até 2020, o triplo de hoje. Você concorda?

Michael Dell: Talvez essa cifra seja até baixa. Eles estarão em todo lugar onde houver eletricidade.

Como vocês mantêm todos os seus CEOs motivados? Antigamente, eles atuavam com bastante autonomia.

Michael Dell: O que você não deve fazer é refreá-los. Não pode bloquear a criatividade, a capacidade deles de imaginar e sonhar. Você deve deixá-los livres para trabalharem do jeito deles.

Esse insight vem do fato de você mesmo ser um empreendedor?

Michael Dell: É a única maneira que eu conheço. Não tenho nada com que possa comparar.

As ações da Dell foram as de melhor desempenho nos anos 90, aí caíram e se estabilizaram. Estão satisfeitos em terem o capital fechado agora?

Michael Dell: Seu horizonte muda quando a empresa é de capital fechado. Nós pedimos às nossas equipes para pensarem em termos de três, cinco e dez anos. Dá meio que um nó na cabeça quando você está acostumado a fazer as coisas em prazos mais curtos há muito tempo.

Algum conselho para os empreendedores que estão começando?

Michael Dell: Tenha bons ouvidos e ouça. Aprenda com seus clientes.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo