Negócios

SoftBank diz que Benchmark e Menlo Ventures estão prontos para vender ações do Uber

iStock


O investimento do SoftBank seria um sinal de suporte de um investidor influente (iStock)

Um consórcio liderado pelo SoftBank Group lançou na terça-feira (28) sua oferta pelas ações do Uber Technologies, ao mesmo tempo em que disse que alguns investidores iniciais notáveis do Uber planejam vender suas ações.

LEIA MAIS: SoftBank diz que avalia investir no Uber, mas não chegou a nenhum acordo final

A empresa de venture capital Benchmark, que detém 13% do Uber, parcela avaliada em quase US$ 9 bilhões, e o Menlo Ventures, outro grande acionista, indicaram que venderiam uma parcela das ações, de acordo com um porta-voz do SoftBank.

O diretor administrativo da Menlo Ventures, Shawn Carolan, que lidera o investimento da empresa no Uber, confirmou que a companhia “é a favor da transação e venderá algumas de nossas ações”. O quanto venderá, no entanto, depende do preço final que o SoftBank está disposto a pagar, disse ele. O Benchmark não quis comentar.

O investimento do SoftBank seria um sinal de suporte de um investidor influente, conforme a companhia de transportes urbanos por aplicativo lida com vários escândalos, que variam desde acusações de assédio sexual a investigações criminais.

Se bem-sucedido, o investimento provocará mudanças na governança do Uber, incluindo a ampliação do conselho de 11 membros para 17, limitando o poder de voto de alguns acionistas iniciais e reduzindo o controle exercido pelo ex-presidente-executivo Travis Kalanick.

Comentários
Topo