Negócios

Cofundador do Google Brain firma parceria com a Foxconn

iStock

O sistema da Landing.ai precisará de apenas cinco imagens de treinamento, facilitando a adaptação a diferentes tarefas em uma fábrica (iStock)

Andrew Ng, cofundador de alguns dos projetos de inteligência artificial (IA) mais proeminentes do Google, controlado pela Alphabet, lançou nesta quinta-feira (14) um novo empreendimento com a Foxconn, montadora do iPhone, para trazer a IA e a chamada aprendizagem de máquinas para o chão de fábrica.

LEIA MAIS: Foxconn anuncia investimento de US$ 10 bilhões nos Estados Unidos

Os consumidores agora experimentam a inteligência artificial principalmente através do reconhecimento de imagens, para ajudar a catalogar fotografias digitais, e reconhecimento de fala, que ajuda a capacitar assistentes de voz digitais, como a Siri da Apple ou a Alexa da Amazon.

Mas em uma declaração à imprensa em São Francisco dois dias antes do lançamento da Landing.ai, Ng demonstrou um exemplo de como utilizar a IA para o controle de qualidade de uma fábrica.

Em muitas unidades fabris, os funcionários procuram por defeitos em peças que saem de uma linha de montagem. Ng mostrou um vídeo em que um trabalhador colocou uma placa de circuito embaixo de uma câmera digital conectada a um computador e a máquina identificou um defeito na peça.

Segundo ele, embora os sistemas tradicionais de visão por computador possam exigir milhares de imagens de amostra para serem “treinados”, o sistema da Landing.ai precisará de apenas cinco imagens de treinamento, facilitando a adaptação a diferentes tarefas em uma fábrica.

VEJA TAMBÉM: Presidente da Foxconn diz que nova fábrica nos EUA terá investimento de mais de US$ 7 bi

Ng disse que a Landing.ai foi procurada por investidores, mas ainda não aceitou capital externo. A Foxconn, formalmente conhecida como Hon Hai Precision Industry, é o primeiro parceiro estratégico da empresa. De acordo com o executivo, a startup tem trabalhado com a Foxconn desde julho, mas não deu detalhes sobre a natureza da colaboração ou quais dos clientes da Foxconn podem se envolver.

O empresário disse que entende que a tecnologia de sua empresa provavelmente causará a demissão de trabalhadores das fábricas, mas que a Landing.ai já está trabalhando em como treinar pessoas para o trabalho de fábrica mais qualificado e melhor remunerado envolvendo computadores.

Comentários
Topo