Negócios

Bacardi anuncia compra da tequila Patrón por US$ 5,1 bilhões

Getty Images

Espera-se que a transação seja finalizada na primeira metade de 2018. (Getty Images)

A gigante global de destilados Bacardi Limited anunciou nesta segunda-feira (22) que vai comprar a Patrón Spirits International AG, produtora da popular tequila Patrón, por US$ 5,1 bilhões.

VEJA TAMBÉM: Um dia após comprar rum super premium Banks, Bacardi adquire cachaça Leblon

A Bacardi, maior negócio privado de bebidas destiladas, já detém 30% da Patrón, participação adquirida em 2008. Fontes da indústria especulam há muito tempo que a empresa iria, em algum momento, comprar a totalidade da produtora de tequila.

Espera-se que a transação seja finalizada na primeira metade de 2018. Ela permitirá que a Bacardi adicione uma marca de bebida a uma lista que inclui a vodca Grey Goose, o uísque escocês Dewar e uma série de runs famosos.

Como parte da negociação, o cofundador da Patrón, John Paul DeJoria – que atualmente tem fortuna estimada em US$ 3,4 bilhões, segundo FORBES – venderá sua participação de 70% na empresa. Como o preço de compra da Bacardi inclui as dívidas da Patrón (que não são reveladas publicamente), ainda não é claro em quanto o patrimônio de DeJoria irá mudar quando o acordo estiver finalizado.

DeJoria lançou a Patrón em 1989 com o cofundador Martin Crowley, que morreu em 2003. Depois de uma prolongada batalha legal, DeJoria comprou a parte de Crowley na empresa e tornou-se o dono majoritário da Patrón em 2008, mesmo ano em que a Bacardi investiu nela pela primeira vez.

LEIA: Patrón lança edição limitada de tequila: Extra Añejo 7 años

No comunicado de segunda-feira, ele refletiu sobre seu legado para o negócio: “Nós produzimos mais de três milhões de unidades de bebidas destiladas anualmente, que são consumidas no mundo todo. Eu tenho orgulho do que a nossa companhia alcançou.” DeJoria permanecerá na empresa como “um embaixador da Patrón no cargo de presidente emérito”.

O negócio é outro marco da ascensão estratosférica de DeJoria nos negócios. Ele costumava morar em seu carro e vender xampu de porta em porta antes de se associar a Paul Mitchell, em 1980, para criar seu primeiro sucesso esmagador, o John Paul Mitchell Systems, conhecido por seus produtos para cabelo Paul Mitchell. A empresa cresceu de um investimento inicial de US$ 700 para um peso pesado dos cosméticos, com centenas de milhões de dólares em receita.

Em setembro de 2017, DeJoria foi acrescentado à lista FORBES das 100 melhores mentes vivas dos negócios. Em um artigo publicado na revista como parte dessa edição, ele creditou muito de seu sucesso à aplicação de sua “regra de ouro”: “Trate e pague a sua equipe exatamente da mesma maneira como você gostaria de ser tratado se você estivesse em seu lugar”, escreveu.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo