Cabify foca em consolidar operação no Brasil depois de expansão no país em 2017

iStock
A Cabify tem 200 mil motoristas cadastrados no país e está presente em oito cidades (iStock)

Depois de multiplicar por 20 seu faturamento no Brasil em 2017, a espanhola Cabify vai focar em consolidar seu serviço de transporte urbano por aplicativo no país este ano, em meio a um incremento da competição no setor, disse o presidente-executivo global da companhia, Ricardo Weder.

LEIA MAIS: Plataforma 99 oficializa venda para a Didi Chuxing

Em 2018, a Cabify deverá crescer cinco vezes no Brasil, reduzindo o ritmo enquanto busca fortalecer a área de serviços corporativos, disse o executivo. “A presença da Cabify é muito pequena em comparação ao mercado brasileiro… Estamos estudando expansões para novas cidades, mas no momento nosso foco é nossa proposta de valor”, disse Weder, comentando que a empresa deverá triplicar neste ano sua equipe de desenvolvimento tecnológico.

O executivo evitou comentar números, mas afirmou que a empresa está preparando uma plataforma para gerenciar as corridas contratadas por clientes corporativos e uma nova versão de seu aplicativo. A Cabify emprega 1.800 funcionários, tem 50 mil empresas como clientes e 13 milhões de usuários no mundo, disse Weder, informando um crescimento de 500% na receita bruta global em 2017.

No Brasil desde 2016, a Cabify tem 200 mil motoristas cadastrados no país e está presente em oito cidades no Estado de São Paulo, além de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília e Porto Alegre.

O Brasil deve se tornar neste ano um mercado mais acirrado, depois que a chinesa Didi Chuxing comprou o controle a brasileira 99 na semana passada. Mas Weder afirmou que a Cabify está “preparada para competir com grandes empresas em nível mundial”.

Desde sua criação, em 2011, a Cabify recebeu US$ 340 milhões de investidores, sendo US$ 200 milhões voltados às operações no Brasil. Weder não comentou se a empresa buscará novas injeções de capital neste ano.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).