Negócios

Governo federal não venderá controle da Embraer à Boeing

Divulgação

O governo detém golden share na Embraer que garante poder de veto em decisões estratégicas da companhia (Divulgação)

O ministro da Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, afirmou hoje (12) que o governo federal decidiu que não venderá o controle da Embraer à rival norte-americana Boeing, mas defendeu uma parceria entre as duas companhias. “O governo não cederá o controle acionário da Embraer. Como vai ser a parceria, ainda não sabemos”, disse Etchegoyen a jornalistas durante evento de segurança no Rio de Janeiro. “A essência é garantir o interesse nacional e, a partir daí, xenofobia não vale a pena porque, de repente, a gente perde o bonde da história. E pode perder uma boa oportunidade”, disse o ministro sem dar detalhes sobre as negociações.

LEIA MAIS: Embraer diz que parceria com Boeing deve preservar “antes de mais nada” interesse nacional

O governo detém golden share na Embraer que garante poder de veto em decisões estratégicas da companhia. As empresas admitiram no mês passado que estavam discutindo uma potencial combinação de negócios.

Etchegoyen defendeu que o governo deveria garantir o controle da empresa, mas abrir brecha para uma associação com a norte-americana “naquilo que nos for conveniente e sintonizado com o interesse nacional”.

As ações da Embraer exibiam queda de 1% às 14h25, enquanto o Ibovespa tinha baixa de 0,25%.

Comentários
Topo