Negócios

Montadoras globais já investiram pelo menos US$ 90 bi em veículos elétricos

iStock

Os veículos elétricos podem representar de 15% a 20% das vendas de modelos novos nos Estados Unidos, em 2030 (iStock)

O plano da Ford Motor de dobrar suas despesas com veículos elétricos é parte de um tsunami de investimento em baterias e carros movidos por eletricidade por montadoras globais que agora totaliza US$ 90 bilhões e ainda está crescendo, mostrou uma análise da Reuters.

LEIA MAIS: Ford planeja investir US$ 11 bi até 2022 para ter 40 modelos elétricos

Esse dinheiro está chegando a um setor pequeno que equivale a menos de 1% dos 90 milhões de veículos vendidos a cada ano e onde a Tesla, de Elon Musk, com vendas de apenas três modelos totalizando pouco mais de 100 mil veículos em 2017, foi um ator dominante.

Com as maiores montadoras do mundo preparadas para introduzir dúzias de novos modelos movidos a eletricidade e híbridos elétricos e a gasolina nos próximos cinco anos – muitos deles na China -, os executivos continuam a perguntar: quem vai comprar todos esses veículos?

“Estamos todos dentro”, disse o presidente-executivo da Ford Motor, Bill Ford Jr, sobre o investimento de US$ 11 bilhões da empresa, anunciado no domingo (14) no Salão do Automóvel de Detroit. “A única questão é: os clientes estarão conosco?”, questionou.

“A Tesla enfrenta concorrência real”, disse Mike Jackson, presidente-executivo da AutoNation, maior cadeia de varejo de automóveis dos EUA. Em 2030, Jackson disse que espera que os veículos elétricos possam representar de 15% a 20% das vendas de modelos novos nos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: BMW planeja vender 500 mil veículos elétricos e híbridos até o fim de 2019

Investimentos em veículos elétricos anunciados até a data incluem pelo menos US$ 19 bilhões por montadoras nos Estados Unidos, US$ 21 bilhões na China e US$ 52 bilhões na Alemanha.

Comentários
Topo