Comcast entra na briga com Murdoch e Disney pela Sky

Getty Images
A oferta coloca Brian L. Roberts, da Comcast, contra Murdoch, da 21st Century Fox, e contra Iger, da Disney (Getty Images)

A Comcast, operadora de TV a cabo dos Estados Unidos, ofereceu US$ 31 bilhões para comprar a Sky, entrando na batalha com a Fox de Rupert Murdoch e a Walt Disney de Bob Iger pelo maior grupo de TV paga da Europa.

LEIA MAIS: Regulador britânico barra aquisição da Sky por Murdoch por US$ 15,7 bilhões

A Comcast, a gigante de mídia de US$ 184 bilhões dona da NBC e da Universal Pictures, disse que está oferecendo £ 12,50 por ação, valor significativamente maior do que as £ 10,75 por ação acordado pela Fox. As ações no Sky subiram 18%.

Presente em 23 milhões de casas em toda a Europa e conhecida por sua inovação tecnológica, a britânica Sky já concordou em ser vendida para a 21st Century Fox, de Murdoch, mas a aquisição foi adiada por preocupações com a influência do magnata da mídia na Grã-Bretanha. Isso complicou um negócio separado de US$ 52 bilhões da Disney para comprar ativos da Fox, incluindo a Sky.

A oferta coloca Brian L. Roberts, da Comcast, contra Murdoch, o magnata de 86 anos que ajudou a lançar a Sky no Reino Unido.

A oferta também coloca Roberts contra Iger, da Disney, um rival de longa data depois que a Comcast tentou comprar a Disney por US$ 54 bilhões em 2004.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

A última rodada de grandes negócios indica as pressões que as redes tradicionais de televisão por cabo estão sofrendo depois de perderam clientes para serviços de transmissão como Netflix Inc e Amazon.com Inc..

“A Sky e a Comcast combinam perfeitamente: ambos somos líderes na criação e distribuição de conteúdo”, disse Roberts, presidente-executivo da Comcast.

Murdoch, da Fox, concordou em comprar os 61% da Sky que ainda não possui em dezembro de 2016, mas a aquisição tem sido repetidamente negada por preocupações regulatórias de que o magnata da mídia tem muita influência no Reino Unido.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).