Raj Nair, presidente da Ford na América do Norte, é demitido por “comportamento inadequado”

Getty Images
A empresa disse que vai nomear um substituto em breve. (Getty Images)

A Ford Motor disse que o líder de suas operações norte-americanas, Raj Nair, deixou a empresa automotiva depois de alegações de comportamento inapropriado.

VEJA TAMBÉM: Dança das cadeiras: 2017 foi ano de intensa movimentação em altos cargos de grandes empresas

Uma fonte da montadora disse que a empresa recebeu, recentemente, informações por meio de sua linha de denúncia anônima para funcionários e conduziu uma investigação que concluiu que o comportamento de Nair era “inconsistente com o código de conduta da companhia”.

“Nós tomamos a decisão depois de uma revisão completa e cuidadosa consideração”, disse o presidente e CEO da Ford, Jim Hackett, em uma declaração. “A Ford é profundamente dedicada a oferecer e nutrir uma cultura segura e respeitosa, e nós esperamos que nossos líderes sustentem completamente esses valores.”

Em uma declaração, Nair disse: “Eu me arrependo profundamente de ter passado por situações em que não exibi comportamentos de liderança consistentes com os princípios que a empresa e eu sempre abraçamos”.

Nair, engenheiro de formação, era diretor técnico da Ford e liderava globalmente o desenvolvimento de produtos até o último mês de junho, quando assumiu a responsabilidade pela unidade de negócios da América do Norte, a maior e mais lucrativa da empresa.

LEIA: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Ainda que os detalhes do comportamento de Nair não tenham sido divulgados, o timing de sua partida é infeliz, pois segue a saída de Mark Field do cargo de CEO em maio do ano passado.

“Outra troca na liderança é a última coisa de que a Ford precisa agora”, disse Jessica Caldwell, editora executiva e analista da indústria do portal automotivo “Edmunds.com”. “Tem sido grande a rotatividade no topo da montadora ao longo do último ano e, com as vendas em queda nos Estados Unidos e a pressão para mostrar progresso em sua estratégia de mobilidade, a empresa realmente precisa de uma liderança consistente e focada para entregar os resultados que Wall Street espera.”

Michelle Krebs, analista executiva do portal de venda de carros “Autotrader”, escreveu: “Empresas em todas as indústrias estão examinando reclamações contra funcionários e observando sua cultura para garantir que os comportamentos sejam apropriados. A indústria automotiva não é exceção. Investidores e analistas têm estado infelizes com a aparente falta de uma direção clara para a Ford, especialmente em termos de serviços de mobilidade para o futuro”, disse Krebs. “O preço das ações caiu. A pressão está sobre Jim Hackett, que se tornou CEO na última primavera, para planejar um caminho claro à frente para a montadora.”

A empresa disse que vai nomear um substituto em breve.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).