6 maneiras de controlar suas emoções durante a volatilidade dos mercados

A volatilidade voltou a atingir as ações em fevereiro, quando os mercados caíram cerca de 10%. Abalos expressivos como esse podem ser desgastantes, mesmo que todo investidor saiba que recuos são uma parte normal dos investimentos de longo prazo.

VEJA TAMBÉM: 3 dicas para sobreviver – e prosperar – em períodos de crise

Também é normal se sentir ansioso durante períodos de baixa ou desconfortável enquanto espera para ver se os mercados cairão ainda mais. Não há como mudar a maneira como nos sentimos durante essas turbulências, mas podemos aprender como impedir que as nossas emoções afetem nossa decisões de investimento.

Uma das lições mais importantes que um investidor de 83 anos aprendeu ao longo do tempo foi não reagir, mas responder. “Isso significa ter um plano e trabalhar nele, o que, depois de muitos anos, não inclui vender ações por causa do pânico”, disse ele.

Investidores devem ter um plano para mercados em queda. Uma parte desse plano é a sua alocação para fundos de ações e títulos. Os títulos podem amortecer a volatilidade do mercado de ações, então investidores que detêm tanto ações quanto títulos normalmente são mais capazes de manter seus investimentos durante as altas e baixas de mercado.

A estratégia é outro componente do plano. Uma estratégia de investimentos sólida que inclua limites máximos de venda predeterminados deve fazer com que você responda à volatilidade de maneira disciplinada.

LEIA: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Há outra parte crucial do seu plano: manter-se nele. Se você entrar em pânico, não há muito o que a alocação ou a sua estratégia possam fazer. Então, é importante identificar o que o ajuda a ficar calmo em mercados tumultuados.

Veja, na galeria de fotos, algumas ideias que podem ajudá-lo a se manter focado e evitar erros emocionais:

  • Desligue a televisão

    Você pode precisar ignorar as notícias em mercados voláteis. Espera-se que as notícias ajudem a entender o mundo, mas elas focam desproporcionalmente em declínios de mercado, frequentemente utilizando termos alarmantes para descrevê-los. “Baixas de mercado”, “pior declínio da história” e “por que o mercado de ações está desabando” eram manchetes típicas no meio da recente turbulência. Esse tipo de sensacionalismo pode alimentar seus medos e distraí-lo de seus objetivos de longo prazo.

  • Foque no que você sabe

    Em tempos incertos, nós tendemos a focar no que não sabemos, como por quanto tempo o período pode durar. Em vez disso, pense sobre o que você sabe com certeza: que você precisa continuar investindo para alcançar seus objetivos, e que as ações foram a melhor maneira de aumentar seu portfólio ao longo do tempo. Você também sabe que as ações passaram por altas e baixas todos os anos desde 1980, e que elas normalmente terminaram o ano com ganhos.

  • Evite mudanças extremas em seu portfólio

    Grandes mudanças dentro e fora do mercado podem ter repercussões duradouras, então, se você sentir que deve fazer uma mudança em seus investimentos, tente fazer uma mudança pequena.

    Você pode vender uma pequena parcela de 10% a 30% para ajudar a evitar que você venda 100% mais tarde se o sell off continuar. Dessa maneira, se o mercado se recuperar rapidamente, você não vendeu tudo, e se ele continuar em declínio, você terá tirado um pouco do dinheiro da mesa.

  • Considere reequilibrar o portfólio

    Períodos turbulentos também podem ser um bom momento para reequilibrar a sua alocação entre fundos de ações e títulos. Para a maioria dos investidores, isso significaria vender fundos de títulos e comprar fundos de ações, o que pode ser feito quando os papéis estão em baixa. Mas é preciso de coragem para comprar quando os outros estão vendendo.

  • Trabalhe com um consultor

    Conversar com um consultor experiente, que pode colocar a inquietação do mercado em perspectiva, pode ajudar muito. Converse sobre as suas preocupações.

    Contratar um profissional para supervisionar seus investimentos tem muitos benefícios. Um consultor pode ajudá-lo a seguir os seus planos, manter-se focado em seus objetivos de longo prazo e controlar suas emoções. Na aposentadoria, erros emocionais podem custar caro.

    Uma vez que você determinar quais passos são capazes de lhe dar paz adicional em mercados voláteis, escreva-os. Assim você poderá consultá-los na próxima vez em que o mercado cair.

  • Revise e atualize seu plano

    Utilize um tempo para revisar e atualizar seus planos ao longo do tempo. Você pode ter sido um dos poucos investidores que estava comprando fundos de ações no fim de 2008, mas isso foi há quase dez anos, e declínios podem ser mais difíceis de engolir agora que você está anos mais perto da aposentadoria.

    Muitas pessoas têm sentimentos diferentes em relação às correções financeiras quando já não trabalham e precisam viver de seus investimentos. O objetivo é adaptar seus planos para que você possa se sentir no controle e permanecer nos trilhos quando os mercados mudarem – e a sua vida também.

Desligue a televisão

Você pode precisar ignorar as notícias em mercados voláteis. Espera-se que as notícias ajudem a entender o mundo, mas elas focam desproporcionalmente em declínios de mercado, frequentemente utilizando termos alarmantes para descrevê-los. “Baixas de mercado”, “pior declínio da história” e “por que o mercado de ações está desabando” eram manchetes típicas no meio da recente turbulência. Esse tipo de sensacionalismo pode alimentar seus medos e distraí-lo de seus objetivos de longo prazo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).