Digital House expande operações para o Brasil

iStock
Entre os cursos oferecidos estão aulas de marketing digital, desenvolvimento Android e desenvolvimento de sites (iStock)

A escola britânica de programação Digital House vai inaugurar em abril na cidade de São Paulo sua primeira unidade no país, em um momento em que a economia mostra sinais de avanço e em que o mercado tem carência de milhares de profissionais.

LEIA MAIS: Facebook contrata ex-executivos do BuzzFeed e Pinterest

A Digital House recebeu investimento de US$ 26 milhões do The Rise Fund, que faz parte da gestora de private equity norte-americana TPG, em troca de uma participação na operação brasileira. O montante será utilizado para investir no Brasil nos próximos dois anos e para abrir um novo mercado em 2019.

Entre os cursos oferecidos estão aulas de marketing digital, desenvolvimento Android e desenvolvimento de sites. A partir do segundo semestre outros 29 cursos serão abertos, como UX (experiência de usuário) e desenvolvimento IOS.

O presidente-executivo da Digital House no Brasil, Carlos Alberto Júlio, afirmou que o público-alvo são jovens de 15 a 35 anos que buscam empreender no mercado digital ou atuarem como freelancer.

“Algumas fontes como o Banco Mundial citam um gap de 400 mil vagas para profissionais da área digital na América Latina, e se estima que metade delas estejam no Brasil. Temos aqui uma grande oportunidade”, disse o executivo.

EXPANSÃO

Além de se expandir para o Brasil, a empresa está presente na Argentina desde 2015, onde formou 3 mil alunos, dos quais 92% saíram do curso empregados, segundo o executivo.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

“Já percebemos que apenas um campus em São Paulo será pouco para a demanda (no Brasil). Portanto, nos próximos 24 meses, planejamos alguns campus na grande São Paulo e nas principais cidades brasileiras”, disse o executivo citando Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, sem garantir que seriam essas as cidades estudadas para futuras expansões.

A Digital House também espera chegar ao México em 2019 e prevê entrar na Colômbia, Peru e Chile até 2020.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).