Exportações da China em fevereiro têm maior alta em três anos

iStock
as exportações em fevereiro saltaram 44,5% sobre o ano anterior, bem mais do que a expectativa de analistas, que era de 13,6% (iStock)

As exportações da China saltaram inesperadamente no ritmo mais rápido em três anos em fevereiro, sugerindo que o crescimento da economia tanto doméstica quanto global continua resiliente mesmo que as relações comerciais com os Estados Unidos se deteriorem rapidamente.

LEIA MAIS: Boom de riqueza na China cria nova geração de mulheres bilionárias

As tensões comerciais passaram para o topo da lista de riscos para a China neste ano, com as planejadas tarifas dos EUA sobre o aço e o alumínio sinalizando que mais medidas podem estar a caminho.

Mesmo assim, as exportações em fevereiro saltaram 44,5% sobre o ano anterior, bem mais do que a expectativa de analistas, que era de 13,6% – um ganho de 11,1% visto sobre janeiro.

Já as importações cresceram 6,3%, número abaixo da expectativa de 9,7%.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Analistas alertam que os primeiros dados chineses no ano podem ser bastante distorcidos devido à data em que cai o feriado do Ano Novo Lunar, neste ano em fevereiro. Mas os dados combinados de janeiro e fevereiro também mostraram uma aceleração dramática no crescimento das exportações, boa notícia para Pequim no momento em que tenta controlar os riscos sobre o sistema financeiro sem afetar a atividade econômica.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).