J&J está perto de deixar o mercado de dispositivos de diabete

A Platinum deu prazo a J&J até meados de junho para aceitar a oferta para permitir consultas com funcionários no exterior (iStock)

A Johnson & Johnson disse hoje (16) que recebeu uma oferta de US$ 2,1 bilhões da empresa de capital privado Platinum Equity por sua unidade LifeScan, que fabrica produtos de monitoramento de glicose no sangue, em mais um passo na direção de deixar o mercado de dispositivos de diabete.

LEIA MAIS: Por que a Internet das Coisas vai transformar o sistema de saúde

A Platinum deu prazo a J&J até meados de junho para aceitar a oferta para permitir consultas com funcionários no exterior.

As vendas do negócio de dispositivos de diabete da J&J, que também inclui a Animas Corp e Calibra Medical, têm caído desde 2012 em um mercado altamente competitivo e a companhia disse em janeiro deste ano que estava avaliando opções para as unidades.

A J&J disse em outubro que fecharia a Animas, que fabrica bombas de insulina, depois de não conseguir encontrar um comprador. A porta-voz da J&J Donna Lorenson revelou que a revisão estratégica da divisão Calibra, que vende bombas de insulina usáveis, está em andamento.

A Lifescan, que tem sedes em Chesterbrook, na Pensilvânia, e Zug, na Suíça, vende medidores pessoais de glicose no sangue, tiras e sistemas de teste. Mais de 20 milhões de pessoas em 90 países usam seus produtos.

A Platinum Equity disse em comunicado à imprensa que está atualmente falando com conselhos de trabalhadores que representam seus funcionários. A oferta poderia ser finalizada até meados de junho, a menos que seja estendida, e espera-se que um acordo seja finalizado até o fim de 2018.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).