Lista de bilionários FORBES: apesar da queda, Trump continua sendo o presidente mais rico da história dos EUA

Getty Images
Os mercados são parcialmente culpados, mas a personalidade polarizadora do presidente também está prejudicando seus negócios. (Getty Images)

Um ano depois de se tornar presidente dos Estados Unidos, Donald Trump viu sua fortuna cair estimados US$ 400 milhões na comparação com o ranking do ano passado. Seu patrimônio permanece o mesmo da mais recente lista FORBES de 400 norte-americanos mais ricos, lançada em outubro: US$ 3,1 milhões.

VEJA TAMBÉM: Cresce número de bilionários no mundo, mas ainda há poucas mulheres

Não foi apenas um motivo que causou o declínio do patrimônio de Trump ano após ano. Os mercados são parcialmente culpados – os imóveis de varejo na cidade de Nova York continuam com dificuldades -, mas a personalidade polarizadora do presidente também está prejudicando seus negócios.

O crescimento do e-commerce derrubou o valor de propriedades como a Trump Tower, localizada no coração da meca das compras Quinta Avenida, em Nova York. FORBES estima que o valor do prédio mais famoso do presidente tenha caído US$ 41 milhões no último ano.

A propriedade vizinha, na esquina das ruas 6 East e 57th Street, enfrentou ainda mais dificuldades. A inquilina de longa data Nike anunciou que deixará o espaço na próxima primavera (no hemisfério norte). Isso faz com que a Trump Organization precise encontrar um novo ocupante para o empreendimento de quase 6 mil m². “Eu não conheço nenhum outro inquilino que precise de tanto espaço quanto lojas de departamento”, disse o corretor de imóveis de Manhattan Eric Anton. “E eu não acho que haja qualquer loja de departamento em expansão.”

As propriedades de golfe do presidente foram menos afetadas pelas mudanças de mercado, mas parecem ser mais suscetíveis a acontecimentos políticos. Três dos maiores clubes de golfe de Trump estão em estados que o elegeram – neles, as receitas parecem estar crescendo acima dos 5%. O inverso acontece em locais onde Trump perdeu para Hillary Clinton. As vendas caíram estimados 4% no nordeste dos Estados Unidos e em Los Angeles. As receitas também estão mais baixas na Escócia, onde o presidente detém dois clubes de golfe.

LEIA: Donald Trump sem filtro: presidente dos EUA conversa com FORBES

O valor da empresa de licenciamento e gestão de hotéis do bilionário caiu cerca de US$ 50 milhões no ano passado, enquanto o poder da marca Trump parece estar desaparecendo em mercados como Toronto e Nova York, onde os investidores removeram o nome do presidente de hotéis. Na segunda-feira (5), funcionários tiveram atitude semelhante em uma terceira torre, no Panamá.

Pouco antes de Trump ter se tornado presidente, seu advogado prometeu que nenhum novo acordo estrangeiro seria feito enquanto ele estivesse no cargo, o que fechou uma potencial fonte de receita. Meses mais tarde, a Trump Organization anunciou planos de duas novas marcas domésticas, batizadas de Scion e American Idea. Até então, apenas quatro contratos foram anunciados.“Eu acho que é uma missão impossível”, disse um especialista em hotéis.

Há pontos luminosos no portfólio do presidente. O espaço de escritórios no centro de Manhattan está se desenvolvendo melhor do que o varejo em Midtown, ajudando a impulsionar a propriedade mais valiosa de Trump, a 40 Wall Street, para estimados US$ 32 milhões.

O titã dos imóveis Steven Roth pode estar fazendo mais para aumentar a fortuna do presidente do que qualquer outra pessoa. Como CEO da empresa de capital aberto Vornado Realty Trust, Roth supervisiona a administração das propriedades 1290 Avenue of the Americas, em Nova York, e 555 California Street, em São Francisco, nas quais Trump tem 30% de participação. Os lucros cresceram cerca de 15% no prédio de Nova York, e o mercado continua a prosperar em São Francisco, impulsionando o valor das duas empreitadas de Trump para US$ 71 milhões (combinadas).

E MAIS: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

FORBES também descobriu informações adicionais que impulsionaram o valor de certos ativos enquanto diminuíram o valor de outros. O presidente liquidou um empréstimo contra a Niketown, por exemplo, e aparentemente quitou US$ 45 milhões em dívidas de seu hotel em Washington D.C.

Isso tudo culmina em uma fortuna estimada de US$ 3,1 bilhões – muito distante dos US$ 10 bilhões que Trump já teve, mas o suficiente para fazer dele o presidente mais rico da história dos Estados Unidos.

Veja, na galeria de fotos, os 20 maiores bilionários do mundo em 2018:

  • 1º) Jeff Bezos

    Fortuna: US$ 112 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 72,8 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 54
    Fonte da fortuna: Amazon.com

  • 2º) Bill Gates

    Fortuna: US$ 90 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 86 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 62
    Fonte da fortuna: Microsoft

  • 3º) Warren Buffett

    Fortuna: US$ 84 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 75,6 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 87
    Fonte da fortuna: Berkshire Hathaway

  • 4º) Bernard Arnault e família

    Fortuna: US$ 72 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 41,5 bilhões
    País: França
    Idade: 69
    Fonte da fortuna: LVMH

  • 5º) Mark Zuckerberg

    Fortuna: US$ 71 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 56 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 33
    Fonte da fortuna: Facebook

  • 6º) Amancio Ortega

    Fortuna: US$ 70 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 71,3 bilhões
    País: Espanha
    Idade: 81
    Fonte da fortuna: Zara

  • 7º) Carlos Slim Helu e família

    Fortuna: US$ 67,1 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 54,5 bilhões
    País: México
    Idade: 78
    Fonte da fortuna: Telecomunicações

  • 8º) Charles Koch (empate)

    Fortuna: US$ 60 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 48,3 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 82
    Fonte da fortuna: Koch Industries

  • 8º) David Koch (empate)

    Fortuna: US$ 60 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 48,3 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 77
    Fonte da fortuna: Koch Industries

  • 10º) Larry Ellison

    Fortuna: US$ 58,5 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 52,2 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 73
    Fonte da fortuna: Oracle

  • 11º) Michael Bloomberg

    Fortuna: US$ 50 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 47,5 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 76
    Fonte da fortuna: Bloomberg LP

  • 12º) Larry Page

    Fortuna: US$ 48,8 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 40,7 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 44
    Fonte da fortuna: Google

  • 13º) Sergey Brin

    Fortuna: US$ 47,5 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 39,8 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 44
    Fonte da fortuna: Google

  • 14º) Jim Walton

    Fortuna: US$ 46,4 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 34 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 69
    Fonte da fortuna: Wal-Mart

  • 15º) S. Robson Walton

    Fortuna: US$ 46,2 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 34,1 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 73
    Fonte da fortuna: Wal-Mart

  • 16º) Alice Walton

    Fortuna: US$ 46 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 33,8 bilhões
    País: Estados Unidos
    Idade: 68
    Fonte da fortuna: Wal-Mart

  • 17º) Ma Huateng

    Fortuna: US$ 45,3 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 24,9 bilhões
    País: China
    Idade: 46
    Fonte da fortuna: Mídia de internet

  • 18º) Françoise Bettencourt Meyers e família

    Fortuna: US$ 42,2 bilhões
    Fortuna em 2017: Não estava na lista de 2017.
    País: França
    Idade: 64
    Fonte da fortuna: L’Oréal

  • 19º) Mukesh Ambani

    Fortuna: US$ 40,1 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 23,2 bilhões
    País: Índia
    Idade: 60
    Fonte da fortuna: Produtos petroquímicos, petróleo e gás

  • 20º) Jack Ma

    Fortuna: US$ 39 bilhões
    Fortuna em 2017: US$ 28,3 bilhões
    País: China
    Idade: 53
    Fonte da fortuna: Alibaba

1º) Jeff Bezos

Fortuna: US$ 112 bilhões
Fortuna em 2017: US$ 72,8 bilhões
País: Estados Unidos
Idade: 54
Fonte da fortuna: Amazon.com

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).