8 erros de SEO que devem ser evitados no seu site

Muitos profissionais que trabalham na área de SEO (Search Optimization Engine) há anos ainda se surpreendem com o quanto de coisas novas que aprendem sobre a indústria; seja uma atualização, seja algum novo truque utilizado pelos colegas. Essa é uma indústria de constante evolução e descoberta, por isso, não se deve ter a ilusão de conhecer tudo.

LEIA MAIS: Como iniciar um projeto de SEO com pouco dinheiro

Por outro lado, os fundamentos do SEO continuam quase os mesmos. E, em parte porque as pessoas nunca se preocuparam em aprender como o SEO realmente funciona, em parte por causa dos mitos que ainda circulam, a maioria das pessoas ainda não entende a estratégia a fundo.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 8 equívocos de SEO que devem ser evitados no seu site:

  • 1) É apenas um truque
    Devido à maneira como algumas pessoas falam sobre SEO, é natural pensar que se trate de algum tipo de manipulação. Ele pode ter sido apresentado como uma sequência de truques criados para que seu site seja classificado acima dos demais nos resultados de pesquisa, mas isso é apenas parcialmente verdadeiro. O otimizador de pesquisa não tenta enganar o algoritmo de pesquisa do Google, nem chegar ao topo. Em vez disso, tenta mostrar quais recursos e conteúdos do site são mais importantes para os usuários e, consequentemente, para os mecanismos de pesquisa. Na maioria das vezes, isso resulta em melhorias orgânicas e bem-intencionadas do site, e não em spams ou truques de curto prazo.

  • 2) Rankings de palavra-chave são o mais importante
    Sim, uma das maiores prioridades do SEO é fazer com que o site seja classificado o mais alto possível nas páginas de resultados de mecanismos de pesquisa. Mas isso geralmente leva a um erro na priorização, com profissionais de marketing que acham que as classificações de palavras-chave são importantes. Na verdade, há dezenas de métricas e indicadores-chave de desempenho (KPIs) que você deve medir para avaliar o sucesso de sua campanha, e os rankings de palavras-chave são apenas um deles.

  • 3) As penalidades do Google são uma grande ameaça
    A forma como algumas pessoas escrevem sobre as penalidades do Google leva a crer que elas são distribuídas com mais frequência do que as multas por excesso de velocidade. Na verdade, as penalidades mais severas do Google são resultado de uma ação manual, em resposta a um mau comportamento realmente notório, do qual a maioria dos profissionais sabe ficar longe. Penalidades automáticas, ou quedas temporárias no ranking, são mais comuns, mas muito menos severas. Se você seguir as práticas recomendadas, não terá nada com o que se preocupar.

  • 4) Não se deve gastar muito com SEO
    O SEO é conhecido por ser uma estratégia econômica com alto retorno sobre o investimento (ROI). Assim, muitos recém-chegados acreditam que a melhor abordagem é gastar o mínimo possível para evitar riscos e maximizar os retornos a longo prazo. No entanto, orçamentos baixos geralmente vêm com trabalho amador e execução estratégica mínima. Em muitos casos, é melhor gastar mais com serviços melhores.

  • 5) SEO é tecnicamente complexo
    É verdade que há muitos componentes técnicos no SEO e, para um novato, coisas como a edição de arquivos robots.txt e tags canônicas podem parecer intimidadoras. Mas, mesmo sem experiência em codificação, é possível aprender o básico de áreas como essas em algumas horas.

  • 6) SEO é fácil
    Muitos insistem que o SEO é tão fácil que qualquer pessoa sem experiência pode fazê-lo, mas isso não é verdade. Você pode aprender muitos conceitos de SEO em uma tarde, mas existem tantas variáveis ​​para se lembrar e tantas direções estratégicas que podem ser tomadas, que são necessários anos de prática antes que alguém possa se considerar um mestre. E, mesmo assim, você precisa acompanhar as últimas mudanças do setor se quiser se manter relevante na indústria.

  • 7) Link building é spam
    Link building (ligação de links) pode se tornar um spam, mas só quando mal executada ou sem planejamento estratégico. Profissionais capacitados sabem que a tática não é carimbar links no maior número de páginas possível; trata-se de criar conteúdo relevante e valioso que as pessoas desejam ler e de incluir links informativos desse conteúdo para aumentar sua relevância na pesquisa. Se você criar um link corretamente, agregará valor à web (e aumentará sua autoridade de domínio como um efeito colateral vantajoso).

  • 8) O processo sempre é o mesmo
    Muitos pensam que o processo de SEO é sempre o mesmo, e este é um dos maiores equívocos. As pessoas esperam que uma agência use um procedimento confiável, passo a passo, e obtenha os mesmos resultados para o cliente B que os obtidos com o cliente A, dentro do mesmo período de tempo. Isso é quase impossível. O SEO é tanto uma arte quanto uma ciência, e diferentes clientes exigirão diferentes estratégias de segmentação, métodos de execução e níveis de investimento para obter resultados comparáveis.

1) É apenas um truque
Devido à maneira como algumas pessoas falam sobre SEO, é natural pensar que se trate de algum tipo de manipulação. Ele pode ter sido apresentado como uma sequência de truques criados para que seu site seja classificado acima dos demais nos resultados de pesquisa, mas isso é apenas parcialmente verdadeiro. O otimizador de pesquisa não tenta enganar o algoritmo de pesquisa do Google, nem chegar ao topo. Em vez disso, tenta mostrar quais recursos e conteúdos do site são mais importantes para os usuários e, consequentemente, para os mecanismos de pesquisa. Na maioria das vezes, isso resulta em melhorias orgânicas e bem-intencionadas do site, e não em spams ou truques de curto prazo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).