Como uma empreendedora empodera as mulheres com a venda de absorventes nos EUA

Embora o mercado de produtos higiene feminina deva atingir US$ 42,7 bilhões até 2022, quando o assunto é ciclo menstrual, “facilidade” não é uma palavra usada com frequência. Globalmente, ainda existe um grande estigma ligado à menstruação, o que faz com que, muitas vezes, os itens relacionados aos cuidados femininos não contemplem o que realmente significa estar “naquele período do mês”.

VEJA TAMBÉM: 6 hábitos de mulheres empreendedoras para alcançar o sucesso

Mais surpreendente ainda é o fato de que produtos amplamente vendidos não são regulamentados por leis que obriguem os fabricantes a divulgarem os componentes usados, caso dos tampões e absorventes tradicionais. Em razão dos potenciais problemas relacionados a compostos químicos tóxicos e alergênicos encontrados nesses produtos, nos últimos anos tem se percebido uma movimentação diferente de novas marcas que se propõe a colocar a saúde e a voz das mulheres à frente dos negócios.

Alyssa Bertram fundou a Easy Period com a ideia de derrubar o constrangimento social difundido sobre a menstruação. Inicialmente, a intenção era criar um serviço que oferecesse marcas conhecidas de cuidados femininos. Porém, depois de fazer uma pesquisa sobre os componentes usados nos tampões tradicionais, Alyssia decidiu oferecer um serviço de assinatura mensal que entregava tampões e absorventes produzidos de maneira consciente (do ponto de vista da saúde) na casa das clientes. Parte da renda obtida com as vendas é revertida em produtos de higiene e educação sobre saúde para meninas do Quênia. Há dois anos, a empreendedora lançou não apenas um produto, mas um movimento que empodera as mulheres ao dar a elas opções de escolha e um serviço que coloca as suas necessidades em primeiro lugar.

Embora todas as empresas possam construir uma plataforma de impacto social, nem todas as marcas acertam em cheio.

Veja abaixo 5 lições sobre como Alyssa lançou uma ideia que se tornou uma plataforma para mudança:

  • 1 – Tenha graça… e coragem

    O serviço da Easy Period foi uma ideia na qual Alyssa pensou por muitos anos enquanto trabalhava na área de pesquisa de grandes hospitais em Toronto, no Canadá. Insatisfeita por um longo período, foi a doença da mãe que a impulsionou a enfrentar seus medos. “Eu acho que meu propósito mais profundo é impactar as mulheres e lembrá-las do que elas têm por dentro, para ajudá-las a não ter medo de fazer aquilo que, em seus corações, elas sabem que gostariam de fazer. A maioria de nós tem uma noção do nosso propósito, mas vive em um ambiente que pode dificultar a ação. Então, construir uma comunidade em torno de uma ideia compartilhada, e saber que merecemos produtos seguros, permite que eu viva meu verdadeiro propósito agora.”

  • 2 – Não olhe para os lados

    Manter o olho na concorrência direta é uma estratégia que muitas empresas usam para subir de nível no mercado. Mas Alyssa descobriu que a melhor abordagem é olhar menos para o trabalho e mais para a cliente, pois é ela quem mantém o serviço da Easy Period alinhado às suas necessidades. “No início eu me apeguei a isso, fiquei extremamente focada em outras marcas, aos seus momentos de sucesso e a tudo que faziam. Para mim, isso foi como um dreno de energia, mas aprendi que ter concorrência é, na verdade, um sinal bastante positivo, mostra que você é parte de um negócio.” Alyssa viu o crescente mercado de higiene feminina como um espaço com lugar suficiente para todos. “Eu tive de aprender a não me distrair com os meus concorrentes e a usar a presença deles apenas como combustível.”

  • 3 – A criatividade está em todo mundo

    Nem todo mundo nasce pintor, fotógrafo ou artista, portanto, alguns acreditam que a criatividade não é algo que deva ser perseguido ou incorporado aos seus modelos de negócio. Mas uma parte fundamental da estratégia de design é estar atento a outras marcas semelhantes para ter inspiração para novas ideias. O pensamento criativo exige trabalho e Alyssa teve de encontrar eu criativo para lançar sua ideia. “O livro ‘O Caminho do Artista”, de Julia Cameron, fala sobre remover os bloqueios da sua criatividade, o que era uma grande questão para mim. Eu não me achava criativa na escola ou nas aulas de artes, sempre odiava tudo que desenhava. Nós somos ensinados dessa forma, que o destaque artístico é algo que apenas as pessoas boas em criar vão ter. Por isso, eu realmente tive de aprender outras formas de criatividade.”

  • 4 – Encontre pessoas que o ajudem a “aterrissar seu avião”

    Ao cultivar relacionamentos que a ajudam no âmbito pessoal e profissional, Alyssa procura por pessoas que, segundo ela, podem “fazer seu avião aterrissar”. Pessoas que não estão sempre por perto, mas são capazes de proporcionar experiências valiosas. Empreender pode ser um caminho bastante solitário, por isso, Alyssa se concentra em ter à sua volta pessoas que a empurram e apoiam. Ela também acredita que orientar é uma via de mão dupla, uma relação recíproca e benéfica para ambos os indivíduos em espectros opostos de suas carreiras. Com amigos que são empreendedores experientes, seu papel é oferecer a eles “uma nova perspectiva e o tipo de visão de mundo idealizado que, com o tempo, você pode deixar de lado.”

  • 5 – Esteja pronto para uma longa jornada

    Escala e crescimento rápido são objetivos que muitas marcas e negócios focam de maneira isolada, o que faz deixar de lado as particularidades dos diferentes perfis de clientes e voltar a atenção para o geral. O ideal de Alyssa para a Easy Period é diferente: “Prefiro crescer lentamente e garantir que as clientes atendidas por mim se sintam ouvidas e satisfeitas. Cresço de forma consistente por oferecer um tipo de serviço que, se agradar, pode acabar sendo vitalício. Estou mais interessada em manter minhas clientes e garantir a qualidade. A experiência pessoal e a felicidade de cada consumidora são muito mais importantes do que ir atrás de 50 novas oportunidades de venda. Algumas pessoas podem ver isso como uma maneira menos lucrativa de se comportar, mas acho que, a longo prazo, essa estratégia criará uma fonte consistente e autêntica de lucro. Eu penso muito no crescimento, mas tem de ser de forma sustentável.”

1 – Tenha graça… e coragem

O serviço da Easy Period foi uma ideia na qual Alyssa pensou por muitos anos enquanto trabalhava na área de pesquisa de grandes hospitais em Toronto, no Canadá. Insatisfeita por um longo período, foi a doença da mãe que a impulsionou a enfrentar seus medos. “Eu acho que meu propósito mais profundo é impactar as mulheres e lembrá-las do que elas têm por dentro, para ajudá-las a não ter medo de fazer aquilo que, em seus corações, elas sabem que gostariam de fazer. A maioria de nós tem uma noção do nosso propósito, mas vive em um ambiente que pode dificultar a ação. Então, construir uma comunidade em torno de uma ideia compartilhada, e saber que merecemos produtos seguros, permite que eu viva meu verdadeiro propósito agora.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).