Ex-vendedora de roupas cria brigaderia gourmet de R$ 4,5 milhões

Jovem cria brigaderia inspirada nos cafés parisienses divulgação
Bárbara de Almeida Pavesi, de 27 anos, teve a ideia de criar a Petite Amie em 2015

Não é fácil criar um negócio de sucesso, muito menos em tempos de crise. Mas foi em 2015 que Bárbara de Almeida Pavesi, de 27 anos, teve a ideia de criar uma brigaderia gourmet que, com menos de três anos, já tem potencial de expandir para todo o Brasil.

LEIA MAIS: Mãe solteira sobrevive a câncer e cria marca de cosméticos milionária

Em 2014, depois de trabalhar sete anos como vendedora em uma loja de roupas, Bárbara decidiu que era hora de mudar. A catarinense passou meses desempregada até que, no ano seguinte, uma amiga de sua mãe a ensinou a fazer doces para vender. “Peguei o dinheiro que tinha, fui ao mercado e comprei os ingredientes. No mesmo dia, saí oferecendo os doces nas ruas e faturei quase R$ 300”, lembra. Três meses depois, Bárbara passava a maior parte do seu tempo trabalhando para atender encomendas. Como resultado, seus rendimentos já ultrapassavam seu salário no emprego anterior.

Ao analisar o mercado de Brusque, cidade catarinense com cerca de 130.000 habitantes, a doceira notou que faltava algo diferente nos cafés locais. “Percebi que daria certo porque não tinha nada igual”, conta. E assim foi criado o conceito da Petite Amie: um estabelecimento gourmet com deliciosos doces, salgados e cafés inspirado nas tradicionais cafeterias francesas.

Hoje, a Petite Amie conta com uma fábrica, também em Brusque, para preparar os pratos e padronizá-los, com capacidade de produção de 1 tonelada por mês. Para a empreendedora, o grande diferencial da marca está na qualidade dos produtos. Ela cria e desenvolve todas as receitas – está, inclusive, planejando uma nova viagem a Paris ainda este ano para buscar inspiração. O capricho pode ser constatado nos pratos. As porções individuais de tortas e bolos e as taças cobertas de chocolate rendem fotos perfeitas para o Instagram.

A ambição da brusquense a levou a criar um negócio que faturou R$ 4,5 milhões em 2017 – e com capacidade para crescer muito mais nos próximos anos. “Não adianta entrar em uma empreitada para ganhar dinheiro se a sua alma não estiver nela. O que me motiva todos os dias é amar o que eu faço”, diz ela, que tem como objetivo, em 2018, vender uma dezena de franquias e implementar pelo menos cinco delas até novembro.

Veja, na galeria de fotos a seguir, alguns dos pratos da Petite Amie:

  • As taças cobertas de chocolate rendem fotos perfeitas para o Instagram.

  • A brigaderia oferece porções individuais de bolos e tortas, chamadas de “mono porções”.

  • O estabelecimento gourmet, inspirado em cafeterias francesas, oferece deliciosos doces, salgados e cafés.

  • O capricho pode ser constatado nos pratos.

As taças cobertas de chocolate rendem fotos perfeitas para o Instagram.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).