Dona do Indeed compra a Glassdoor por US$ 1,2 bilhão

iStock
A Glassdoor opera no Brasil sob a marca Love Mondays

A empresa de recursos humanos e informações de consumo Recruit Holdings Co. anunciou ontem (8) que irá comprar a Glassdoor, que opera no Brasil sob a marca Love Mondays, por US$ 1,2 bilhão.

VEJA TAMBÉM: LG Display anuncia ampliação da aliança com Google

Por meio do negócio, a Recruit terá acesso ao extenso banco de dados do website norte-americano, como avaliações de funcionários. Em contrapartida, o interesse da Glassdoor é acelerar sua entrada em mercados fora dos Estados Unidos.

As ações da Recruit subiram 3% em Tóquio depois do anúncio. A empresa, que opera serviços on e offline para viagens, acomodação, restaurantes, beleza, automóveis e educação, havia feito sua última grande aquisição no exterior com a compra do mecanismo de busca de emprego Indeed em 2012.

A Glassdoor opera o segundo maior website de emprego dos Estados Unidos e é conhecida por fornecer avaliações anônimas de funcionários sobre a cultura e a gestão das empresas nas quais trabalham.

“A Glassdoor transformou a forma como as pessoas buscam emprego e como as empresas recrutam. A entrada da Recruit vai permitir que a Glassdoor acelere sua inovação e seu crescimento para ajudar as pessoas a encontrarem empregos em companhias que amam, ao mesmo tempo em que ajudará os empregadores a contratar candidatos de qualidade”, disse Robert Hohman, CEO e cofundador da Glassdoor, que irá continuar na liderança da empresa. “Estou ansioso para liderar a Glassdoor nesse novo capítulo, e explorar maneiras de utilizar nossos recursos e ativos combinados para beneficiar as pessoas que buscam por empregos, os funcionários e os empregadores quando o negócio for fechado.” Hohman disse, ainda, que a escala é muito importante negócio de recrutamento.

LEIA: Takeda faz acordo para comprar Shire por US$ 62 bi

“Eu estou feliz em dar as boas-vindas à Glassdoor. A empresa tem uma plataforma poderosa que está mudando a maneira como as pessoas encontram emprego em todos os lugares”, disse Hisayuki Idekoba, COO e líder do segmento de tecnologia de RH da Recruit. “A Glassdoor é uma empresa impressionante, com liderança, missão, produtos, clientes e funcionários fortes. Nós estamos animados para ajudá-los a continuar crescendo e entregando valor a quem busca emprego e aos empregadores que eles atendem.”

A Glassdoor tem quase 59 milhões de usuários mensais, 40 milhões de avaliações e insights de aproximadamente 770 mil empresas. Dentro da Recruit, a Glassdoor irá operar como um negócio independente, disse Hohman. Segundo Idekoba, não há planos de integrar o Glassdoor e o Indeed, apesar de ter dito que as marcas podem se associar em “desafios específicos” no futuro.

A transação deve ser fechada até setembro, disse a Recruit. As empresas estão, no momento, passando pelo processo de revisão regulatória, disse Hohman.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).