Jeff Bezos nunca foi tão rico como nesta semana

Getty Images
O aumento constante do preço das ações da Amazon neste ano – 42% até agora – fez de Bezos a pessoa mais rica do mundo na lista anual de bilionários da FORBES pela primeira vez

As ações da gigante de e-commerce Amazon deram mais um passo em direção à estratosfera nesta semana e elevaram o patrimônio líquido do fundador e CEO Jeff Bezos para US$ 138,8 bilhões no final do pregão de ontem (8), segundo o ranking em tempo real de bilionários do mundo da FORBES. Isso tornou o único homem a ter mais US$ 100 bilhões ainda mais rico, com um ganho de US$ 3,3 bilhões.

LEIA MAIS: 3 lições para líderes tiradas da carta de Jeff Bezos

O aumento no preço das ações da empresa ocorreu em meio a uma série de notícias: a Amazon Prime anunciou que iria transmitir ao vivo jogos de futebol da Premier League no Reino Unido; a rede de supermercados Whole Foods, que a Amazon comprou no ano passado por US$ 13,4 bilhões, expandiu seus descontos para os membros Prime; e os analistas divulgaram relatórios otimistas sobre a empresa, que é a segunda maior nos EUA depois da Apple em termos de capitalização de mercado.

Bezos possui 16% da gigante do comércio online, uma participação que representa cerca de 95% de sua fortuna. O desempenho das ações da Amazon tem um impacto direto e significativo sobre a riqueza do homem mais rico do mundo. Desde que os mercados abriram na última segunda-feira (4), o preço das ações da empresa aumentaram apenas 2%, fechando a semana em US$ 1.683, mas, para Bezos, isso significa bilhões de dólares.

O aumento constante do preço das ações da Amazon neste ano – 42% até agora – fez de Bezos a pessoa mais rica do mundo na lista anual de bilionários da FORBES pela primeira vez, desbancando Bill Gates.

Seria difícil de prever a posição de Bezos em 1994, quando Gates era a pessoa mais rica do mundo e ele tinha acabado de lançar uma livraria de e-commerce em sua garagem em Seattle. Em 1997, Bezos tornou a Amazon uma empresa pública a US$ 18 por ação. Ele estreou na lista FORBES 400 dos norte-americanos mais ricos no ano seguinte.

VEJA TAMBÉM: Zuckerberg e Bezos perdem bilhões depois de queda no valor de ações

Embora Bezos seja o mais rico a ver sua fortuna subir esta semana, ele não foi o único. O patrimônio líquido do fundador da Nike, Phil Knight, cresceu US$ 800 milhões no mesmo período, quando as ações de varejo, particularmente as de marcas esportivas, aumentaram. As ações da Nike subiram 3% na semana passada.

A empresa de calçados pode não ter trazido a Lebron James e ao Cleveland Cavaliers a sorte suficiente para derrotar o Golden State Warriors nas finais da NBA, mas seu sucesso elevou a fortuna de Knight a US$ 32,9 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).