Estratégias para voltar a trabalhar depois de ter filhos

Voltar ao trabalho depois de ter filhos não é nada fácil. Mesmo que tenham se passado seis semanas, seis meses ou seis anos, o caminho é complicado.

LEIA TAMBÉM: Conheça 19 das mães mais ricas do mundo

Veja alguns conselhos de mães e pais em três diferentes estágios da vida para ajudar você a voltar para o mercado de trabalho.

  • Mães recentes

    As famílias têm vários tamanhos e configurações, e algumas delas não podem ou não querem viver com apenas uma fonte de renda. Isso significa que muitas mães recentes terão que retornar ao trabalho logo depois do término da licença maternidade – que pode variar de seis semanas a um ano, dependendo do país. Independentemente do tempo de afastamento, a ansiedade do retorno é a mesma. Veja algumas dicas para ajudar as mães recentes a voltarem ao trabalho.

  • 1. Prepara-se para o retorno

    O primeiro dia em que deixar o seu bebê nas mãos de outras pessoas ou até da escola será difícil, mas essa transição pode ficar um pouco mais fácil se planejada com antecedência. Considere levar a criança para uma creche (ou qualquer instituição do tipo) antes do seu primeiro dia de trabalho. Pense nisso como um ensaio. Depois, almoce com um amigo, chore ou compre novas roupas já que, provavelmente, você ainda estará desconfortável com seu guarda-roupa pré-gravidez.

  • 2. Volte ao trabalho gradativamente

    Converse com seu empregador sobre a possibilidade de trabalhar meio-período na sua primeira semana ou considere começar seu primeiro dia no meio da semana, para torná-la mais curta. Talvez você possa começar lendo emails antes de voltar totalmente.

  • 3. Fale com o seu chefe antes de voltar

    Marque um almoço ou uma reunião com seu chefe antes de voltar definitivamente. Pergunte se algo relevante mudou e no que você deve focar nas primeiras semanas. Essa também é uma boa hora para perguntar quais as acomodações disponíveis para bombear leite materno durante o expediente. Você não vai querer descobrir em cima da hora que terá que se esconder atrás de um lenço em uma entrada minúscula ou em uma sala com porta de vidro.

  • 4. Não coloque muita pressão em você

    Você vai precisar de tempo para se adaptar às primeiras semanas. Provavelmente você terá a sensação de que está sendo privada de sono e uma certa confusão mental. Não espere começar com o pé direito como se nunca tivesse partido. Se permita ter um tempo para se recuperar e tire um momento de folga se sentir falta do seu filho. Você não precisa, de repente, se tornar uma super mãe. Cuide de si mesma. Se alimente de maneira saudável e durma bem. Você vai se adaptar e voltar a ter boas conversas de adultos.

  • Pais com crianças na escola

    Pode ser delicado voltar ao trabalho depois de permanecer em casa por alguns anos. Mas não é incomum que pais e mães retomem suas carreiras quando as crianças já estão na escola. E eles deveriam se perguntar algumas coisas antes de mandar um currículo como, por exemplo, por que querem voltar ao trabalho e se gostariam de voltar para o mesmo emprego ou carreira. Uma vez que essas questões sejam respondidas, as estratégias a seguir podem ajudar a ter certeza de que eles estão prontos para voltar ao trabalho.

  • 1. Renove suas expectativas

    Você escolheu deixar o trabalho para focar na família. Como resultado, você tem de ajustar suas expectativas. Você talvez tenha que ter uma redução de salário ou um movimento lateral para ser contratado de novo na área escolhida. Depois, você terá que se esforçar e dar um jeito de fazer sua carreira crescer. Lembre-se que seus ex-colegas continuaram se aperfeiçoando enquanto você estava fora do jogo. Vai levar um tempo para se recuperar. Se você está começando uma nova carreira, talvez tenha que assumir uma posição de nível básico, apesar de sua antiga experiência. Novos começos podem oferecer muitas oportunidades, então mantenha a cabeça aberta.

  • 2. Atualize suas habilidades

    Independentemente da profissão que você escolheu, com certeza ela foi afetada por mudanças enquanto você estava fora, como novas tecnologias ou novos desafios estratégicos. Tente entender o que aconteceu nesse período. Leia artigos, vá atrás de notícias sobre o assunto, converse com ex-colegas e se inscreva em qualquer treinamento adicional que você possa precisar.

  • 3. Pesquise companhias familiares e amigáveis

    Você ainda terá filhos em casa, o que significa acompanhar as tarefas, visitar o pediatra e coordenar as atividades extracurriculares. Algumas empresas oferecem mais vantagens para quem tem família, assim como cronogramas flexíveis. Faça a sua lição de casa e foque nessas companhias. Voltar ao trabalho em um ambiente que tem os mesmos valores familiares que você vai tornar essa transição muito mais suave.

  • 4. Se planeje para o inesperado

    Como você vai lidar quando tiver uma emergência na escola ou quando seu filho ficar doente? Essas coisas vão acontecer, então determine, com antecedência, como você vai cuidar dessas situações emergenciais. Você mora perto de familiares e amigos que possam cuidar de seus filhos ou você será capaz de trabalhar de casa?

  • Pais com o ninho vazio

    Os pais que já deixaram o mercado de trabalho há cerca de duas décadas têm alguns obstáculos pela frente. É compreensível que alguém que esteve fora do circuito por tanto tempo esteja ansioso – e talvez um pouco assustado – com a volta. Veja algumas dicas para ajudar os pais cujos filhos já são independentes a disputarem uma vaga.

  • 1. Faça uma honesta autoavaliação

    Você esteve fora do mercado por muito tempo. Se pergunte que tipo de trabalho você quer e as habilidades que possui. Seja honesto e olhe para seu currículo da perspectiva do empregador. Você talvez precise de um treino adicional – faça algumas aulas para melhorar suas habilidades e tornar-se mais vendável.

  • 2. Treine para as entrevistas

    Você quer mostrar ao entrevistador que você é qualificado – a pessoa certa para a vaga. Também quer se certificar de que o emprego é perfeito para você. Pesquise sobre a empresa antes e prepare uma lista de perguntas sobre o cargo. Peça ajuda a parentes e amigos para treinar para as entrevistas e, consequentemente, se sentir confiante para explicar por que ficou fora do mercado tanto tempo e ter certeza que o recrutador entenda que você está pronto para enfrentar esse novo capítulo da sua vida.

  • 3. Network, network, network

    Você conhece o velho ditado: “Não é o que você conhece. É quem você conhece”. Isso ainda se aplica nos dias de hoje. Não esconda da sua família, amigos, vizinhos e antigos colegas que você está procurando um emprego. Talvez você encontre oportunidades únicas que não levou em consideração. Esteja preparado para usar todas as ferramentas do seu arsenal ao procurar um emprego, incluindo referências boca-a-boca, mídias sociais e sites de busca de emprego.

  • 4. Não se intimide com a tecnologia

    O mundo dos negócios é cheio de tecnologias, logo, é importante que você abrace isso. Se você se sente por fora quando o assunto está relacionado a computadores, gadgets e mídias sociais, faça algumas aulas ou peça a seus filhos ou netos te darem um curso intensivo. Não se esqueça que existe valor nas habilidades interpessoais também. Essa talvez seja uma vantagem que você terá sobre os outros candidatos.

  • 5. Voltar a fazer parte do mercado de trabalho depois de ter filhos pode ser intimidador e dramático

    Você vai se sentir culpado por não estar dedicando muito tempo aos seus filhos, triste por estar perdendo etapas da vida deles (mesmo que já sejam grandes), animado por interagir com outros adultos, nervoso em relação a exercer bem o seu trabalho e, bem possivelmente, vai se perguntar se está tomando a decisão correta. Essas emoções são esperadas. Mas é importante você acreditar e se cuidar. Afinal, você é pai e pode lidar com qualquer coisa que a vida jogue para você – mesmo que esteja tudo uma bagunça.

Mães recentes

As famílias têm vários tamanhos e configurações, e algumas delas não podem ou não querem viver com apenas uma fonte de renda. Isso significa que muitas mães recentes terão que retornar ao trabalho logo depois do término da licença maternidade – que pode variar de seis semanas a um ano, dependendo do país. Independentemente do tempo de afastamento, a ansiedade do retorno é a mesma. Veja algumas dicas para ajudar as mães recentes a voltarem ao trabalho.

Comentários
Topo