Conheça o palácio chinês do século 21

Divulgação
O Wynn Palace, inaugurado em 2016 na região de Cotai (Divulgação)

A Wynn Resorts é a rede hoteleira independente que mais acumula awards cinco estrelas no FORBES Travel Guide. O homem por trás desse sucesso é o bilionário americano Steve Wynn, fundador e CEO do grupo, conhecido por ter reconstruído e revitalizado, nos anos 1990, a região do Boulevard Strip de Las Vegas, onde ficam os principais cassinos e hotéis da meca do jogo.

LEIA MAIS: Conheça as power tables de Hong Kong

Sou hóspede frequente do Wynn e do Encore em Las Vegas, e tinha enorme curiosidade em conhecer as propriedades do Wynn em Macau. Ficava intrigado ao ouvir que a indústria do jogo já movimentava sete vezes (!) mais dinheiro em Macau do que em Las Vegas.

Numa recente passagem por Hong Kong, fiz questão de ir àquela ex-possessão portuguesa na Ásia – onde ainda hoje placas de rua e comunicações oficiais são escritas, também, em português – para ver, de perto, o mais novo empreendimento de Mr. Wynn. Pude comprovar por que esse empreendedor, com seus mais de 45 anos de experiência, é um dos maiores ícones da indústria hoteleira e um dos felizardos membros da lista 100 Greatest Living Business Minds de FORBES.

Grandiosidade dentro e fora do hotel: de tanto conforto, sair da cama chega a ser desnecessário

Tudo no Wynn é planejado e executado com excelência e com um apuro milimétrico. Não que se trate de um hotel pequeno, muito pelo contrário. São 1.706 acomodações divididas entre quartos, suítes e vilas. O tamanho impressiona, mas sem perder aquela sensação de que estamos num hotel-butique. Mesmo a opção mais básica dos quartos, batizada de Palace Room, foi pensada nos mínimos detalhes. O aroma é o mesmo que o dos hotéis Wynn em Las Vegas.

A qualidade dos materiais é irrepreensível, mas é a atenção com o hóspede que cativa. Como a caixa com pelo menos oito amostras de tipos de travesseiro que o hóspede pode escolher, nos mais variados materiais e graus de maciez. Como voltar ao quarto e encontrar pequenas toalhas sob os óculos que foram deixados a cabeceira, os saquinhos de voal com laços de cetim com as moedas que foram esquecidas nos bolsos das calças ou em cima dos móveis ou ainda os cabos dos muitos carregadores que levamos conosco cuidadosamente enrolados e presos com fitas de velcro.

Praticamente tudo pode ser controlado por tablets disponíveis dos dois lados da cabeceira: luz, temperatura, cortinas, TV, áudio, a indicação de “não perturbe”, pedidos de room service, solicitação de camareira… Levantar-se da cama chega a ser desnecessário.

E MAIS: Oito restaurantes em Hong Kong e Macau mantém suas estrelas Michelin

Algumas unidades da suíte Palace também têm um spa particular, com maca para massagem e ambientação e som para sessões de relaxamento.

O hotel abriga uma gama de grifes luxuosas dentro da Wynn Esplanada. Pense em Cartier, Chanel, Panerai, Chopard, Saint Laurent, Rolex, Salvatore Ferragamo, Dolce & Gabbana, Giorgio Armani, Valentino, Prada, Van Cleef & Arpels… Todas elas operando dentro de um verdadeiro shopping center que ocupa quase 10 mil metros quadrados.

A ala gastronômica inclui 13 opções, todas muito interessantes, entre restaurantes, bares e confeitarias. O Wing Lei Palace serve pratos cantoneses. O Andrea’s serve pratos chineses com apresentações contemporâneas e ocidentais. Bem no estilo Las Vegas, o Fontana Buffet segue uma proposta familiar, com inúmeras e variadas opções de pratos e sobremesas servidas durante todo o dia.

O belo Mizumi e o Sushi Mizumi servem culinária japonesa autêntica, mas com ambientes bem diferentes. O Sushi Mizumi acomoda 14 pessoas, ideal para uma refeição mais reservada.

Nos arredores da piscina externa fica o Pool Café. O Red 8 serve culinária chinesa, como o obrigatório dim sum. O 99 Noodles é focado no típico macarrão chinês e tem cozinha aberta para os hóspedes acompanharem sua fabricação. O Hanami Ramen oferece menu com variações do caldo típico da culinária nipônica. Para a sobremesa, as opções são a Sweets – que serve sorvetes – e o sofisticado Wynn Macaron, especializado no doce francês, sempre disponível em 16 sabores (12 tradicionais e quatro sazonais).

O único bar do hotel é o Wing Lei Bar, aberto até as 3h da manhã. Um ponto interessante é a variedade de quase 50 chás usados na elaboração dos coquetéis.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

O SW Steakhouse é um capítulo à parte. Típico restaurante de carnes (e fresquíssimos frutos do mar) com padrão americano, é inspirado no premiado SW de Las Vegas. A cada 30 minutos, seu sofisticado ambiente se transforma em cenário de surpreendentes performances – as mais perfeitas combinações de tecnologia, cenografia e bom humor que eu já vi, capazes de encantar visitantes de qualquer canto do mundo. A “invasão” de King Kong no salão, por exemplo, é um dos sketches mais divertidos e comentados.

O spa do Wynn – o maior de Macau – foi inspirado no período imperial chinês. São 22 magníficas salas privativas para tratamentos. Até o mais viajado visitante se impressiona com seu grau de sofisticação – eu, particularmente, nunca vi nada parecido em minhas muitas andanças. Os espaços coletivos, como sauna, jacuzzi, piscina e banhos terapêuticos, são separados entre homens e mulheres. Os hóspedes também têm à disposição um moderníssimo salão de beleza. Lá, uma simples lavagem de cabelo vira uma experiência única: a poltrona reclina-se até se tornar uma cama flat, de 180 graus, e todo o processo de lavagem e hidratação dos cabelos é feito com o hóspede deitado. A academia também oferece o que há de mais moderno em equipamentos.

Outras surpresas: o lago performático, na frente do hotel, que a cada 20 minutos apresenta um show de luzes, água e música. E o Sky Cab, uma espécie de bondinho que leva até seis pessoas para uma volta acima do lago – um passeio curto, mas que ajuda a fixar na memória a beleza e o exotismo desse magnífico e distante canto do mundo, onde a fusão China/Portugal chega a dar um nó na cabeça do visitante brasileiro.

De minha parte, não só matei a curiosidade como também decidi incluir o Wynn Palace Macau em minha seleta lista de hotéis que valem a pena no mundo. Recomendo fortemente que você faça o mesmo.

Veja, na galeria de fotos abaixo, detalhes do Wynn Palace Macau:

  • Bondinho Sky Cab: passeio sobre o lago

  • Palace King Room: muito espaço e comodidade

  • Grandes grifes na Wynn Esplanada

  • Restaurante Mizumi: autêntica culinária japonesa

  • A ala gastronômica inclui 13 opções, todas muito interessantes

  • A cada 30 minutos, seu sofisticado ambiente se transforma em cenário de surpreendentes performances

  • SW Steakhouse: humor, carnes e frutos do mar

  • Inspirado no período imperial, o spa tem 22 salas privativas

  • Os espaços coletivos, como sauna, jacuzzi, piscina e banhos terapêuticos, são separados entre homens e mulheres

Bondinho Sky Cab: passeio sobre o lago

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).