Outros Destaques

10 profissões mais estressantes de 2016

Ser repórter de um jornal diário é mais complicado do que parece. É preciso correr atrás de fontes para entrevistar, muitas vezes ir a ambientes inóspitos, cumprir prazos e lidar com diversas outras influências.

Ser bombeiro também não é nada tranquilo, por motivos óbvios. Qualquer desvio pode significar uma ou mais vidas, inclusive a sua. O que as duas profissões têm em comum? Ambas estão entre as dez carreiras mais estressantes de 2016.

Veja a lista completa no vídeo a seguir:

Comentários
Topo