5 dicas de empreendedorismo do presidente da Cabify

Divulgação
Weder afirma que o mercado brasileiro é um dos três mais importantes do mundo para a Cabify

A América Latina é profundamente diversa. Cada um dos países da região tem suas próprias características nos mais variados aspectos – e não é diferente no mercado para o empreendedorismo. Ricardo Weder, presidente global da plataforma de tecnologia para mobilidade Cabify, sabe muito bem disso.

VEJA TAMBÉM: Cabify foca em consolidar operação no Brasil depois de expansão no país em 2017

Segundo o executivo, o Brasil tem uma peculiaridade: é um ótimo mercado para conquistar clientes e usuários, mas retê-los é um grande desafio. No entanto, o potencial empreendedor do país, na opinião de Weder, é muito positivo: “O Brasil é enorme e incrível para empreendedores tentarem fazer coisas novas e para novos negócios”, diz.

“O Brasil tem muitas pessoas jovens interessadas em fintech, blockchain, mobilidade… Vejo um futuro com muitos unicórnios vindo do país”, aponta o CEO, que conclui dizendo que, assim como no México, há muitos talentos e oportunidades por aqui. Ricardo Weder menciona, ainda, o tamanho do mercado e a disposição do brasileiro para tentar novas coisas, além de sua maior aptidão por tecnologia, como diferenciais. Como principal dificuldade, no entanto, o executivo cita o financiamento. “Mas os demais países têm começado a olhar mais para a América Latina”, conclui.

Não à toa, Weder afirma que o mercado brasileiro é um dos três mais importantes do mundo para a Cabify, que chegou ao país em 2016 e já está presente em oito cidades. O mexicano, que começou a trabalhar na empresa em 2014, diz que a Cabify irá continuar a investir e procurar oportunidades por aqui.

Veja, na galeria de fotos, 5 dicas de empreendedorismo de Ricardo Weder, da Cabify:

  • Encontre a sua paixão

    É fundamental fazer o que se gosta – para isso, o primeiro passo é encontrar sua paixão. Só assim o empreendedor terá a motivação necessária para o trabalho duro e para superar todos os desafios inerentes a um novo negócio, sempre pensando em como melhorar a empresa.

  • Aceite os sacrifícios

    Para empreender, é preciso aceitar que sacrifícios são necessários. Para manter essa consciência nos momentos de estresse e adversidades, Weder diz que o fundamental é manter o foco. “Todo o aprendizado que vem desses sacrifícios pode ser transformado em diferencial”, explica.

  • Aposte na inovação

    O seu produto ou serviço deve ser uma solução inovadora e que faça diferença no mercado, mas, principalmente, na vida das pessoas. Um segundo passo é entender como apresentar a sua inovação de maneira atraente para os potenciais usuários.

  • Preste atenção nas características do seu mercado

    “O Brasil é a terra das oportunidades, mas tem características próprias. É preciso ter atenção”, pontua Weder. Segundo o executivo, o brasileiro é aberto a inovações, sobretudo na área da tecnologia. Sendo assim, é fácil fazer com que o usuário teste seu produto. “A grande dificuldade é reter o consumidor, diferente de outros países da América Latina”, conclui.

  • Foque no longo prazo

    É natural que, ao empreender, surja o impulso de optar por algo que traga resultados financeiros a longo prazo. Porém, a opção deve ser sempre por algo que traga motivação e vontade de trabalhar. “É preciso construir um negócio com base sólida, trabalhar pensando no futuro, para só depois pensar nos resultados financeiros”, pontua Weder.

Encontre a sua paixão

É fundamental fazer o que se gosta – para isso, o primeiro passo é encontrar sua paixão. Só assim o empreendedor terá a motivação necessária para o trabalho duro e para superar todos os desafios inerentes a um novo negócio, sempre pensando em como melhorar a empresa.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).