5 razões para freelancers iniciantes terem um mentor

5 razões para freelances iniciantes terem um mentor - iStock
Um mentor pode oferecer uma perspectiva experiente de mercado, além de indicar o melhor caminho a seguir diante dos desafios.

Trabalhar como empregado, frequentemente, significa ter alguém que lhe dê instruções sobre o melhor caminho a seguir. Isso é verdade, mesmo que não exista nenhum programa formal de orientação. Você pode quase sempre contar com seu chefe ou até mesmo com um colega de trabalho mais experiente para um conselho ou feedback. Já com freelances isso não acontece automaticamente.

VEJA TAMBÉM:10 melhores – e piores – cidades para freelancers

Ser frila pode ser uma desvantagem porque todos precisam de mentores. Se você é iniciante, principalmente, considere procurar um mentor. Os benefícios pessoais e profissionais são grandes. Procure alguém que tenha mais experiência em seu campo e se surpreenda com o quanto você pode aprender com ele.

Veja na galeria de fotos abaixo, cinco motivos e dicas sobre como você pode encontrar mentores em potencial e construir relacionamentos com eles, mesmo sendo freelance:

  • 1. Mentores podem fornecer insights específicos sobre o mercado

    Se você puder encontrar um orientador com experiência em seu ramo, ele poderá fornecer insights que talvez você não consiga em nenhum outro lugar. Pense neles como uma espécie de guia de caminhada, um conselheiro, um manual não-oficial. Eles certamente conhecem as verdades menos óbvias do negócio.

  • 2. Mentores podem oferecer uma perspectiva honesta

    Um desafio que freelances têm é estabelecer metas para o crescimento profissional e pessoal. Sem alguém para fornecer um objetivo, e uma perspectiva de fora, tudo o que você tem para continuar são os próprios desejos e opiniões sobre suas habilidades. Infelizmente, isso nem sempre é objetivo ou preciso. É por isso que é tão importante se conectar com uma pessoa que esteja disposta a ser verdadeiramente honesta com você.

    Por exemplo, digamos que você trabalhe com desenvolvimento web. Neste ponto, seu trabalho é em grande parte como desenvolvedor de códigos, mas você gostaria de entrar mais no lado do design. Sem um mentor, você pode simplesmente mergulhar e começar a se promover no web design. Talvez até mesmo aprenda a usar algumas ferramentas sozinho. Afinal, por que não ajudar as pessoas a projetar logotipos entre um projeto e outro?

    O único problema é que você talvez não tenha um olhar artístico e seus projetos não sejam exuberantes. Você pode escolher cores e fontes que simplesmente não funcionem. Ou não entender exatamente como o visual e o branding andam de mãos dadas.

    Se você tem um mentor que realmente se preocupa com o seu crescimento e sucesso, ele estará disposto a ter uma conversa franca com você sobre suas habilidades e a fornecer uma visão honesta sobre a realidade.

  • 3. Ter um mentor ajuda a ser mais responsável

    Como um freelance, você, sem dúvida, faz promessas a si mesmo, do tipo: “Vou fazer três cursos no próximo semestre”, “Vou reformular meu site”, “Não vou terminar esta semana sem prospectar pelo menos 10 novos clientes em potencial”.

    De fato, são planos que fariam seu negócio expandir e melhorar suas habilidades. O problema é que nada acontece se você só tem de responder a você mesmo.

    Com um mentor, você tem responsabilidade. Há alguém para quem é necessário se reportar. A desculpas usadas se tornam claramente frágeis quando você as direciona para outra pessoa. Isso fornece motivação adicional para que você possa ficar no topo e realizar as coisas que precisa para alavancar sua carreira.

  • 4. Seu mentor pode ser um orientador de carreira

    Quando o assunto é subir na carreira, mentores são surpreendentes montanhistas experientes. Se eles acreditam que você tem potencial e que vai fazer o seu melhor, muitos ficarão felizes em o ajudar. Isso pode significar introduzi-lo a especialistas do setor ou recomendá-lo a clientes em potencial. Um mentor pode até mesmo permitir que você faça parceria com ele em alguns de seus projetos.

    Outro tópico em que eles podem fornecer orientação é o de lidar com clientes difíceis. Por exemplo, eles podem dar conselhos sobre como negociar os termos dos contratos ou até mesmo apontar clientes em potencial que você deve simplesmente evitar.

  • 5. Você pode trocar ideias e dividir frustrações com seu mentor

    Trabalhar de forma autônoma é difícil. Existem fatores estressantes com os quais é preciso lidar e que simplesmente não estão presentes em outros tipos de trabalho. Você não é apenas seu próprio patrão, mas também usa muitos outros chapéus: é sua própria equipe de marketing, vendas, suporte técnico e provável encarregado pelo financeiro. Não há nenhuma barreira entre você e as pessoas que podem ser rudes, sem noção ou incompetentes, condições nas quais você deve ser educado, profissional e complacente.

    Um bom mentor entende isso. Ele entende suas frustrações. Melhor ainda, a experiência acumulada permite que possa fornecer conselhos e perspectivas que podem ajudar você a lidar com essas questões da melhor forma possível. Não só isso, ele é o público perfeito para testar novas ideias.

    Os mentores têm o importante papel de apoiar seus objetivos, mas também são honestos o suficiente para dar conselhos e informações válidas.

1. Mentores podem fornecer insights específicos sobre o mercado

Se você puder encontrar um orientador com experiência em seu ramo, ele poderá fornecer insights que talvez você não consiga em nenhum outro lugar. Pense neles como uma espécie de guia de caminhada, um conselheiro, um manual não-oficial. Eles certamente conhecem as verdades menos óbvias do negócio.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).