Como 10 empreendedores lidam com os haters

iStock
Pessoas bem-sucedidas não perdem tempo falando coisas negativas sobre os outros

Haters, críticos, pessimistas. Qualquer pessoa que esteja no caminho do sucesso é obrigada a lidar com eles, ao mesmo tempo em que deve permanecer motivado apesar dos comentários.

LEIA MAIS: 4 maneiras de promover o bem-estar no local de trabalho

Veja, na galeria de fotos abaixo, como os 10 empreendedores lidam com os haters e suas críticas:

  • 1. Faça das críticas o seu combustível, não a sua kryptonita

    Tudo gira ao redor da maneira como você encara as coisas. Se alguém disser que você não é inteligente o suficiente, diga a si mesmo: “Mal posso esperar para provar que eles estão errados”. O feedback negativo pode ser a âncora que você arrasta pelo deserto ou o vento que move a sua vela.

    Lembre-se: não existem estátuas de críticos.Os monumentos são erguidos para os sonhadores, para as pessoas que se arriscam. Os revolucionários que causaram impacto, mudaram as regras, encerraram guerras e lutaram pela liberdade foram considerados “loucos”. Eles tiveram que ouvir os pessimistas e absorver as críticas – e deixaram que esse fosse seu combustível, não sua kryptonita.

    Dean Graziosi, autor de vários best-sellers do “New York Times” e um dos coaches sobre sucesso e imóveis mais assistidos da TV norte-americana

  • 2. Encare o comentário como um elogio

    Você vai inspirar inveja e críticas se for super bem-sucedido no que faz. Isso é apenas parte do caminho. A crítica é a melhor prova de que você é um grande sucesso. Aprendi desde cedo que quanto mais as pessoas falam mal de você, mais invejosas elas são.

    Barbara Corcoran, fundadora do The Corcoran Group, apresentadora do podcast “Business Unusual” e Shark em “Shark Tank”

  • 3. Use o episódio para obter engajamento

    O que a pessoa diz, reflete o que ela sente. Se alguém me ofende (o que é difícil), minha primeira resposta é perguntar a mim mesmo: “O que essa pessoa está passando? Por que ela precisa dizer algo assim para se sentir melhor?”. Então, supero isso. No momento em que você leva comentários negativos para o lado pessoal, está perdendo. Eles são apenas trolls da internet.

    Mas você pode devolver isso! Se um troll disser algo engraçado, eu também vou contar uma piada. Normalmente, eles se divertem e isso virando uma conversa da qual todos podem participar. Em seguida, outras pessoas entram em cena. De repente você está recebendo um monte de engajamento, o que diminui o custo de seus anúncios nas redes sociais!

    Billy Gene Shaw III, fundador e CEO da Billy Gene Is Marketing e um dos principais influenciadores, educadores e profissionais de marketing online

  • 4. Lembre-se de que as pessoas de sucesso não precisam colocar os outros para baixo

    Este foi um assunto polêmico há alguns anos, porque eu estava sóbrio há pouco tempo e não sabia como lidar com situações dolorosas e estressantes. Quando me tornei mais feliz e mais bem-sucedido, conheci mentores incríveis. Lembro-me de dizer ao meu amigo Rick Caruso: “Eu o conheço há anos, mas nunca ouvi você dizer algo negativo sobre alguém”. Ele sorriu e perguntou: “Qual seria o lado positivo?”.

    Fiquei impressionado com a resposta dele, mas aquilo era algo indiscutível: pessoas felizes e bem-sucedidas não perdem tempo falando coisas negativas sobre os outros. Por que eles fariam isso? Agora, eu só sinto empatia cada vez que vejo comentários negativos sobre mim nas redes sociais, porque sei que essas pessoas estão sofrendo.

    Khalil Rafati, fundador da SunLife Organics, viciado em drogas desabrigado que se tornou conselheiro espiritual de rockstars e bilionários

  • 5. Acabe com eles gentilmente

    Preocupar-se ou retaliar seus inimigos faz com que você fique amargo. É fácil sentir-se ressentido e tentar se justificar, mas não faça isso. Elabore uma lista dos inimigos que você não gosta. Deseje a cada um o bem e pratique como se estivesse perdoando-os sinceramente. Fale gentilmente sobre eles para os outros. Saia do seu caminho para ajudá-los. Com o tempo, esse tipo de atitude quebra muitas barreiras. E, mesmo que isso não aconteça, o efeito em você será retumbante.

    Enquanto algumas pessoas ficam com inveja do seu sucesso e lhe desejam coisas ruins, outras irão enxergá-lo como uma inspiração. Nunca deixe que os haters o derrubem. Seja uma luz brilhante e viva para que outros vejam que é possível ter sucesso apesar dos maus fluídos de alguns.

    Peter Hernandez, presidente da Western Region em Douglas Elliman e fundador e presidente da Teles Properties

  • 6. Não reaja, seja grato

    Quando você faz coisas grandes, é normal aparecerem inimigos e seguidores pessimistas – isso é inevitável. Então, pergunte-se: “Como posso usá-los para apoiar ainda mais minha missão?”.

    Primeiro, entenda que tudo aquilo que alimentamos cresce, enquanto o que deixamos de lado morre. Não reaja aos seus inimigos – isso só os alimenta. Em segundo lugar, perceba que as palavras deles têm mais a ver com algo não resolvido de suas próprias vidas do que com você. E, por último, seja grato. Ódio, amor, crítica e louvor são tipos de reconhecimento. Você não é mais ignorado ou invisível – você apenas chegou ao centro das atenções onde a mágica acontece. Você está recebendo ódio mesmo fazendo um bom trabalho? Parabéns, você chegou ao próximo nível.
    Jason Capital, Top 100 empreendedores da Casa Branca com menos de 30 anos, autor de best-sellers, coach de alta renda e fundador do High Status

  • 7. Aproveite a oportunidade para checar você mesmo

    Alguns de nós são amaldiçoados com um desejo natural de agradar a todos com nossas escolhas pessoais e profissionais. Eu aprendi uma lição muito importante: não importa o que você faça, as pessoas sempre criticarão suas ações quando você tentar alcançar o sucesso. Quanto mais cedo você entender isso, melhor para você. Se todos estão felizes com o que você faz, você provavelmente não está se aprofundando o suficiente, tomando decisões ousadas ou fazendo as apostas que são necessárias para se destacar e alcançar novos níveis de excelência.

    Abrace as críticas. Momentos desconfortáveis ​​geralmente são um sinal de que você está no caminho certo. Da próxima vez que alguém criticar suas ações, pergunte a si mesmo se você está sendo fiel à sua missão e valores pessoais. Se a resposta for sim, sorria e saiba que você está fazendo a coisa certa!

    Ken Rueter, CEO e co-fundador da Kajabi

  • 8. Pergunte se você pode aprender alguma coisa com a crítica

    Eu não acredito em haters. A colunista Ann Landers costuma dizer: “Aos 20 anos, nos preocupamos com o que os outros pensam de nós. Aos 40, não nos importamos com o que eles pensam de nós. Aos 60, descobrimos que eles não pensaram em nós”.

    Os haters frequentemente se comunicam por amor ou como uma maneira de pedir ajuda. Pessoas machucadas machucam outras pessoas. Quando nós derrubamos os outros, revelamos mais do nosso verdadeiro caráter do que do deles. Um ataque não apenas expõe nosso processo de pensamento, inseguranças e emoções reprimidas como revela como julgamos as pessoas.

    Se o feedback tiver algum mérito – não importa se você o considera construtivo – seja humilde e leve-o em consideração com gratidão e amor. Se a crítica for um ataque duro e aberto, não responda com outra granada. Fico perplexo quando vejo dois guerreiros atacando um ao outro online. Temperamentos aumentam, egos são danificados e ninguém é inspirado a crescer.

    F. Scott Fitzgerald disse: “A marca de uma inteligência de primeira ordem é a capacidade de ter duas ideias opostas presentes na mente ao mesmo tempo e nem por isso deixar de funcionar”. Da próxima vez que você for acionado para responder, pare um momento para considerar uma opinião diferente, em vez de descartá-la imediatamente. Uma palavra desanimadora pode estimular seu processo de pensamento. Seja rápido para ouvir, lento para falar e para sentir raiva.

    Tom Shieh, CEO da Crimcheck

  • 9. Ouça as críticas, mas não desista

    Os melhores e mais poderosos defensores geralmente começam como seus críticos mais duros. Não ignore o feedback dos críticos. Ouça-os e envolva-se com eles construtivamente. Normalmente, a sua ideia ou posição não é o problema, mas talvez você possa ajustar sua entrega ou um ponto específico.

    Não desista. Depois que me aproximei de um dos maiores fabricantes de PCs do mundo para uma parceria, eles me disseram que aquilo nunca funcionaria. Avancemos alguns anos e, hoje, somos seus maiores parceiros terceirizados – uma colaboração que está crescendo.

    Persistência, dedicação e paixão são fundamentais. A paixão é especialmente importante porque, se você não estiver animado com o que está fazendo, ninguém mais o fará. Compartilhe pequenas vitórias ao longo do caminho e veja o que acontece!

    Scott Shainman, presidente da Getac North America, responsável por ajudar a empresa a se tornar um dos maiores fabricantes de notebooks e tablets do mundo

  • 10. Atenha-se às suas convicções

    A história está repleta de exemplos de avanços tecnológicos que já foram rejeitados. Quando você começa a atrapalhar uma indústria, os dissidentes se juntam. As pessoas são naturalmente céticas em relação a mudanças e relutam em aceitar coisas que não entendem. Não deixe isso influenciar você!

    Como CEO de uma fintech, com obrigação de resolver grandes dificuldades no mercado de capitais, senti isso na pele. Estamos usando a tecnologia blockchain para tornar o financiamento mais acessível. Outras empresas ligadas ao setor bancário e financeiro veem essa nova tecnologia como uma ameaça aos seus sistemas legados. Mas eu vejo uma oportunidade de ajudar os outros com uma solução melhor, por isso estou motivado a continuar.

    Pesquisa e convicções ponderadas são a raiz da confiança. Quando você sabe que tem uma maneira melhor de fazer as coisas, pode superar todos os opositores. Seja fiel ao que você acredita – isso funciona. Responda aos dissidentes com confiança. Outros embarcarão na sua ideia e você encontrará o caminho para o sucesso.

    Thomas Carter, fundador e CEO da DealBox Inc

1. Faça das críticas o seu combustível, não a sua kryptonita

Tudo gira ao redor da maneira como você encara as coisas. Se alguém disser que você não é inteligente o suficiente, diga a si mesmo: “Mal posso esperar para provar que eles estão errados”. O feedback negativo pode ser a âncora que você arrasta pelo deserto ou o vento que move a sua vela.

Lembre-se: não existem estátuas de críticos.Os monumentos são erguidos para os sonhadores, para as pessoas que se arriscam. Os revolucionários que causaram impacto, mudaram as regras, encerraram guerras e lutaram pela liberdade foram considerados “loucos”. Eles tiveram que ouvir os pessimistas e absorver as críticas – e deixaram que esse fosse seu combustível, não sua kryptonita.

Dean Graziosi, autor de vários best-sellers do “New York Times” e um dos coaches sobre sucesso e imóveis mais assistidos da TV norte-americana

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).