O que fazer quando você percebe que vai ser demitido

istock
Receber a notícia de uma demissão pode acarretar momentos conflitantes.

A vida tem uma forma de nos desafiar constantemente, às vezes com uma reviravolta que pode causar transtornos emocionais, financeiros e mentais. Um desses desafios pode começar ao você perceber que seu emprego está por um triz, seja por um corte de pessoal, fruto de uma fusão, seja pelo fechamento da empresa em que você trabalha.

VEJA TAMBÉM:10 coisas para saber antes de pedir demissão

Receber a notícia de uma demissão cria momentos difíceis e conflitantes para funcionários em qualquer nível. Pode ser um instante de confusão, incerteza, insegurança e ambigüidade. Tais situações podem levar a níveis mais altos de estresse, desconfiança e comunicação ineficaz.

Embora não exista uma pílula mágica para aliviar todos os desafios, há de fato ações específicas capazes de tornar a transição de emprego mais fácil para você e sua organização. Um bom começo é aceitar o fato de que a mudança é natural, descobrir como lidar com a perda e entender como deixar o seu posto com integridade.

Como lidar com a informação da perda

istock
É importante desenvolver uma estratégia e cuidar de si mesmo.

Primeiro, cuide de você. Quais emoções, sentimentos ou reações comportamentais você experimentou desde que recebeu a notícia? É normal sentir uma série de emoções, incluindo tristeza, depressão, ansiedade, raiva, traição, desconfiança, desinteresse, medo, felicidade e esperança.

O que você está sentindo e como está lidando com essas emoções? Veja abaixo oito ações para garantir sua saúde mental e desenvolver uma estratégia bem pensada. Seu objetivo deve ser revisar essa lista e perceber a quantas dessas declarações você pode responder afirmativamente?

1. Permitir-se lamentar a mudança/perda e aceitar a adequação das diferentes emoções e sentimentos (altos e baixos) experimentados.

2. Discutir a mudança iminente de emprego e as preocupações financeiras com uma boa base de suporte.

3. Separar um tempo especial para si e realizar atividades que ajudem a aliviar o estresse, como exercícios e meditação.

4. Dividir os pensamentos com amigos e familiares e pedir ajuda.

E AINDA: Como lidar com um chefe que é um verdadeiro pesadelo

5. Identificar os contatos e relacionamentos profissionais necessários e informar a eles sobre sua situação empregatícia, além de compartilhar o desejo por novas oportunidades.

6. Considerar as despesas mensais e o valor mínimo necessário para cumprir as obrigações atuais, e explorar outras opções de emprego emergenciais.

7. Atualizar currículo e o perfil do LinkedIn e preparar uma boa carta de apresentação.

8. Celebrar os sucessos já conquistados na carreira e as principais realizações.

Como deixar seu trabalho atual com integridade e leveza, mesmo se você não quiser

istok
É importante deixar uma boa impressão para manter as portas abertas para oportunidades futuras.

Por uma razão ou outra, chegou a hora de você deixar sua empresa contra a sua vontade. Independentemente do catalisador para essa mudança de emprego, você vai querer deixar uma boa impressão e demonstrar comportamentos adequados dentro e fora do local de trabalho.

Preste especial atenção aos seus comportamentos nas seguintes categorias:

1. Anuncie que está disponível adequadamente.

Se você encontrar um novo emprego depois de ter sido informado de que seu trabalho está terminado, mas antes da data marcada para o último dia, certifique-se de fornecer um aviso adequado e profissional de sua intenção de sair antes.

Não abandone a organização ou sua equipe porque foi informado de que seria demitido ou por qualquer outro motivo. A maneira como você deixa um emprego ainda é importante, mesmo se você estiver zangado, frustrado ou desapontado com o ocorrido.

2. Garanta a transição adequada e a continuidade do trabalho.

Continue a entregar um trabalho de alta qualidade. Reserve um tempo para descrever as etapas e os processos de todos os projetos restantes ou tarefas nas quais você está trabalhando. Informe a outra pessoa (que permanecerá na empresa) o que foi concluído, o que ainda precisa ser preenchido e onde localizar os detalhes específicos/relevantes.

LEIA MAIS: Como pedir férias para o chefe do jeito certo

Faça a transição o mais suave possível para as partes interessadas internas e externas e minimize o risco de interrupção do fluxo de trabalho para o contratante.

3. Gerencie bem a comunicação e os relacionamentos.

Certifique-se de moderar sua fala nos seus últimos dias. Não deprecie seu empregador ou membros da equipe. Você não quer reduzir a percepção deles sobre você, destruir relacionamentos ou queimar pontes desnecessariamente. Mesmo que tenha razão, evite parecer excessivamente pessimista ou negativo em seu diálogo.

4. Tenha inteligência emocional.

Seu trabalho está no fim. Você precisará dar tempo para a transição e entender que uma infinidade de pensamentos e sentimentos se manifestará sobre a situação. Permita-se o período necessário para processar os fatos, lembre-se dos bons momentos e mantenha a mente em torno das novas oportunidades que a perda de emprego pode criar. É possível fazer isso de uma forma positiva ao aplicar uma estratégia de transição que promova sua marca e amplie seus interesses:

– Por todos os meios, faça perguntas. Não espere que a gerência o comunique. Pesquise o máximo de detalhes possível sobre o que realmente está acontecendo e quando seu trabalho terminará.

– Esteja ciente das políticas institucionais relacionadas à redução de forças e aproveite todos os programas de transição de carreira. Além disso, não se esqueça de solicitar os benefícios concedidos para recém-demitidos.

– Lembre-se de nunca falar mal de seu atual escritório para contatos ou novos empregadores.

– Observe e aprenda o que os outros fazem e abra seus horizontes. É possível transitar por diferentes campos de atuação ou mudar para um setor totalmente distinto.

– Não deixe a mudança sabotar sua autoconfiança. Afirme-se como um profissional pronto para contribuir com o seu próximo time.

VEJA AQUI:10 sinais de que seu chefe planeja demiti-lo

– Estabeleça uma presença online que divulgue sua marca profissional. Mostre suas habilidades e talentos. Permaneça conectado!

– Seja claro sobre suas necessidades salariais e busque oportunidades que atendam a esse padrão, de modo a manter suas obrigações financeiras em dia.

– Construa uma rede de profissionais que possam fornecer a você feedbacks honestos.

– Siga em frente. Não fique focado em pontos que estão fora do seu controle. A mudança é uma parte natural e normal da vida (pessoal e profissional). Contemple as novas oportunidades que a perda de emprego pode criar.

– Mantenha-se motivado! Dance, ria, cante e desempenhe qualquer atividade que faça sua energia fluir. Você é responsável por si e precisa extrair força e determinação para seguir em frente e criar a vida que deseja. Não importa o que aconteça, fique no lugar do motorista, e não se torne um passageiro.

Aconteça o que acontecer, esteja determinado a se levantar todos os dias. Mantenha-se em movimento. Uma mudança difícil tratada adequadamente, muitas vezes, pode levar a resultados positivos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).