Por que você não está sendo promovido no emprego

iStock
Para sair dessa rotina, você tem que descobrir o que pode estar fazendo de errado

Você acha que chegou a hora de ser promovido. Está pronto para seu próximo desafio e está se candidatando a várias posições, mas parece que nenhuma delas foi feita para você. O sentimento é de que você esteve tanto tempo no mesmo cargo que suas perspectivas de carreira estão começando a parecer sombrias – pelo menos em sua empresa atual. Para sair dessa rotina, você tem que descobrir o que pode estar fazendo de errado.

LEIA MAIS: 5 dicas para influenciar sem ser o chefe

Tenho o privilégio de falar confidencialmente com muitos gerentes e executivos de diversos setores e há duas principais razões que eles alegam para não promovem certos funcionários a posições mais altas de autoridade ou de responsabilidade, mesmo quando esse indivíduo parece ter um alto desempenho.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 2 motivos que podem estar impedindo você de ser promovido no seu emprego atual:

  • 1. Você não está genuinamente aberto a comentários ou críticas construtivas

    Por mais difícil que seja receber informações negativas sobre seu desempenho no trabalho ou sobre as entregas de projetos, é crucial que você não apenas busque feedbacks, mas também mostre que os está aceitando. A hora de se preocupar não é quando você está recebendo críticas construtivas – é quando você não está mais recebendo-as.

    Se o seu supervisor ou os seus colegas não estão mais oferecendo nenhuma impressão significativa, isso normalmente quer dizer que eles desistiram de você. Quando as pessoas se preocupam, elas realmente querem ajudá-lo a fazer o seu melhor trabalho. Quando você dificulta a emissão de um feedback honesto, certamente você é quem sairá perdendo. Depois que eles pararem de se importar, esse retorno deixará de acontecer – e é nesse momento que você sabe que sua carreira, nessa empresa em particular, está realmente correndo risco.

    Como você demonstra isso:

    Seus colegas notam facilmente quando você resiste a comentários e críticas construtivas, já que as pessoas normalmente ficam desconfortáveis e acabam dificultando o processo. Elas apresentam rapidamente desculpas e razões para justificar que as informações recebidas estão, de alguma forma, incorretas ou por que a pessoa que as está dando está errada em suas conclusões.

    Você faz isso cruzando os braços e tornando-se defensivo – ou até mesmo hostil – em sua linguagem corporal quando alguém tenta dar um feedback. Demonstra resistência tentando justificar os pontos em questão em vez de absorver o que está ouvindo e processar respeitosamente. Você mostra seu desprezo pelo retorno dado ao não responder com perguntas significativas ou respostas positivas, e certamente não tenta expandir a conversa para aprender detalhes específicos ou entender como ou o que pode mudar.

    Por que isso está atrasando sua carreira:

    As pessoas começam a ver você como alguém de mente fechada quando se trata de seu próprio desenvolvimento e crescimento profissional. Isso é interpretado como um problema para a organização como um todo caso você fosse promovido. Líderes e gerentes querem trabalhar com pessoas que podem ser desenvolvidas e que, claramente, procuram métodos e maneiras de aprender e crescer, para que possam oferecer níveis cada vez mais altos de desempenho.

    Permanecer aberto para receber orientação, aconselhamento e feedback de outras pessoas é um elemento crítico de sucesso para a liderança e é muito importante para o desenvolvimento e a coesão da equipe. Quando uma pessoa está aberta a comentários e críticas construtivas, ela demonstra isso de forma proativa e cria o espaço para que os outros compartilhem honestamente seus pensamentos sobre seu desempenho e serviços prestados. Esse funcionário se engaja intencionalmente não apenas em relação ao que as pessoas pensam sobre seu trabalho, mas também por que elas pensam e como ele pode melhorar em certas áreas.

  • 2. Você atende a posições e títulos, mas negligencia pessoas comuns

    Você acha que está concentrado – e até se considera um dos destaques da empresa. Está focado em entender a estratégia organizacional e atingir as metas operacionais. Sabe o que são os indicadores-chave de desempenho e se destaca em alcançá-los, mas todos sabem que você não se importa com as pessoas. Você também costuma mostrar que outros funcionários não são realmente importantes. Apesar do seu alto desempenho, você está falhando.

    Como você demonstra isso:

    Quando se trata de pessoas com poder e status dentro da organização, você está sempre pronto e insiste em atender às necessidades delas. Mas quando percebe que os colegas ou gerentes não têm nenhuma dessas duas coisas, você negligencia rapidamente suas necessidades. Se perceber que determinada pessoa é inferior a você ou desconectada de sua trajetória de carreira, as preocupações ou dificuldades dela simplesmente não entram em seu radar e nunca estarão em sua lista de prioridades.

    Você demonstra essa falta de apreço pelos funcionários de todos os dias e por aqueles sem poder e status com as seguintes atitudes:

    – Você se refere à sua equipe ou a outros colegas e gerentes com frases como se ele fosse “apenas” um balconista e ela “somente” uma supervisora;

    – Você acredita que é a pessoa mais inteligente da área e, por isso, nunca pede ajuda, embora muitas vezes ofereça ajuda. Mas você não sabe que isso realmente faz com que pareça inseguro e inferior;

    – Você reconhece abertamente os funcionários que considera importantes para sua progressão de carreira, mas não tem nenhum problema em ignorar todo o resto – até mesmo outros gerentes e diretores;

    – Quando dedica um tempo para conversar com os funcionários por quem têm pouco respeito, você é rápido para imediatamente – e rudemente – desconsiderá-los ou encerrar uma conversa quando alguém com mais status aparece;

    – Você pede a outras pessoas informações, mas nunca considera realmente utilizá-las. Você acredita que sua opinião é a mais importante – e deixa isso bem claro;

    – Você é a pessoa mais amigável do escritório quando se trata de trabalhar com funcionários que acredita que podem alavancar sua carreira, mas todas as sutilezas caem por terra quando está lidando com as pessoas comuns.

    Seus colegas enxergam que você claramente prefere pessoas com poder na empresa e e despreza os demais. E eles não gostam disso.

    Por que isso está atrasando sua carreira:

    Você trabalha em uma organização onde os fins não justificam os meios. Lá, as pessoas provavelmente estabeleceram padrões de como todos devem ser tratados e têm valores definidos para um local de trabalho de alto desempenho, que se estende além do simples cumprimento de metas. Coisas como comportamento, respeito e valor para cada assunto individual importam – e você está esquecendo de levar isso em conta.

    Esse comportamento está atrasando sua carreira porque as mensagens que você envia no local de trabalho são tão importantes quanto as metas de desempenho que cumpre. Você não está sendo promovido porque foi visto como alguém que vai se sobressair ao menosprezar outras pessoas. Você é visto como alguém que detecta as pessoas que poderão ajudá-lo a crescer e a atender às suas necessidades, mas que negligencia as necessidades delas. Você já fez isso com muita frequência – e todo mundo percebeu.

    As empresas mais eficientes se esforçam para elevar e promover funcionários que acreditam que os feedbacks são bem-vindos e que apreciam o valor de cada um na organização. Você não está sendo promovido porque ainda não entendeu isso.

1. Você não está genuinamente aberto a comentários ou críticas construtivas

Por mais difícil que seja receber informações negativas sobre seu desempenho no trabalho ou sobre as entregas de projetos, é crucial que você não apenas busque feedbacks, mas também mostre que os está aceitando. A hora de se preocupar não é quando você está recebendo críticas construtivas – é quando você não está mais recebendo-as.

Se o seu supervisor ou os seus colegas não estão mais oferecendo nenhuma impressão significativa, isso normalmente quer dizer que eles desistiram de você. Quando as pessoas se preocupam, elas realmente querem ajudá-lo a fazer o seu melhor trabalho. Quando você dificulta a emissão de um feedback honesto, certamente você é quem sairá perdendo. Depois que eles pararem de se importar, esse retorno deixará de acontecer – e é nesse momento que você sabe que sua carreira, nessa empresa em particular, está realmente correndo risco.

Como você demonstra isso:

Seus colegas notam facilmente quando você resiste a comentários e críticas construtivas, já que as pessoas normalmente ficam desconfortáveis e acabam dificultando o processo. Elas apresentam rapidamente desculpas e razões para justificar que as informações recebidas estão, de alguma forma, incorretas ou por que a pessoa que as está dando está errada em suas conclusões.

Você faz isso cruzando os braços e tornando-se defensivo – ou até mesmo hostil – em sua linguagem corporal quando alguém tenta dar um feedback. Demonstra resistência tentando justificar os pontos em questão em vez de absorver o que está ouvindo e processar respeitosamente. Você mostra seu desprezo pelo retorno dado ao não responder com perguntas significativas ou respostas positivas, e certamente não tenta expandir a conversa para aprender detalhes específicos ou entender como ou o que pode mudar.

Por que isso está atrasando sua carreira:

As pessoas começam a ver você como alguém de mente fechada quando se trata de seu próprio desenvolvimento e crescimento profissional. Isso é interpretado como um problema para a organização como um todo caso você fosse promovido. Líderes e gerentes querem trabalhar com pessoas que podem ser desenvolvidas e que, claramente, procuram métodos e maneiras de aprender e crescer, para que possam oferecer níveis cada vez mais altos de desempenho.

Permanecer aberto para receber orientação, aconselhamento e feedback de outras pessoas é um elemento crítico de sucesso para a liderança e é muito importante para o desenvolvimento e a coesão da equipe. Quando uma pessoa está aberta a comentários e críticas construtivas, ela demonstra isso de forma proativa e cria o espaço para que os outros compartilhem honestamente seus pensamentos sobre seu desempenho e serviços prestados. Esse funcionário se engaja intencionalmente não apenas em relação ao que as pessoas pensam sobre seu trabalho, mas também por que elas pensam e como ele pode melhorar em certas áreas.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).