5 erros para remover do seu perfil no LinkedIn

Não é segredo que, se você quer conseguir um emprego, contratar pessoas talentosas ou construir uma poderosa rede de relacionamentos, o LinkedIn é uma ótima ferramenta.

LEIA MAIS: Reconhecimento facial do LinkedIn pode expor usuário

No entanto, é surpreendente ver que muitas pessoas continuam cometendo os mesmos erros em seus perfis na rede social. E esses erros podem custar um emprego, dinheiro ou a reputação.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 5 erros no seu perfil do LinkedIn que precisam ser imediatamente removidos:

  • 1. Foto de perfil inadequada

    Esta é a primeira coisa que aparece em um perfil no LinkedIn. Embora você não precise de uma fotografia profissional, certifique-se de a imagem divulgada não represente só quem você é, mas também quem você quer se tornar.

    Se você está tentando ser um banqueiro, não use óculos escuros na sua foto de perfil. Se você quer um emprego na área do direito, não publique uma na qual você apareça com uma camiseta ao lado do seu gato de estimação. Ausência de foto, uma de má qualidade ou aquela foto de grupo cortada também não são alternativas.

    Acima de tudo, lembre sempre do seu público. Seu perfil pode ser visto por conexões existentes e em potencial, incluindo recrutadores e empregadores. Certifique-se de que a sua foto de perfil reflita o seu caráter.

    A melhor foto de perfil do LinkedIn é uma de rosto, na qual você esteja olhando diretamente para a câmera, do ombro para cima. Ainda assim, é possível ser criativo – desde que sua imagem seja um reflexo seu e do emprego que você almeja.

  • 2. Títulos vagos

    Considere seu nome, sua foto de perfil e o título do seu emprego como a trindade do LinkedIn. Qualquer usuário na rede social prestará mais atenção a esses três pontos assim que acessar o seu perfil.

    Certifique-se de que seu título seja atraente, mas, ao mesmo tempo, apropriado e claro sobre o que você faz. Evite utilizar termos vagos como “líder empreendedor” ou “profissional de finanças orientado para resultados”. Afinal, o foco de todo mundo que trabalha seriamente é conseguir resultados. Em vez disso, use preferencialmente o título do seu emprego ou algo mais concreto para descrever o que você faz.

    Não deixe este espaço em branco. Se você está em busca de novas oportunidades, é aceitável reconhecer isso. Mas seja específico.

  • 3. Biografia: foque no valor e não nas funções

    Se você sempre quis contar uma história, essa é a sua oportunidade. A sua biografia no LinkedIn é a chance ideal para oferecer mais detalhes sobre como você acrescentou valor à sua carreira.

    A palavra-chave é valor. Sim, você pode enumerar as funções do seu emprego. No entanto, a parte mais interessante é a sua contribuição e o impacto causado. Mas atenção: nunca divulgue informações confidenciais. Não publique na rede social apresentações ou planilhas que você preparou em um outro emprego, por exemplo. Não causa uma boa impressão escrever: “Minhas habilidades para montar apresentações são incríveis. Dá uma olhada nessa que eu fiz quando trabalhei no Google”.

  • 4. Não se vanglorie

    O objetivo de ter descrições de empregos no LinkedIn não é apenas promover uma lista geral das empresas aleatórias nas quais que você trabalhou. Além disso, a ideia é encontrar um tema em comum ou uma forma de construir sua história profissional de forma unificada.

    Quais são os elementos em comum nos diferentes empregos que teve? Eles são na mesma indústria? Por que você decidiu mudar de um emprego para o outro? Se você mudou de carreira, certifique-se de que sua história esteja refletida nas descrições.

    Este não é o local para se gabar, mas sim para fazer as pessoas se interessarem.

  • 5. Menos quantidade, mais qualidade

    A qualidade da sua rede de conexões no LinkedIn é mais importante do que a quantidade. Há muitos usuários, no entanto, que gostam de exaltar sobre quantas conexões possuem. Independentemente de você ter 500 ou 10 mil conexões, cultive aquelas da sua área, mas também as de outros setores com os quais pode aprender.

    Não faça apenas conexões com outras pessoas. Dê conselhos. Ajude suas conexões atuais a crescerem, alavancarem seus conhecimentos e encontrarem oportunidades de carreira. Faça com que seja uma relação simbiótica.

1. Foto de perfil inadequada

Esta é a primeira coisa que aparece em um perfil no LinkedIn. Embora você não precise de uma fotografia profissional, certifique-se de a imagem divulgada não represente só quem você é, mas também quem você quer se tornar.

Se você está tentando ser um banqueiro, não use óculos escuros na sua foto de perfil. Se você quer um emprego na área do direito, não publique uma na qual você apareça com uma camiseta ao lado do seu gato de estimação. Ausência de foto, uma de má qualidade ou aquela foto de grupo cortada também não são alternativas.

Acima de tudo, lembre sempre do seu público. Seu perfil pode ser visto por conexões existentes e em potencial, incluindo recrutadores e empregadores. Certifique-se de que a sua foto de perfil reflita o seu caráter.

A melhor foto de perfil do LinkedIn é uma de rosto, na qual você esteja olhando diretamente para a câmera, do ombro para cima. Ainda assim, é possível ser criativo – desde que sua imagem seja um reflexo seu e do emprego que você almeja.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).