As 100 melhores empresas para trabalho remoto em 2018

Getty Images
As empresas pertencem, principalmente, às áreas de TI, saúde, vendas e educação

Graças à tecnologias como a internet de alta velocidade e os telefones celulares, trabalhar em casa tornou-se cada vez mais fácil. E, à medida que mais empresas oferecem políticas flexíveis de expediente, o mercado de trabalho remoto está se espalhando além dos campos tradicionais de tecnologia da computação e serviços ao cliente.

LEIA MAIS: 10 melhores aeroportos para trabalho remoto

Para muitos norte-americanos, essa forma de emprego está se tornando uma realidade. Com o crescimento do trabalho remoto e a flexibilização dos horários, muitos funcionários podem alcançar um equilíbrio na vida, recuperando o tempo gasto no trânsito.

No entanto, nem todas as oportunidades para trabalhar em casa são iguais. O FlexJobs, site norte-americano de vagas de emprego, divulgou sua lista anual das 100 principais empresas com o maior número de postos de trabalho em tempo parcial ou totalmente remoto de 2018, após realizar uma pesquisa com 51 mil companhias.

Os principais setores que oferecem tal regime de trabalho são tecnologia, saúde, vendas, educação e serviços ao cliente. O número de trabalhadores remotos no setor de venda, por exemplo, está aumentando e alcançou, pela primeira vez, o 3° lugar da lista, com empresas como Hibu, Enterprise Holdings e Philips.

“Muitas vezes, o mercado de trabalho remoto se espelha no mercado de trabalho como um todo, e é por isso que vemos campos como o da saúde e da tecnologia com mais empregos remotos”, diz Brie Reynolds, especialista em carreira da FlexJobs. “Esses são alguns dos principais campos para trabalho de modo geral. Eles apresentam funções que podem ser desempenhadas em um ambiente remoto, com o trabalho feito em grande parte por computadores, telefone e e-mail.”
Cinco dos trabalhos remotos mais populares são contador, engenheiro, professor, escritor e consultor. Alguns dos setores que mais estão aumentando o número de trabalhadores em regime remoto incluem matemática/economia, seguros e filantropia.

“Assim como nos últimos meses de 2018, esperamos que 2019 continue a ter um mercado de trabalho favorável, com empresas oferecendo benefícios flexíveis e, assim, com uma competição maior por vagas de emprego e a contratação dos melhores talentos”, afirma Sara Sutton, fundadora e CEO da FlexJobs. “Essa lista mostra que empresas de todos os tamanhos e em todas as áreas podem adotar políticas de trabalho flexíveis para atender às demandas em constante mudança”, finaliza.

VEJA TAMBÉM: 3 mitos que pais com trabalho remoto querem derrubar

O topo da lista ficou com a Appen, empresa de serviços de tecnologia sediada na Austrália. A Amazon, a VIPKID e o UnitedHealth Group apareceram no Top 10 em 2018, com o maior número de vagas remotas. As novidades são as empresas Cisco, Abbott e Sanofi, juntando-se às já conhecidas Health Services, Toyota e Williams-Sonoma. Já as companhias Xerox, CVS Health, Salesforce, ADP, American Express e Humana estão entre as 26 melhores desde a primeira edição da lista, há seis anos.

“Na Humana, nosso compromisso com a saúde e o bem-estar começa no local de trabalho”, comenta Douglas Edwards, vice-presidente de soluções no local de trabalho da empresa. “Apoiamos arranjos de trabalho diversos, desde horários flexíveis até acomodações remotas, para que nossos funcionários possam se dedicar ao máximo. Essa não é só uma maneira de atrair os melhores talentos da área, mas também é essencial para impulsionar nossa estratégia de negócios.”

Veja, a seguir, as 100 melhores empresas para trabalho remoto em 2018:

1. Appen

2. Lionbridge

3. VIPKID

4. Liveops

5. Working Solutions

6. Amazon

7. TTEC

8. Kelly Services

9. Concentrix

10. UnitedHealth Group

11. Williams-Sonoma

12. LanguageLine Solutions

13. Intuit

14. TranscribeMe

15. SYKES

16. Transcom

17. Dell

18. BroadPath Healthcare Solutions

19. Cactus Communications

20. Aetna

21. Robert Half International

22. Appirio, A Wipro Company

23. BCD Travel

24. Hilton

25. AFIRM

26. Magellan Health

27. Commonwealth of Virginia

28. EF – Education First

29. Anthem, Inc.

30. Kaplan

31. SAP

32. Enterprise Holdings

33. K12

34. Syneos Health

35. Leidos

36. Thermo Fisher Scientific

37. Sutherland

38. Amgen

39. Stryker

40. ADP

41. PRA Health Sciences

42. Humana

43. Red Hat

44. Pearson

45. Alight Solutions

46. Wells Fargo

47. VMware

48. Motion Recruitment Partners

49. Gartner

50. U.S. Department of Commerce

51. Fiserv

52. EXL

53. Abbott

54. VocoVision

55. Cisco

56. Philips

57. Salesforce

58. Carlson Wagonlit Travel

59. Direct Interactions

60. JPMorgan Chase

61. PAREXEL

62. Houghton Mifflin Harcourt – HMH

63. Grand Canyon University – GCU

64. Covance

65. CLASS100

66. A Place for Mom

67. Sodexo

68. CyraCom

69. CVS Health

70. BELAY

71. Worldwide101

72. Xerox

73. InVision

74. Change Healthcare

75. Sanofi

76. State of Washington

77. DataStax

78. The Hartford

79. Western Governors University – WGU

80. Shire

81. Cozymeal

82. First Data

83. ServiceNow

84. Haynes & Company

85. JLL – Jones Lang LaSalle

86. ConsenSys

87. American Express

88. GitHub

89. Lenovo

90. Aquent

91. Apex Systems

92. HD Supply

93. General Dynamics

94. Auth0

95. NTT Group

96. Toptal

97. Hibu

98. Ultimate Software

99. Johnson & Johnson

100. Rackspace

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).