As profissões mais confiáveis nos Estados Unidos

Quando se trata de honestidade no local de trabalho, algumas profissões têm uma reputação melhor do que outras. Algumas pessoas, por exemplo, podem questionar a dignidade ou a ética de um médico quando se trata de um diagnóstico ou culpar o vendedor quando um carro semi-novo recentemente comprado tem problemas de funcionamento depois de um tempo na estrada. Isso levanta uma pergunta: quais são as profissões nas quais os norte-americanos confiam mais e menos atualmente?

LEIA MAIS: As 10 profissões mais arriscadas nos Estados Unidos

O Gallup, instituto de pesquisa de opinião, investigou a questão e lançou uma sondagem interessante sobre honestidade e padrões éticos no local de trabalho no final de dezembro de 2018. Mais uma vez, os enfermeiros ficaram no topo da lista – posição que ocupam há 17 anos seguidos.

Profissões da saúde em geral têm níveis de confiança elevados entre o público, e 84% dos norte-americanos avaliaram a honestidade e os padrões éticos de enfermeiros como alto ou muito alto. Médicos e farmacêuticos também conseguiram uma boa colocação, com 67% e 66% das pessoas atribuindo um alto nível de confiança a cada profissão, respectivamente.

Apesar da controvérsia sobre os tiroteios policiais e a aplicação pesada da lei, 54% dos cidadãos dos EUA ainda enxergam esses homens da lei como honestos e éticos, enquanto 13% lhes atribuíram uma classificação baixa. Os integrantes do Congresso são os últimos colocados no ranking da honestidade, com 58% da população dizendo que eles têm níveis baixos ou muito baixos dessa qualidade. Os vendedores de carros também são reconhecidos como uma das profissões menos confiáveis no país atualmente.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as profissões mais confiáveis nos Estados Unidos em 2018:

  • 1. Enfermeiros: 84%

  • 2. Médicos: 67%

  • 3. Farmacêuticos: 66%

  • 4. Professores do ensino médio: 60%

  • 5. Policiais: 54%

  • 6. Contadores: 42%

  • 7. Clérigos: 37%

  • 8. Jornalistas: 33%

  • 9. Empreiteiros: 29%

  • 10. Banqueiros: 27%

  • 11. Agentes imobiliários: 25%

  • 12. Advogados: 19%

  • 13. Executivos de empresas: 17%

  • 14. Vendedores de carros: 8%

  • 14. Membros do Congresso: 8%

1. Enfermeiros: 84%

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).