6 dicas para trabalhar remotamente ao viajar

Getty Images
Às vezes, a melhor coisa para quem trabalha remotamente é caminhar.

Resumo da Matéria:

  • Estudos sugerem que até 2020 mais de 50% da população trabalhará remotamente;
  • Aproveitar a disposição de viajante ajuda a manter o profissional produtivo. Dedicar-se ao trabalho no momento ideal evita ter que interromper um passeio;
  • Ter um tablet pode garantir que a demanda seja realizada de onde você estiver;
  • Preze pelo conforto e respeite os horários das refeições.

A cada ano, mais e mais pessoas estabelecem a estrada como escritório e recorrem ao trabalho remoto em busca de flexibilidade e equilíbrio geral. Alguns estudos sugerem que, até 2020, mais da metade da população trabalhará remotamente.

LEIA MAIS: 4 dicas de saúde mental para trabalhadores remotos

Embora a ideia de trabalhar em qualquer lugar seja atraente, ela pode vir com seu próprio conjunto de obstáculos, sobretudo se acompanhada de viagens profissionais.

Como mãe de dois filhos, trabalho 100% a distância e tento viajar o máximo possível porque essa foi uma das principais razões de eu ter escolhido minha carreira. É parte do que me mantém motivada e produtiva.

Aproveito a disposição de viajante

Há algo, quando se está longe de casa, que tira a gente da cama muito antes do horário habitual. Aproveite esse impulso para ser produtivo nos projetos que mais interessam. Afinal, você não quer fazer coisas difíceis em um momento de lazer — isso pode fazer com que cochile um pouco mais no dia seguinte. Se estiver viajando sozinho, abra as persianas e deixe a luz entrar. Se estiver num quarto compartilhado, procure um cantinho aconchegante do hotel.

Invista em um tablet

Um tablet pode ser uma ótima opção se você estiver em uma viagem rápida com carga de trabalho leve; ou se o itinerário for muito agitado e você quiser usar brechas para recuperar o atraso. Um dispositivo pequeno e leve torna o trabalho mais acessível. E sincronizá-lo com um teclado (como o PureGear Universal da T-Mobile) pode ser cômodo e ainda oferecer uma barreira de proteção para o aparelho. Eu adoro a ideia de fazer um passeio com o mínimo de coisas possível, mas também de colocar um tablet em uma pequena sacola (como o Ogio Alpha Convoy 320) para que eu possa parar no café mais próximo e trabalhar quando preciso.

Leve seu próprio café

Não me entenda mal: alguns hotéis têm um ótimo café, mas, vamos ser honestos, muitos não têm. Como para muitos artistas, o café é essencial para a minha criatividade — OK, na verdade não é, mas às vezes parece que sim. Se você quer levar seu próprio café para viagem e evitar requentá-lo no microondas, uma garrafa térmica pode mantê-lo aquecido por horas.

Tenha um caderno

Realizar uma atividade profissional não necessariamente envolve uma profissão específica. É como escreve Julia Cameron no livro “O Caminho do Artista” (Sextante). Ela recomenda começar cada dia com “páginas da manhã”: um diário de fluxo de consciência que se faz ao acordar para se livrar da ruminação que ameaça se prolongar ao longo do dia, prejudicando a produtividade. O exercício é sugerido aos artistas, mas acho que deveria ser feito por todo mundo. O objetivo não é ser coerente, poético ou belo. A ideia é escrever coisas aleatórias que venham à mente para que ela possa liberar os pensamentos e abrir espaço para outras coisas.

Viva de tênis

Às vezes, a melhor coisa para quem trabalha remotamente é caminhar. Não é bom apenas para o corpo, como também faz maravilhas para o cérebro — mais especificamente, para a criatividade. Alimente seu córtex pré-frontal, liberte-se de padrões e entregue-se à natureza. Eu sei: ser elegante é prioridade para alguns e tênis nem sempre são opção. Mas muitas marcas estão se esforçando para estar na moda. Ultimamente, tenho vivido de Saucony Versafoam Inferno. E, para que os períodos de imobilidade não atrapalhem minha circulação, uso meias de compressão. É claro que alguns lugares não permitem uma boa caminhada. Dependendo de onde estiver, considere ficar na piscina do hotel ou na academia para manter o nível de endorfina no sangue.

Exercite seus sentidos

Funcionários remotos são profissionais multitarefa, mas isso não significa que devemos abdicar de nós mesmos. Na hora da refeição, simplesmente coma. Pare de retornar chamadas e responder e-mails. Dê ao seu cérebro um momento de desintoxicação. Você está realmente saboreando o que come ou apenas comendo porque é hora do almoço? Use esse tempo para satisfazer todos os sentidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).