O maior obstáculo para o sucesso é ter medo de ser você

Getty Images
Para potencializar suas conquistas, não gaste energia lutando contra quem você é

Resumo:

  • O medo é um dos obstáculos mais poderosos no caminho para os bons resultados e o sucesso;
  • A realização é, muitas vezes, prejudicada pelos receios subconscientes que atacam os desfechos positivos, de modo que não os notamos;
  • O receio de ser você mesmo é um dos exemplos mais comuns e práticos disso;
  • Para potencializar suas conquistas, não gaste energia lutando contra quem você é.

O medo é um dos maiores obstáculos no caminho para os bons resultados e o sucesso das pessoas. Muitas vezes, ele transparece na reação ansiosa a ameaças ou desafios que podemos chamar de evidentes, caso de falar em público ou embarcar em um longo voo. Mas há também receios menos claros, do tipo subconsciente, que não notamos facilmente. Quando descobertos, espantam — “Não acredito que isso tenha impactado minhas realizações”. O medo de ser você mesmo é um dos exemplos mais comuns e práticos disso.

LEIA MAIS: Escolheu a carreira errada? 4 dicas para mudar

Você já teve medo de dizer ou mostrar quem realmente é? Quais as suas prioridades na vida — e por quê? Do que mais gosta? Quais os seus valores e sonhos? É fácil e confortável esconder nossa verdadeira personalidade para buscar a aprovação das pessoas. Mas, sim, este é um obstáculo enorme. Se você não consegue ser honesto e dizer que não gosta de animais, que tem filhos que tornam a sua vida confusa, mas iluminada, ou que tem um problema de saúde crônico, como poderá perseguir a vida que quer viver? Como manter as coisas desejadas ou as situações que conquistou?

Pense nisso. Muitas vezes, tentamos parecer reservados, como quem preserva sua esfera privada. Há mais no fundo, porém. Podemos apenas ter medo de um julgamento. Então, como seguir em frente? O primeiro passo é reconhecer nossos medos e origens e falar sobre eles. Só assim estabelecemos as bases para superá-los.

Veja, na galeria de fotos abaixo, como vencer o medo:

  • 1. Defina seus valores e crenças

    Valor é algo bom e desejável. É universal e transcende contextos, porque se baseia no bem e no senso comum. O valor é a razão de uma ação intencional e também a sua finalidade. Crenças, por outro lado, são suposições que acreditamos verdadeiras. Quando as usamos para tomar decisões, assumimos que relações de causa e efeito que pensamos terem agido no passado também agirão no futuro. Crenças são contextuais: surgem de experiências e também das situações culturais e ambientais que vivemos.

    É frequente a adoção de princípios contextuais como valores universais. Isso acontece quando não pensamos no mundo como nos é apresentado. Pressupomos o que aprendemos como verdade, sem questionar. É comum nos comportarmos com base e, crenças que não processamos, entendemos ou escolhemos. Isso faz com que tenhamos dúvidas sobre o caminho que devemos seguir, as nossas motivações e desejos.

    Você já investiu tempo em definir seus princípios? Tem valores que interiorizou como seus? Suas prioridades se encaixam no que acha essencial ou no que os outros acham importante? Até que não estejamos certos dos valores e crenças que inspiram nossas vidas, nos sentiremos inseguros e propensos a ser o que os outros esperam que sejamos.

  • 2. Não tenha medo de ser diferente

    Para potencializar seu sucesso, não gaste energia lutando contra a pessoa que você é. Conheça e aceite a si mesmo. Ame-se. Identifique o caminho que melhor se adequa a você. Até porque não há outro — cada um tem sua própria trilha. Pare de se esconder em sua zona de conforto. Se não se sentir confortável com a pessoa que é, você investirá sua energia em coisas que não quer fazer e que o deixarão infeliz.

    Para viver plenamente, é preciso sentir-se confiante e de acordo com a pessoa que você é e quanto ao que realmente importa em sua vida. Você consegue abrir sua conta no Instagram e reconhecer sua verdadeira identidade?

  • 3. Pare de desejar as coisas erradas

    Desde a hora em que acordamos, somos bombardeados por informações. Temos o mundo inteiro em apenas um clique. É por meio do conhecimento constante que podemos experimentar o café da manhã de alguém em Bali, enquanto comemos o nosso. Ou apreciar pessoas bonitas, casas, carros, viagens ao redor do mundo, famílias e experiências… Tudo! Como consumidores, também somos constantemente manipulados a comprar, acreditar e desejar. Não surpreende que seja difícil encontrar o que realmente queremos na vida, quem realmente somos e o que nos deixa feliz.

    Uma das principais razões pelas quais não conseguimos o sucesso que queremos é porque desejamos as coisas erradas — metas e ambições criadas pelo mundo, em vez de pelos nossos valores e paixões. Sucesso é o resultado de um destino claro e de uma bússola que funciona bem.

1. Defina seus valores e crenças

Valor é algo bom e desejável. É universal e transcende contextos, porque se baseia no bem e no senso comum. O valor é a razão de uma ação intencional e também a sua finalidade. Crenças, por outro lado, são suposições que acreditamos verdadeiras. Quando as usamos para tomar decisões, assumimos que relações de causa e efeito que pensamos terem agido no passado também agirão no futuro. Crenças são contextuais: surgem de experiências e também das situações culturais e ambientais que vivemos.

É frequente a adoção de princípios contextuais como valores universais. Isso acontece quando não pensamos no mundo como nos é apresentado. Pressupomos o que aprendemos como verdade, sem questionar. É comum nos comportarmos com base e, crenças que não processamos, entendemos ou escolhemos. Isso faz com que tenhamos dúvidas sobre o caminho que devemos seguir, as nossas motivações e desejos.

Você já investiu tempo em definir seus princípios? Tem valores que interiorizou como seus? Suas prioridades se encaixam no que acha essencial ou no que os outros acham importante? Até que não estejamos certos dos valores e crenças que inspiram nossas vidas, nos sentiremos inseguros e propensos a ser o que os outros esperam que sejamos.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).