Incêndio em porto italiano destrói centenas de Maserati

Getty Images
A cena ressalta o vasto alcance dos padrões climáticos que estão sendo alterados e a necessidade de começar a pensar em adaptação

O aumento do nível do mar ameaça alguns dos países mais pobres, como Bangladesh. Mas em um mundo em constante aquecimento, no qual as tempestades estão cada vez mais intensas e os mares ameaçam os litorais em todos os lugares, está ficando claro que tudo está vulnerável, até mesmo as regiões mais abastadas. Prova disso é que centenas de carros esportivos – e caros – da Maserati pegaram fogo quando o porto italiano de Savona foi inundado, no início desta semana.

LEIA MAIS: Testamos os modelos 2018 da Maserati na neve

A imprensa local informou que os veículos italianos de luxo – que estavam lá aparentemente esperando a exportação para o Oriente Médio – ficaram submersos pelas águas da enchente no porto e que a reação entre a água salgada e as baterias pode ter contribuído para o incêndio.

Reprodução
O incêndio durou horas e mais de uma dúzia de equipes de bombeiros trabalharam para apagá-lo

Bombeiros locais também notaram que muitos dos veículos têm baterias de íons de lítio, conhecidas por seu potencial explosivo quando superaquecem. Em circunstâncias normais, encharcar uma bateria de lítio-íon com água deve ser suficiente para apagá-la ou, pelo menos, abaixar a temperatura para evitar que as chamas se espalhem enquanto o fogo está queimando. É possível, no entanto, que o sal na água do mar possa ter reagido com as baterias para piorar a situação.

“O sal é um condutor de eletricidade, então o que acontece é que, se a água passar pela bateria, criará um íon de cloro com carga negativa e sódio de carga positiva”, disse o mecânico automotivo Barry Chant à “Weather Network”. “Então, quando essas duas substâncias químicas se misturam, elas são combustíveis.”

O incêndio durou horas e mais de uma dúzia de equipes de bombeiros trabalharam para apagá-lo. O resultado foi uma cena apocalíptica com carros queimados – muitos dos quais poderiam ter alcançado um preço de seis dígitos.
A cena ressalta o vasto alcance dos padrões climáticos que estão sendo alterados e a necessidade de começar a pensar em adaptação – mais cedo ou mais tarde.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).