10 ideias do LinkedIn para aplicar em 2019

O LinkedIn divulgou algumas grandes ideias para 2019. Essas previsões são baseadas em um resumo de líderes empresariais, autores, jornalistas e acadêmicos.

LEIA MAIS: 5 erros para remover do seu perfil no LinkedIn

Veja na galeria de fotos abaixo 10 ideias do LinkedIn para aplicar em 2019:

  • 1. Desaceleração da economia

    Estamos chegando a uma espécie de crise econômica? Talvez. Mas quando?

    Fragilidade do mercado de ações. Instabilidade política. Crises e dívidas crescentes. Pode ser que essa crise chegue logo.

  • 2. Demissões

    Será que algumas demissões estão por vir? Se a economia mudar, é possível que sim.

    A General Motors anunciou 14 mil demissões estratégicas em novembro, depois que 2.250 investidores já haviam comprado algumas participações. Na segunda-feira, a Verizon anunciou que demitiria 10.400 funcionários por meio de “demissão voluntária”.

  • 1. O domínio da Geração Z

    Em 2019, a Geração Z, pessoas nascidas a partir de 1997, será em número maior que a dos Millennials. A geração Z deve representar mais de 30% da população global e 20% da força de trabalho mundial.

    “Meu palpite é que eles estejam em evidência e cresçam ainda mais”, disse Brené Brown, autor de best-sellers, ao LinkedIn. “Todos são pessoas muito diferentes, mas como grupo, eu acredito que sejam curiosos, esperançosos, sempre aprendendo e muito sintonizados com o sofrimento do mundo. Eles querem fazer algo à respeito disso.”

  • 4. Mais tempo online do que assistindo à televisão

    Isso já não é novidade. No entanto, segundo o ReCode, as pessoas começarão a passar ainda mais horas por dia na internet do que assistindo à televisão.

  • 5. Brexit, Brexit, Brexit

    A saga do Brexit continua.

    Ian Bremmer, presidente do Eurasia Group, disse ao LinkedIn: “É muito difícil chegar a um acordo para negociar algo tão complicado com uma das instituições supranacionais mais desafiadoras do mundo, a UE, e um dos governos desenvolvidos mais disfuncionais no mundo atual, o Reino Unido”.

  • 6. AI, AI, AI

    A inteligência artificial chegará por todos os cantos, de todos os setores e para todos os tipos e trabalho.

  • 7. As empresas continuarão a diversificar sua mão de obra

  • 8. O escritório vai esvaziar

    Mais pessoas podem começar a trabalhar de casa e, em geral, as empresas irão absorver a estrutura de trabalhos remotos.

  • 9. No mercado de trabalho, a sua humanidade importa

    Como a automação pode levar a menos empregos humanos, nada melhor do que se tornar mais humano no trabalho. Forme conexões genuínas. Mostre empatia. Seja criativo. Dê feedback.

  • 10. A luta contra a pobreza extrema vai entrar em evidência

    Nos últimos 25 anos, o LinkedIn observa que mais de um bilhão de pessoas saíram da extrema pobreza, e a taxa de pobreza global está no nível mais baixo já registrado na história.

    Melinda Gates, copresidente da Fundação Bill & Melinda Gates, disse ao LinkedIn: “Nem sempre podemos mudar as circunstâncias em que uma criança nasce, mas podemos investir no potencial dessa criança”. Os economistas chamam a saúde e a educação de “capital humano”, porque eles provaram ser isso o motor do crescimento econômico.

1. Desaceleração da economia

Estamos chegando a uma espécie de crise econômica? Talvez. Mas quando?

Fragilidade do mercado de ações. Instabilidade política. Crises e dívidas crescentes. Pode ser que essa crise chegue logo.

Já está no disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).