4 dicas para realizar qualquer meta de Ano Novo

Getty Images
Os desejos de se tornar mais saudável e rico certamente são objetivos louváveis, mas o que fazer quando sabemos que a maioria das pessoas não vai conseguir atingi-los?

Após as Festas de fim de ano, muita gente se prepara para importantes mudanças. Para 40% dos norte-americanos, é o momento de avaliar o ano que passou e pensar sobre as intenções para 2019.

LEIA MAIS: Como retomar as resoluções de ano novo abandonadas

No entanto, em 30 dias, 80% deles falharão. Por isso, na maioria das vezes, ter uma resolução acaba em frustração e em sensação de derrota.

Segundo a Statista, 53% dos norte-americanos entrevistados em 2017 queriam economizar dinheiro no ano seguinte, enquanto 43% queriam emagrecer. Os desejos de se tornar mais saudável e rico certamente são objetivos louváveis, mas o que fazer quando sabemos que a maioria das pessoas não vai conseguir atingi-los?

Não tenha esse tipo de resolução.

Essas resoluções claramente não funcionam para a maioria. Por que continuar colocando energia em algo que está destinado a falhar?

Veja, na galeria de fotos abaixo, 4 dicas para realizar qualquer meta que você escolher:

  • 1. Escolha a palavra do ano

    Como alternativa para as resoluções que você provavelmente não seguirá, escolha uma palavra para guiar seu ano. Essa ideia, que não é novidade, foi cuidadosamente elaborada pela autora Susannah Conway. Ela cria uma pasta de trabalho anual para descrever o ano anterior e escolhe uma palavra para orientar o próximo. Se você escolher uma palavra para dar forma e direção ao seu próximo ano, automaticamente, não haverá falha.

    Mas uma palavra abstrata, sozinha, não o impulsionará para seus objetivos. O trabalho duro ainda será necessário para alcançá-los. A palavra o dará mais flexibilidade.

    Tome como exemplo as duas resoluções mais comuns: economizar e emagrecer. Talvez a sua palavra possa ser “riqueza”, “fitness”, “bem-estar” ou “economia”. Como você quer que seu ano seja? Agora é o momento de escolher a palavra que usará como mantra para guiar e moldar suas escolhas pelos próximos 365 dias.

  • 2. Não pense em economizar, mas seja responsável com um orçamento

    Sinceramente, ninguém quer definir um orçamento. Eles não são divertidos, podem ser restritivos e até deprimentes. Mas a não ser que você seja sortudo o suficiente e ganhe na loteria, há um fato: para aumentar a sua conta no banco, você precisa observar como e com o que gasta.

    Orçamentos são ótimos para lidar com as resoluções mais comuns de uma vez só.

    A maneira mais fácil de economizar dinheiro é, claro, não comprar coisas que você não vai usar. Um episódio em 2014 do podcast “Planet Money” descobriu que metade dos membros da academia Planet Fitness nunca compareciam. Com as 61,87 milhões de matrículas em academias nos Estados Unidos, pode-se dizer que há muito dinheiro sendo desperdiçado.

    Guarde seu dinheiro e não pense na academia até ter certeza de que realmente irá malhar. Não há necessidade de comprar diversas roupas para exercícios físicos, equipamento ou se matricular em um centro fitness para encarar sua falha 30 dias depois.

    Em vez disso, confira os milhares de vídeos no YouTube que o ajudam a malhar. Você terá uma enorme variedade para escolher e poderá os fazer em sua casa, sem gastar nada.

    Uma vez que tiver dominado a disciplina de realmente malhar constantemente, procure uma academia que se encaixe em seu orçamento se achar que vale a pena.

    Preste atenção em seus serviços de assinatura. Você os usa em todo o seu potencial? Vale a pena o custo? Você está ciente de quanto eles custam?

    Se a ideia de fazer uma avaliação de si mesmo parecer assustadora, há sempre a opção de fazer o download de um aplicativo para o ajudar no orçamento ou até mesmo atuar como assistente pessoal para entender seus gastos.

  • 3. Assuma o controle na alimentação

    Controlar seus gastos com alimentos é uma maneira rápida de economizar. Em vez de escolher uma dieta radical, procure uma pirâmide alimentar que se encaixe em seu estilo de vida e planeje suas refeições da semana de acordo com ela. Apenas se lembre de permanecer consciente quanto ao excesso.

    Há muitas personalidades no YouTube, em blogs, podcasts, Instagram, livros e aplicativos que podem ajudar a criar refeições nutritivas e saudáveis para qualquer tipo, desde onívoros a veganos. Você precisará se planejar um pouco e tomar tempo para cozinhar sua comida em vez de apenas ir comprar pizza. Passe algumas horas cozinhando no domingo e, assim, comerá bem durante toda a semana e sem gastar muito.

  • 4. Tenha paciência consigo mesmo

    Novos hábitos não são formados da noite para o dia. Enquanto você está fazendo essas novas e incríveis escolhas, potencialmente, poderá retroceder. Isso acontece, é normal: você é humano. Se jogar nas calorias das pizzas e das cervejinhas não significa que você é uma falha. Faltar na academia não significa que você nunca mais irá malhar. Aceite que não atingiu seus objetivos no dia e faça melhor no dia seguinte.

1. Escolha a palavra do ano

Como alternativa para as resoluções que você provavelmente não seguirá, escolha uma palavra para guiar seu ano. Essa ideia, que não é novidade, foi cuidadosamente elaborada pela autora Susannah Conway. Ela cria uma pasta de trabalho anual para descrever o ano anterior e escolhe uma palavra para orientar o próximo. Se você escolher uma palavra para dar forma e direção ao seu próximo ano, automaticamente, não haverá falha.

Mas uma palavra abstrata, sozinha, não o impulsionará para seus objetivos. O trabalho duro ainda será necessário para alcançá-los. A palavra o dará mais flexibilidade.

Tome como exemplo as duas resoluções mais comuns: economizar e emagrecer. Talvez a sua palavra possa ser “riqueza”, “fitness”, “bem-estar” ou “economia”. Como você quer que seu ano seja? Agora é o momento de escolher a palavra que usará como mantra para guiar e moldar suas escolhas pelos próximos 365 dias.

 

Já está no disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.

Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).