5 mitos que fazem com que você continue sendo pobre

Getty Images
Estudo indica que 81% dos milionários são self-made

Resumo:

  • Alguns mitos fazem com que as pessoas desistam de se tornar milionárias antes mesmo de tentar;
  • Estudo realizado pela Fidelity Investment, em 2018, indica que 81% dos milionários são self-made, ou seja, construíram suas próprias riquezas – e não as herdaram;
  • Educação de excelência não é critério para um saldo bancária milionário. Agir é muito mais importante.

Muitos acreditam na existência de uma fórmula secreta capaz de tornar as pessoas milionárias. Mas, se as pessoas soubessem o que um típico milionário faz para chegar a esse status, elas não apenas ficariam surpresas como também um pouco desapontadas.

LEIA MAIS: 7 dicas de carreira do morador de rua que virou milionário

Isso porque muita gente prefere apostar em algumas coisas que, na realidade, não passam de mitos. E acreditar neles pode impedir qualquer um de atingir seus objetivos.

Sei disso por experiência própria já que, além de ser especialista em milionários, sou um deles. E posso dizer que a maior parte das coisas nas quais as pessoas acreditam sobre como se tornar um milionário são lendas.

Minha própria jornada até o status de milionário

Não há nada no meu passado que tenha me favorecido em direção a uma conta bancária polpuda. Eu era tão bitolado pelos mitos acerca do tema quanto qualquer outra pessoa.

Lembro que um dos primeiros carros que meu pai teve foi um Chevy Nova 1985 cinza. Eu não tinha ideia do que as pessoas ricas dirigiam até que vi um cartaz que exibia um Lamborghini amarelo. Eu tinha cerca de nove anos e nenhuma ideia de quanto um carro daqueles custava.

Mas, por causa da minha formação, senti que não havia como ter algo assim. Parecia muito distante da minha realidade. Não percebi isso na época, mas já estava caindo no mito de que eu não poderia me tornar um milionário. E eu não sou o único.

VEJA TAMBÉM: 5 pessoas-chave na sua vida para se tornar um milionário

Vamos começar pelo seguinte fato: se você acredita que nunca se tornará um milionário, você realmente nunca será um. Transformar-se em uma pessoa com uma conta bancária de sete dígitos requer a mentalidade certa. Eu tive que mudar isso na minha vida. Demorou anos até que me tornasse milionário, mas se não tivesse mudado meu pensamento, eu nunca teria conseguido. E você também pode.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os 5 mitos nos quais a maioria das pessoas acredita que a impedem de se tornarem milionárias:

  • 1. Milionários herdam todo o seu dinheiro

    Podemos supor que esse mito tenha algum embasamento na realidade. Afinal, não há como negar o fato de que há um grupo relativamente pequeno, mas muito visível, de pessoas que herdaram suas riquezas. Os Vanderbilt, Rockefeller, Kennedy e, claro, a família real britânica são alguns casos. Cada clã representa uma família inteira de milionários e todos eles herdaram suas fortunas.

    O mito aqui é o de que essas famílias representariam a maioria dos milionários. Na verdade, elas estão mais próximas da exceção do que da regra. Um estudo de 2018 realizado pela Fidelity Investments revelou que 81% dos milionários são self-made, ou seja, pessoas que construíram suas próprias fortunas. Isso significa que menos de um em cada cinco milionários herdou sua riqueza.

    A toxicidade deste mito, em particular, está em manter uma crença que remove qualquer incentivo para lutar pela construção de riqueza. Afinal, se a herança é a principal forma de enriquecimento, para que se preocupar em correr atrás? Ao acreditar nesse mito, as chances de você se tornar um milionário são nulas.

    A realidade é que a maioria dos milionários veio de origens muito mais humildes, mas reconheceram cedo a importância do dinheiro e se mostraram dispostos a fazer o que fosse necessário para seguir em frente. Longe de herdar alguma riqueza, a maioria dos milionários passou várias décadas batalhando até atingir seus objetivos.

    Como acumular um patrimônio líquido de US$ 1 milhão ou mais leva anos e requer, muitas vezes, viver abaixo de um determinado padrão, a riqueza pode, muitas vezes, parecer repentina. Para quem está de fora e não acompanha os muitos anos de luta e sacrifício, a chegada ao topo pode parecer ocasional, algo conquistado da noite para o dia. Isso reforça a tendência de as pessoas concluírem que a maioria das fortunas é herdada.

  • 2. Milionários são sortudos

    Quando uma pessoa se torna milionária sem ser por meio de herança, seu sucesso é, frequentemente, atribuído à sorte. Acreditar nisso, assim como no mito 1, não levará você a lugar nenhum.

    Ao analisar alguns bilionários bem conhecidos, pergunte a si mesmo quanta sorte fez parte de sua trajetória.

    Foi a sorte que permitiu a Warren Buffett fazer dezenas de investimentos inteligentes que o tornaram um dos homens mais ricos do mundo? Teria sido este o mesmo motivo que levou Bill Gates a construir a Microsoft a partir do zero e, por causa dela, ostentar um patrimônio de mais de US$ 100 bilhões? Será que Jeff Bezos – atualmente a pessoa mais rica do mundo – alcançou esse patamar porque teve sorte quando lançou a Amazon?

    Essas são as três pessoas mais ricas do mundo, e a vida delas deixa claro que a sorte pouco influenciou. Esses homens desenvolveram a capacidade de transformar algo pequeno – uma quantidade em dinheiro, um produto ou um conceito de negócio – em algo realmente grande e fenomenal ao longo de anos. E esse tipo de resultado diz respeito a algo fundamentalmente diferente da sorte. Tornar-se um milionário é questão de se colocar em uma posição em que a “sorte” trabalhe a seu favor. Isso não pode ser considerado sorte, mas esforço para encontrar uma oportunidade. Você não consegue fazer acontecer sem sair da sua zona de conforto e correr riscos. Isso significa colocar-se em lugares onde as oportunidades estão. Experimente diferentes iniciativas, incluindo novos negócios e investimentos.

    No meu caso específico, o que ajudou foi o trabalho conjunto com outras pessoas de sucesso. Conheci meu parceiro de negócios enquanto fazia networking para minha própria empresa online. Unimos forças e criamos o maior empreendimento de geração de riqueza que possuímos hoje. Ele cresceu exponencialmente nos últimos anos e a sorte teve bem pouco a ver com isso. Se não fosse o meu esforço, nada teria acontecido.

  • 3. Milionários fazem investimentos arriscados

    Esse mito supõe que o típico milionário invista todo o seu dinheiro em negócios de alto risco. Uma vez que esses negócios decolem, o investidor fica rico. Mas a verdade não é tão empolgante assim.

    A maior parte dos milionários constrói riqueza usando opções de investimento que estão disponíveis para qualquer pessoa. As duas mais frequentes são fundos e imóveis. Pode até haver investimentos mais arriscados, mas a maior parte do dinheiro é mantida em ativos mais convencionais.

    Se você quer se tornar um milionário, tem que assumir algum risco. Mas é preciso medir a recompensa. Milionários de sucesso não colocam seu dinheiro em investimentos às escuras na esperança de ficarem mais ricos. Eles fazem primeiro uma avaliação cuidadosa. Warren Buffett resume perfeitamente a situação com a seguinte frase: “Não arrisque o que é importante para você para conseguir o que não é importante”.

    Para mim, o que realmente importa na vida é a minha família. Corro certos riscos, tanto nos negócios quanto nos investimentos. Nem todos eles funcionam, mas geralmente uso pequenas quantias, nunca assumindo riscos tão grandes a ponto de ameaçar a segurança financeira ou o futuro das pessoas que amo. Dessa forma, corro riscos sem comprometer o que é mais importante para mim.

    Se existe uma fórmula secreta para se tornar um milionário, com certeza ela é menos emocionante do que as pessoas imaginam. É preciso se comprometer a viver em um padrão abaixo do que gostaria, especialmente no começo. Economizar e investir entre 5% e 10% da sua receita não o levará ao sucesso. Você precisa pensar em, no mínimo, 20%, e separar 30% ou mais para algo que valha a pena.

    Então, a maior parte do seu dinheiro deve ser investido em ativos tradicionais – como fundos ou imóveis. Depois disso, é uma questão de se comprometer a economizar e investir a longo prazo.

  • 4. Milionários se sujeitam a riscos estúpidos para construir riqueza rapidamente

    Esta é uma extensão do mito 3, misturado com uma forte dose do mito 2. E podemos agradecer aos defensores dos muitos esquemas de enriquecimento rápido que estão sendo vendidos ao público desavisado.

    Seja investindo em imóveis, ações ou algum tipo de negócio mais exótico, a crença é a de que é possível se tornar rico assumindo riscos estúpidos. E os exemplos são infinitos: startups, Bitcoin, day trading (obtenção de lucro com a oscilação de preço), penny stocks (ações com valores muito baixos) ou algum tipo de empreendimento comercial. Tudo parece incrível no papel, mas falha em mais de 95% dos casos.

    Uma das razões pelas quais esse mito existe é porque, em certas ocasiões, essa é uma situação real. Elon Musk, por exemplo, usou os US $ 165 milhões que recebeu com a venda de sua participação no PayPal para lançar a SpaceX e a Tesla. Mas essa é uma exceção. Para a maioria dos milionários reais e potenciais, não há atalhos. Você deve estar disposto a investir tempo e dinheiro, e escolher os investimentos que tenham a melhor chance de proporcionar um retorno a longo prazo.

    A melhor estratégia, em geral, é investir em negócios tradicionais, como ações e imóveis, e depois apostar quantias menores em empreendimentos comerciais. Por exemplo: com um recurso não muito alto você pode fazer uma parceria com empreiteiros independentes que estão lançando negócios promissores. Se você conhecer o setor em que está atuando e o próprio negócio, poderá tomar decisões mais certeiras sobre o nível de risco que deseja assumir de acordo com a recompensa que espera obter.

    Boas lições sobre o assunto são ensinadas no popular programa de televisão “Shark Tank”. Nele, investidores abastados recebem empreendedores com as mais diversas propostas em busca de capital de investimento. Algumas das ideias fogem do convencional.

  • 5. Milionários estudaram em escolas de prestígio

    Este é outro mito altamente autolimitante. A implicação é a de que se você não possui um diploma de uma escola renomada, nunca terá chance de ser milionário. Não deixe que essa crença o impeça de crescer.

    Uma informação encorajadora: 15% das pessoas mais ricas da Forbes 400 – todas bilionárias – não têm diploma universitário. Aliás, não têm nada além de um diploma do ensino médio.

    Eu sou a prova viva desse mito. Quando morava na Califórnia, solicitei a admissão na UCLA e fui recusado. Optei por participar de uma faculdade comunitária. Depois disso, candidatei-me à Universidade de Illinois e fui novamente preterido. Então me matriculei na Southern Illinois University, onde fiz minha graduação. Até cheguei a me matricular em um programa de MBA, mas desisti dele depois de um tempo.

    Essa foi minha própria experiência, sem nenhuma universidade de prestígio e nenhum programa de MBA. Mas ainda assim me tornei um milionário. E não estou contando isso para me gabar, mas para oferecer um exemplo real de por que não podemos deixar que os mitos nos impeçam de seguir adiante. Muitos milionários têm uma história semelhante, talvez a maioria.

  • Considerações finais

    A razão de discutir estes mitos é provar que nenhum deles deve ser capaz de impedir as pessoas de avançar. A realidade é uma só: você pode se tornar um milionário, mas terá que mudar suas percepções sobre o assunto.

    Leia livros de milionários que relatem suas trajetórias. Pense em algo que lhe dê dinheiro extra para economizar e investir – e que talvez possa se transformar em um grande negócio um dia. Corra alguns riscos. Não faça nada absurdo que possa comprometer o que é realmente é importante para você. Mas tenha sempre em mente que assumir riscos é um dos principais meios pelos quais as pessoas se tornam milionárias.

    A conclusão final é que a riqueza não é aleatória – a única maneira de se tornar um milionário é fazer acontecer. Isso significa mudar seu pensamento, seus objetivos e suas ações. Dessa maneira, com certeza o dinheiro fluirá.

1. Milionários herdam todo o seu dinheiro

Podemos supor que esse mito tenha algum embasamento na realidade. Afinal, não há como negar o fato de que há um grupo relativamente pequeno, mas muito visível, de pessoas que herdaram suas riquezas. Os Vanderbilt, Rockefeller, Kennedy e, claro, a família real britânica são alguns casos. Cada clã representa uma família inteira de milionários e todos eles herdaram suas fortunas.

O mito aqui é o de que essas famílias representariam a maioria dos milionários. Na verdade, elas estão mais próximas da exceção do que da regra. Um estudo de 2018 realizado pela Fidelity Investments revelou que 81% dos milionários são self-made, ou seja, pessoas que construíram suas próprias fortunas. Isso significa que menos de um em cada cinco milionários herdou sua riqueza.

A toxicidade deste mito, em particular, está em manter uma crença que remove qualquer incentivo para lutar pela construção de riqueza. Afinal, se a herança é a principal forma de enriquecimento, para que se preocupar em correr atrás? Ao acreditar nesse mito, as chances de você se tornar um milionário são nulas.

A realidade é que a maioria dos milionários veio de origens muito mais humildes, mas reconheceram cedo a importância do dinheiro e se mostraram dispostos a fazer o que fosse necessário para seguir em frente. Longe de herdar alguma riqueza, a maioria dos milionários passou várias décadas batalhando até atingir seus objetivos.

Como acumular um patrimônio líquido de US$ 1 milhão ou mais leva anos e requer, muitas vezes, viver abaixo de um determinado padrão, a riqueza pode, muitas vezes, parecer repentina. Para quem está de fora e não acompanha os muitos anos de luta e sacrifício, a chegada ao topo pode parecer ocasional, algo conquistado da noite para o dia. Isso reforça a tendência de as pessoas concluírem que a maioria das fortunas é herdada.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).