Centro de serviços da Dassault completa 10 anos no Brasil

Presidente da divisão fala sobre números da operação durante evento de comemoração

Resumo:

  • Dassault Falcon comemorou dez anos de seu centro de serviços em Sorocaba;
  • Sessenta e dois por cento do market share da companhia na América Latina é atribuído ao Brasil;
  • Os investimentos do centro de serviços brasileiro incluem um programa para avaliar jatos da empresa usados antes da aquisição.

Na última quinta-feira (16), a empresa aeroespacial Dassault Falcon comemorou uma década de seu centro de serviços em Sorocaba. O evento de comemoração contou com a participação do presidente da divisão em nível global, Rémy St. Martin, e com um almoço preparado pelo chef Caio Ottoboni, especialista em gastronomia francesa, para convidados.

VEJA TAMBÉM: Embraer apresenta dois novos jatos executivos para 2019

Com 62% do market share na América Latina atribuído ao Brasil, o centro de serviços do interior de São Paulo é o único no sul do continente. Para o charmain e CEO da Dassault Aviation Eric Trappier, “o Brasil sempre foi um mercado muito forte para a companhia, então expandir os serviços foi uma evolução natural da filosofia de fazer o que fosse preciso para atender os clientes que se encontram no Brasil ou viajam com frequência para o país”. O continente americano, no geral, é responsável por 56% dos voos feitos com aeronaves da companhia. “Independentemente do que discutimos, decidimos e fazemos, sempre temos em mente que as necessidades do cliente vêm em primeiro lugar”, disse Martin.

Os investimentos da divisão no Brasil no último ano incluem ferramentas para verificações de nível “B” de Falcons registrados no país (famílias 7X e 2000), além de um programa de Avaliação Pré-Compra – inspecionamento completo de modelos usados disponíveis para transações.

O centro de serviços da fabricante, localizado no Aeroporto de Sorocaba, possui certificação pela ANAC e demais autoridades de aeronavegabilidade da Argentina, Bermudas e Uruguai, e autorização para realizar manutenção da linha e inspeções nas séries Falcon 50, 900 e 2000, assim como Falcon 7X e 8X.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).