Desire: o aplicativo que usa IA para apimentar o Dia dos Namorados

Mark Edward Atkinson/Getty Images
Ferramenta tem como objetivo aumentar a interação dos casais no mundo real

Resumo:

  • Romantismo e inteligência artificial são temas de filmes como “Ex-Machina” e “HER”;
  • A inteligência artificial pode registrar e analisar a conversa do casal para descobrir por quanto tempo eles vão ficar juntos;
  • O Desire incentiva a comunicação e intimidade do casal.

Será que a inteligência artificial pode fornecer novas maneiras para os casais comunicarem melhor suas necessidades e desejos? Como a tecnologia pode servir os casais humanos sob um ponto de vista íntimo e sensual? Podemos usar a inovação para apimentar o Dia dos Namorados?

LEIA MAIS: 18 restaurantes com estrelas Michelin para celebrar o Dia dos Namorados

Muitas vezes, quando pensamos em relacionamentos românticos e inteligência artificial, a primeira coisa que vem à mente é a interação humano-robô. Os longas “Ex-Machina” e “HER” podem desencadear tanto a curiosidade quanto o medo do que esses desenvolvimentos podem significar para a humanidade – graças a Hollywood. Entretanto, a IA já está presente em muitos aspectos de nossos relacionamentos de uma maneira muito mais sutil.

Os aplicativos de namoro utilizam a tecnologia para ajudar os solteiros a “deslizarem para a direita” naquilo que eles reconhecem como suas “melhores correspondências”, esperando que eles construam uma conexão duradoura – ou pelo menos se divirtam. A IA também pode prever se um casal permanecerá junto com uma precisão de 79,3% ao registrar e analisar a cadência, tom, duração da intervenção, entre outros fatores, enquanto o casal conversa.

Marta Plaza e sua equipe da Desire Technologies decidiram aproveitar a inteligência artificial para melhorar e facilitar relacionamentos saudáveis, duradouros e mais picantes. O Desire é um jogo de amor para casais que tem como objetivo melhorar as noites por meio de “desafios” da vida real que ajudam a fortalecer as relações humanas.

No jogo, a inteligência artificial oferece aos casais um ponto de vista íntimo, sensual e comunicativo. Sua tecnologia analisa como o cérebro humano pensa, decide e se comporta enquanto joga e se comunica com um parceiro. Em seguida, os resultados dessa análise são usados como base para o desenvolvimento de dinâmicas de jogo inteligentes capazes de prever o que o parceiro pode desejar em um momento específico. Talvez algumas palavras de encorajamento ou algumas mensagens doces.

“Aplicativos como o Desire ajudam os casais a começar o que, às vezes, pode ser uma conversa estranha: a espontaneidade, a novidade e o desejo na vida sexual. Isso é especialmente útil para pessoas que estão juntas há muito tempo e precisam ser intencionais sobre a diversão em suas vidas íntimas, assim como também para servir casais mais novos que podem sentir vergonha de criar fantasias ou experimentar certos desejos. Quando os casais estão ocupados ou sobrecarregados com o dia a dia, pode ser muito útil ter um recurso que ajude a construir antecipação, bem como inspirar suas mentes eróticas. O desejo pode ajudar as pessoas a ficarem eroticamente envolvidas e há muitas evidências para apoiar que a gamificação ajuda na mudança de comportamento, diz Shula Melamed, conselheira de relacionamento e bem-estar.

VEJA TAMBÉM: Apps vão transformar modelo de posse de carros

No momento em que relacionamentos de longo prazo, monogâmicos, parecem inatingíveis, a inteligência artificial chega para fazer o resgate

Tem sido muito divulgado que casais que fazem sexo com uma frequência que ambos os parceiros consideram satisfatória – seja quatro vezes por semana ou duas por mês – experimentam benefícios como felicidade geral e bem-estar, desenvolvendo um vínculo mais forte com o parceiro e maior probabilidade de permanecerem juntos. No entanto, cultivar esse equilíbrio é um dos mais difíceis desafios, pois os parceiros de longo prazo fazem malabarismos para dar conta de responsabilidades e obrigações.

Os relacionamentos amorosos são maravilhosos e, às vezes, nos esquecemos de cuidar deles e aproveitá-los. Marta diz que é importante jogar e ter tempo para curtir um ao outro. “O aplicativo aprimora a comunicação com seu parceiro e oferece ferramentas e maneiras de se conectar na vida real, descobrindo desejos juntos e criando ótimas lembranças românticas e apimentadas. É uma maneira para lembrar o quão importante é o seu relacionamento. Nosso desejo é fazer relacionamentos mais felizes!”, diz.

“Geralmente, há um viés negativo, uma sensação de que a tecnologia vai interferir na autenticidade e criar uma barreira literal – nossas telas – na capacidade de nos conectarmos intimamente. Muitos casais com quem trabalho reclamam disso. Nessa perspectiva, a IA é uma faca de dois gumes – pode ser a causa das pessoas se sentirem mais isoladas e menos capazes (os Millennials estão tendo menos sexo do que qualquer geração na história), mas pode também ser a cura”, diz Holly Richmond, Ph.D., psicóloga e terapeuta do sexo.

A novidade é a sede do desejo humano e da excitação que apresentam uma grande oportunidade para a IA, pois têm a capacidade de facilitar a aventura e a diversão em relacionamentos de longo prazo. “Eu aprecio que o Desire ajude casais a se sentirem conectados, integrando novidades por meio de jogos e ações. A IA servirá melhor as relações entre humanos se for usada como um aumento da intimidade, não como um substituto para ela”, completa Holly.

Em um momento em que podemos nos sentir mais isolados do que nunca, é hora da próxima onda tecnológica: intimidade aumentada.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).