Escritório de Investimentos ultrapassa R$ 4,5 bilhões de assessorados

Divulgação

Quebrar paradigmas por meio da tecnologia parece ser a nova “receita de bolo” para as startups do século 21. No entanto, um fenômeno ocorrido no litoral norte catarinense mostra que nem sempre a disrupção é necessária. Inovação sim.

Como muitas das famosas histórias de pessoas que mais tarde alcançariam o sucesso, quando o jovem empresário gaúcho Juliano Custodio decidiu colocar no ar o blog de investimentos euqueroinvestir.com, em meados de 2013, também foi chamado de “maluco” por seus pares de mercado. “Isso é loucura. As pessoas não investem pela internet”, diziam.

Inspirado pelo livro Free – O Futuro dos Preços, no qual o autor Chris Anderson defende a teoria de que conforme a tecnologia avança a utilização de aplicativos, softwares e serviços online ficam mais baratos (a ponto de se aproximarem de zero), Custodio optou por apostar contra o mercado, produzindo conteúdo gratuito, completo e sem “financês”. “O mercado financeiro sempre classificou o perfil dos investidores brasileiros como extremamente conservador. Se você analisar só os números, é difícil combater esse argumento. Mas sempre acreditei que a concentração de investimentos nas mãos dos grandes bancos e os péssimos ativos dessas carteiras eram um reflexo da desinformação a respeito do nosso mercado”, afirma.

Aplicando todo o aprendizado obtido em literatura sobre marketing digital, somado à experiência de uma década à frente de escritórios de investimentos, Juliano escrevia, editava e publicava cada um de seus incontáveis artigos. “No início, divulgava pessoalmente os artigos que escrevia em mais de 200 grupos sobre investimentos no Facebook.” Aos poucos, o site foi ganhando relevância nas primeiras páginas do Google – mas foram necessários sete meses para que o primeiro leitor se transformasse no primeiro cliente.

A servidora pública Andréa Moitinho, de Brasília, foi a primeira cliente da EQI Investimentos, escritório de assessoria de investimentos que Custodio tocava paralelamente com outros dois sócios. “Eu não precisava mais correr a lista telefônica atrás de possíveis novos clientes ou promover palestras presenciais em jantares que me custavam uma fortuna. Os clientes é que nos encontravam na internet”, lembra.

Alguns meses depois, o euqueroinvestir.com virou também um canal no Youtube, mantendo o mesmo conceito de ajudar o brasileiro a investir melhor, gratuitamente.

Divulgação
Juliano Custodio

Sem “inventar a roda”, mas com uma proposta inovadora, Juliano montou um modelo de negócios com foco no educacional, utilizando-se de conceitos já conhecidos de marketing digital, ou seja, confiando que a entrega de um material denso e de didática simples despertasse nos investidores o desejo de investir em ativos de maior rentabilidade, usando plataformas abertas ofertadas pelas corretoras. Assim, o jovem porto-alegrense juntou dois modelos que, embora já fossem conhecidos, ainda não tinham sido implementados em conjunto: marketing digital + investimentos. “Muitos clientes começam a investir conosco com a certeza de serem conservadores ao extremo. Mas é comum perceber a mudança gradual de perfil conforme eles vão se habituando com esse universo – até mesmo com as siglas, que antes pareciam tão confusas para eles.”

Em junho de 2017, a EQI incorporou os escritórios da Clamber Investimentos, de Florianópolis, e a AKF Investimentos, de Joinville, tornando-se um dos três maiores escritórios de investimentos do Brasil, ligado à XP Investimentos. O blog transformou-se em um dos maiores sites de investimentos do Brasil, com aproximadamente 700 mil visitas/mês.

Hoje com 18 mil clientes e mais de R$ 4,5 bilhões em assessoria, a EQI Investimentos não só é a prova viva de que o brasileiro investe sim pela internet como também desmistifica o conceito de que o jurássico “cafezinho com o gerente” seja sinônimo de atendimento próximo ao cliente. Para o segundo semestre de 2019, Custodio prevê um crescimento ainda mais expressivo, com o lançamento de sua plataforma colaborativa para que redatores e entusiastas do mercado financeiro possam contribuir com a produção de conteúdo para o site euqueroinvestir.com. “Meu propósito sempre foi ajudar o brasileiro a tomar melhores decisões sobre seus próprios investimentos. Por isso sempre procurei uma linguagem mais clara e direta, de investidor para investidor. Agora queremos convidar todos os participantes do mercado a se juntarem a nós, produzindo conteúdo de simples compreensão, para despertar cada vez mais pessoas contra as ‘armadilhas’ que encontram em seus bancos”, diz o empreendedor.

Em julho, a EQI Investimentos concorre, pela segunda vez consecutiva, ao prêmio de melhor escritório de investimentos do Brasil, correndo contra o tempo ante o desafio proposto pelo CEO da XP, Guilherme Benchimol: chegar aos R$ 25 bilhões em assessoria até o fim de 2020. “Nós ainda nem arranhamos o mercado se compararmos com os números de outros países, como os EUA, por exemplo. Confio que o processo de desbancarização passa necessariamente pelo engajamento das pessoas em aprender mais sobre investimentos, ficando cada vez menos dependentes de seus gerentes bancários e até mesmo dos assessores de investimentos. Essa é nossa aposta.”

*BrandVoice é de responsabilidade exclusiva dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião da Forbes Brasil e de seus editores

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).