Pesquisa mostra que 63% dos millennials buscam alimentos à base de plantas

JasonBriscoe/Unsplash
Jovens estão mostrando uma preocupação cada vez maior com a sustentabilidade dos alimentos que consomem

Resumo:

  • Um novo estudo mostrou que pessoas entre 22 e 37 anos estão se preocupando mais com o impacto de sua alimentação no ambiente;
  • Os dados mostram menor consumo de alimentos processados e preferência por frutas e vegetais;
  • Segundo a pesquisa, é importante para os millennials saber os processos pelos quais sua comida passou para chegar até as prateleiras do mercado.

Assuntos relacionados a alimentação estão em alta. Marcas de comida, restaurantes, escolas públicas e até mesmo candidatos presidenciais estão falando sobre alimentos à base de plantas. Recentemente, um novo estudo da consultoria de pesquisa de mercado YouGov e a rede de supermercados norte-americana WholeFoods descobriu que 63% dos millennials estão tentando incorporar esse tipo de alimento em suas dietas.

LEIA MAIS: Global 2000: as maiores empresas de alimentos do mundo em 2019

Os dados são parte dos resultados publicados na segunda-feira (9), que examinam alimentos, saúde e preferências de compra deste público. De acordo com a pesquisa, mais de 60% da população entre 22 e 37 anos está ciente das implicações que sua alimentação causa no ambiente e muitos estão tentando diminuir esse impacto.

Comer menos carne é um jeito de diminuir emissões vindas da agricultura. Em agosto, o último relatório do Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas (IPCC), das Nações Unidas, sugeriu que mudanças na dieta em nível individual (como consumir menos carne) poderiam ter o maior impacto na luta contra as mudanças climáticas.

“Alguns alimentos requerem mais uso de terra e água, além de causar mais emissões de gases que aprisionam calor do que outros”, afirmou Debra Roberts, co-presidente do Grupo de Trabalho 2 do IPCC, em declaração. “Dietas balanceadas, incluindo vegetais e alimentos provenientes de animais produzidos sustentavelmente em sistemas de baixa emissão de gases estufa, apresentam grandes oportunidades para adaptação e limitação das mudanças climáticas.”

LEIA TAMBÉM: 8 alimentos ‘saudáveis’ que podem não ser tão bons assim

A pesquisa não detalhou especificamente que tipos de alimentos à base de plantas os consumidores estão comprando. Além disso, fabricantes de carnes à base de plantas, como a Impossible Foods e a Beyond Meat, receberam críticas por criar produtos ultraprocessados, ainda que vegetarianos. Os números mostraram que 63% dos millennials também estão tentando incorporar alimentos não processados em sua rotina.

Principais resultados

Veja os destaques da pesquisa:

Ambiente: 60% dos millennials têm consciência das implicações que suas escolhas de alimentação causam no ambiente. Os números mostram que 63% deles estão tentando incorporar alimentos à base de plantas em suas dietas e 50% tentam ativamente procurar por comidas e bebidas feitas com menos embalagens e plástico.

Transparência: Mais de 65% dos entrevistados afirmaram que é importante saber a origem dos alimentos. Além disso, mais da metade disse que pagaria mais caro por produtos que priorizam as regras de bem-estar dos animais e são produzidos de maneira responsável.

E TAMBÉM: Azurmendi, o restaurante mais sustentável do mundo

Orgânicos: Mais de 50% dos millennials aumentaram seu consumo de produtos orgânicos nos últimos cinco anos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).