Art Basel 2018: os melhores novos restaurantes de Miami

Todos os olhos estão voltados a Miami Beach desde o dia 6, durante a 17ª edição da Art Basel, que vai até amanhã (9). Naturalmente, há muita arte para ver e muitas festas para curtir.

LEIA MAIS: Os 50 melhores restaurantes para vegetarianos segundo a OpenTable

Aproveitando a famosa programação social ininterrupta da feira de arte, aqui vão quatro ótimos restaurantes novos de Miami que você não pode perder.

Veja na galeria de fotos abaixo:

  • The Surf Club Restaurant

    Este glamouroso novo point do afamado chef de cozinha Thomas Keller é delicioso. O espaço é inundado de luz baixa e dourada e conta com cadeiras rosa flamingo, piso de marmorite e obras de arte originais que remetem ao célebre passado do Surf Club.
    Elegantes e bem-vestidos, os garçons e garçonetes fazem um ziguezague gracioso pelo salão, levando bandejas de prata com suculentos filés e costeletas, empurrando carrinhos com champanhe gelado e servindo saladas Caesar. A trilha sonora também é familiar e vai desde os anos 60 até os anos 80 (Nancy Sinatra, Queen e Michael Jackson, por exemplo).
    Embora o cardápio continental não traga surpresas, ele sempre proporciona um profundo bem-estar. O fettuccini alfredo, por exemplo, apesar de parecer simples, traz uma explosão de sabor e um aroma inebriante, graças às trufas negras frescas.
    Do começo ao fim, The Surf Club Restaurant é muito mais do que apenas comer. É uma experiência gastronômica cada vez mais rara: ao mesmo tempo refinada, calorosa e satisfatória. Acesse: surfclubrestaurant.com/.

  • The Jim & Neesie

    A Generator, marca de hospitalidade sediada em Londres e famosa por seus hotéis e albergues com ênfase no design, causou furor em setembro, quando inaugurou seu primeiro estabelecimento norte-americano em Miami. O restaurante do local, The Jim & Neesie, aberto o dia todo, está contribuindo para o burburinho com o serviço familiar e a culinária internacional concebida pelo chef Daniel Roy.
    O cardápio, dividido em “lanches leves” e “comida séria”, é reduzido, mas ataca de forma esperta em todas as frentes. Não deixe de pedir o airline chicken, um peito de frango desossado que leva uma asa ao lado, com pele crocante, carne macia e um saboroso molho poblano. É obscenamente gostoso.
    A lista de coquetéis, a cargo de Gui Jaroschy, também é destaque. Muitas das criações da casa são preparadas previamente, resfriadas à temperatura adequada e misturadas na própria mesa, liberando o barman para confraternizar com você, em vez de labutar na preparação de uma bebida cheia de detalhes. Acesse: generatorhostels.com/destinations/miami.

  • Mason Eatery

    Brian Nasajon, dono do moderno Beaker & Gray, situado em Wynwood, traz agora o Mason Eatery. Apesar de o restaurante informal e arejado ter sido inaugurado em junho, ele passou recentemente por uma atualização do design e do cardápio, revelada em 13 de novembro.
    O Mason continua servindo almoço, brunch e jantar, mas agora há pratos mais compartilháveis, entre os quais wraps de alface com coxas de frango à moda de Buffalo, o peixe hamachi defumado com coco e a carbonara de pastrame preparada com massa de centeio.
    O happy hour é um bom negócio: são servidos bolinhos de macarrão com queijo e o adorado hambúrguer que é a marca registrada da casa, a preços que são um alívio em relação às caras atividades sociais da Art Basel.
    Embora o cardápio de bebidas seja bem pensado, siga para o estabelecimento ao lado, o Boombox, recém-inaugurado bar irmão do Mason, para apreciar coquetéis da velha guarda, bem-preparados, como o The Longest Island Iced Tea e o Lemon Drop the Mic. Acesse: masoneatery.com.

  • Malibu Farm

    A mais nova unidade do consagrado restaurante de Helene Henderson no sul da Califórnia chegou ao hotel Eden Roc Miami Beach em abril último. Como no original, o foco está em pratos saudáveis, preparados de maneira simples, com um sabor tão bom quanto o visual. Mas não se engane: o cardápio não é limitante, nem de longe, e realmente oferece pratos que satisfazem todo tipo de apetite.
    Os veganos vão ficar loucos pela farta tigela de tofu, quinoa e molho de coco, enquanto os clientes que evitam o glúten poderão comer uma pizza de tomate com massa de couve-flor assada no forno a lenha. Para os carnívoros, há também um suculento filé de costela maturado a seco.
    O cenário do restaurante ao ar livre, vividamente decorado de branco, também é difícil de superar, já que oferece algumas das vistas para o mar mais impactantes de Miami Beach. Acesse: edenrochotelmiami.com/en/things-to-do/eat-drink.

The Surf Club Restaurant

Este glamouroso novo point do afamado chef de cozinha Thomas Keller é delicioso. O espaço é inundado de luz baixa e dourada e conta com cadeiras rosa flamingo, piso de marmorite e obras de arte originais que remetem ao célebre passado do Surf Club.
Elegantes e bem-vestidos, os garçons e garçonetes fazem um ziguezague gracioso pelo salão, levando bandejas de prata com suculentos filés e costeletas, empurrando carrinhos com champanhe gelado e servindo saladas Caesar. A trilha sonora também é familiar e vai desde os anos 60 até os anos 80 (Nancy Sinatra, Queen e Michael Jackson, por exemplo).
Embora o cardápio continental não traga surpresas, ele sempre proporciona um profundo bem-estar. O fettuccini alfredo, por exemplo, apesar de parecer simples, traz uma explosão de sabor e um aroma inebriante, graças às trufas negras frescas.
Do começo ao fim, The Surf Club Restaurant é muito mais do que apenas comer. É uma experiência gastronômica cada vez mais rara: ao mesmo tempo refinada, calorosa e satisfatória. Acesse: surfclubrestaurant.com/.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).