5 rotas do vinho imperdíveis na França

Getty Images
Rotas históricas passam por algumas das paisagens mais belas da França

Historicamente, os franceses resistiram ao turismo do vinho. Mas este tempo se foi. Hoje, diversas extensões produtoras da bebida recebem visitantes. Inclusive, têm rotas desenhadas para facilitar a viagem. Essas rotas históricas passam por algumas das paisagens mais belas da França, levando o viajante sedento a uma jornada por incríveis vinhedos e aldeias excepcionais.

LEIA MAIS: Como combinar chocolate e vinho

Veja, na galeria de fotos abaixo, 5 rotas do vinho imperdíveis na França:

  • 1. Beaujolais

    Aninhada entre Borgonha (norte) e o Vale do Rhône, esta região frequentemente esquecida não deve ser ignorada. Estendendo-se a partir de Mâcon, ao sul de Lyon, a rota do vinho Beaujolais passa por 12 denominações. Caminhe pelos dez vinhedos para descobrir as rochas azuis de Côte de Brouilly e apreciar o moinho Moulin-à-Vent. Veja as históricas torres sineiras das aldeias de Beaujolais e explore as cidades medievais das colinas, parecidas com as da Toscana, na região de Golden Stone, no sul de Beaujolais. Conhecer o parque e museu do vinho Le Hameau Duboeuf, em Romanèche-Thorins, é imprescindível para os fãs da bebida.

  • 2. Alsácia

    Alsácia, com seu estilo de construção colorido nas casas, caixas de flores nas janelas e ninhos de cegonhas nos telhados, parece ter saído de um conto de fadas dos Irmãos Grimm. Sua rota do vinho, estabelecida em 1953, é uma das mais antigas da França, percorrendo 170 quilômetros do norte ao sul e passando por 70 aldeias. Localizada na fronteira oriental entre a França e a Alemanha, Alsácia foi disputada quatro vezes pelos dois países. Este cabo de guerra político deixou traços alemães na pitoresca região francesa. Para os aventureiros amantes de vinho, Alsácia oferece uma rota de ciclismo para grandes descobertas durante o passeio pelas montanhas Vosges.

  • 3. Vale do Loire

    Como uma das regiões de vinho mais bonitas da França, o Vale do Loire é imperdível. Diversas rotas do vinho levam os admiradores em uma viagem customizada por esta maravilhosa região. Escolha o seu passeio: navegando pelo rio Loire, dirigindo ou pedalando. Este vasto lugar vai de oeste a leste, começando na Costa Atlântica, perto de Nantes, e seguindo a leste até as colinas de Auvérnia, no coração da França. Devido a seu notável patrimônio arquitetônico nas cidades históricas, excepcionais paisagens culturais pelo rio Loire, monumentos de eras passadas como a Renascença e o Iluminismo, e castelos famosos, como o Castelo de Chambord, o Vale do Loire, que fica entre Sully-sur-Loire e Chalonnes, é Patrimônio Mundial da UNESCO. O outono é a estação perfeita para se perder neste lugar.

  • 4. Provença

    Em Provença, a região do vinho mais antiga da França, a temporada do rosé nunca termina. O vasto local oferece tudo: cidades movimentadas, campo silencioso, praias do Mediterrâneo, refeições ao ar livre, mercados locais e comidas e bebidas deliciosas. Como o Vale do Loire, as rotas de Provença são customizadas para a experiência desejada. Caminhe pelas trilhas do Ochre, explore antigas ruínas romanas, respire nos campos de lavanda ou visite castelos históricos.

  • 5. Vale do Rhône

    O Vale do Rhône, devido a seu comprimento, topografia e clima, é dividido em duas regiões do vinho. Os vinhedos estreitos e íngremes do norte do Rhône se encontram nas margens ocidentais do rio Rhône. Viajando para o sul, a região se achata um pouco e é possível desfrutar de um clima mediterrânico mais quente. Os poderosos ventos Mistral passam pelo sul do Rhône no inverno e na primavera, tornando o outono a época ideal para uma visita.

    A rota de Côtes du Rhône se inicia na cidade medieval murada de Avignon e passa por vales e encostas de terraços enquanto gentilmente escala o Monte Ventoux. Encontros de aldeias encantadoras, antigas ruínas romanas e casas de campo são típicos. Outra opção é cruzar o rio Rhône de barco. Com 14 opções de rotas, a exploração deste local não tem limites. Se isso não for o suficiente, o outono traz a temporada de trufas para o Vale do Rhône. Caçando ou apenas comendo, a escolha é sua.

1. Beaujolais

Aninhada entre Borgonha (norte) e o Vale do Rhône, esta região frequentemente esquecida não deve ser ignorada. Estendendo-se a partir de Mâcon, ao sul de Lyon, a rota do vinho Beaujolais passa por 12 denominações. Caminhe pelos dez vinhedos para descobrir as rochas azuis de Côte de Brouilly e apreciar o moinho Moulin-à-Vent. Veja as históricas torres sineiras das aldeias de Beaujolais e explore as cidades medievais das colinas, parecidas com as da Toscana, na região de Golden Stone, no sul de Beaujolais. Conhecer o parque e museu do vinho Le Hameau Duboeuf, em Romanèche-Thorins, é imprescindível para os fãs da bebida.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).