Houssein Jarouche abre galeria com exposição inédita de artista ucraniana

Divulgação
Interior do Vol. C: projeto premiado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil

Tão inquieto quanto discreto, o empresário Houssein Jarouche tem como hábito transformar o tempo todo seus imóveis – ou encontrar novos para reformar, como fez com um casarão na Bela Vista e um prédio na Sé, ambos do início do século XX. Na terça (22), abre as portas o Vol. C, galeria que fica ao lado da Micasa, loja (chiquérrima) de móveis que ele mantém desde 2004 nos Jardins. “Será um núcleo de arte, arquitetura e design”, diz ele, citando três dos combustíveis que o movem.

LEIA MAIS: Por que Marie Kondo virou fenômeno mundial

O espaço leva assinatura de Márcio Kogan, responsável também pelo projeto da Micasa. A proposta foi trabalhar com madeira, em vez do concreto que dá a cara do imóvel da loja. Pelo visto, funcionou: antes mesmo da inauguração, ganhou prêmio do Instituto de Arquitetos do Brasil.

Divulgação
O empresário Houssein Jarouche: espaço para arte, arquitetura e design

A abertura da exposição, como de costume nos eventos do anfitrião, promete reunir a turma descolada (eu não gosto dessa palavra, mas ainda não achei uma melhor, então se alguém quiser sugerir outra, me manda direct no Instagram, tá? Estou no @alvaroleme). Bom, retomando, depois desses longos parênteses: a exposição será da artista ucraniana Pazza Pennello, que faz uma crítica à opressão russa e virá para o vernissage.

Divulgação
Obra da ucraniana Pazza Pennello, artista escolhida para a primeira exposição da nova galeria
Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).