5 mercados imobiliários no Caribe para ficar atento em 2019

GettyImages
O Caribe é formado por mais de 20 territórios ou países, cada um com suas próprias nuances, tendências e regras de investimento.

Para aqueles que têm o sonho de possuir um “pedaço do paraíso”, o Caribe é considerado, há muito tempo, um destino de sonho. E o interesse pela região continua crescendo. Seja pelo ritmo mais lento da vida na ilha, praias imaculadas, pores do sol pitorescos, clima quente ou todos os itens acima, as 7 mil ilhas que compõem o Caribe continuam a atrair investidores imobiliários de todo o mundo.

VEJA TAMBÉM: Por que suas próximas férias devem ser no Caribe

No entanto, é fácil esquecer que o Caribe não se trata apenas de um mercado – pelo contrário, é formado por mais de 20 territórios ou países, cada um com suas próprias nuances, tendências e regras de investimento. Ao que tudo indica, a região está pronta para viver um momento de recuperação significativa, com muitas oportunidades. Os compradores devem capitalizar, investindo agora, à medida que o crescimento se acelera e os preços dos imóveis começam a subir.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 5 mercados imobiliários caribenhos de luxo para ficar atento em 2019:

  • Bahamas

    Enquanto as Bahamas ainda estão se recuperando da crise financeira global de 2008, nos mercados mais fortes os preços dos imóveis de luxo aumentaram nos últimos três anos e o setor continua em alta.

    Investidores estrangeiros continuam a ver as Bahamas como um lugar seguro para seus aportes e, com os preços no mercado de luxo subindo lentamente, 2019 apresenta uma boa oportunidade para investir. Como incentivo, segundo o International Persons Landholding Act de 1993, os cidadãos estrangeiros têm permissão para comprar propriedades nas Bahamas com relativamente poucas restrições.

  • Bermudas

    Enquanto os compradores estrangeiros enfrentam diretrizes um pouco mais rigorosas na compra de imóveis nas Bermudas, a ilha continua a ser um destino caribenho icônico, repleto de praias de areia rosa e águas azul-turquesa. A economia local também parece estar em ascensão. Segundo o Relatório Econômico Nacional do Ministério das Finanças 2017 elaborado pelo país, o emprego, o turismo, os novos projetos de construção e as vendas no varejo aumentaram, indicando que a economia está em processo de fortalecimento e que os valores dos imóveis estão prontos para subir.

  • Ilhas Cayman

    Com vários novos empreendimentos de alto padrão já em andamento, o status das Ilhas Cayman como destino imobiliário de luxo no Caribe se consolidará ainda mais em 2019. Além disso, o Registro Geral das Ilhas Cayman anunciou, no início de dezembro de 2018, que, alimentado por uma economia crescente, o local apresentou mais empresas registradas do que nunca. O PIB cresceu 2,8% em 2017 e a expectativa é que, em 2018, tenha chegado a 3%. Também não há restrições a aquisições de propriedades por estrangeiros.

  • São Vicente e Granadinas

    Talvez um dos destinos menos conhecidos do Caribe nesta lista, São Vicente e Granadinas (também conhecida como Ilhas das Especiarias) é, há muito tempo, um dos paraísos favoritos de marinheiros e donos de iates. Com quilômetros de praias intocadas, florestas tropicais e cachoeiras, esse destino é perfeito para compradores de imóveis interessados em experimentar o “Caribe antigo” e sair do lugar comum. Os preços das residências por lá são relativamente mais baixos do que nos demais países caribenhos, como as Ilhas Cayman. No entanto, isso pode mudar, dado o crescente número de vôos diretos entre São Vicente e os EUA e o Canadá.

Bahamas

Enquanto as Bahamas ainda estão se recuperando da crise financeira global de 2008, nos mercados mais fortes os preços dos imóveis de luxo aumentaram nos últimos três anos e o setor continua em alta.

Investidores estrangeiros continuam a ver as Bahamas como um lugar seguro para seus aportes e, com os preços no mercado de luxo subindo lentamente, 2019 apresenta uma boa oportunidade para investir. Como incentivo, segundo o International Persons Landholding Act de 1993, os cidadãos estrangeiros têm permissão para comprar propriedades nas Bahamas com relativamente poucas restrições.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).